Facebook Twitter Linkedin Instagram
Entrevista 1 de agosto de 2018

André Bolpet, gerente de Projetos & Operações Logísticas da Alpargatas, fala sobre a importância da intralogística

André Bolpet, Alpargatas, Entrevista Agosto

André Bolpet é engenheiro agrícola pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas, com pós-graduação/MBA em Administração de Empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas. Fez carreira em consultoria e Operadores Logísticos no Brasil, na Espanha e em Portugal e atualmente é gerente de Projetos & Operações Logísticas na Alpargatas. Também é membro da ABRALOG – Associação Brasileira de Logística.

Nesta matéria especial de Logweb Digital, ele fala sobre a importância da intralogística dentro do Supply Chain, a automação e os maiores problemas dentro da intralogística, entre outros assuntos. Acompanhe.

Logweb: Aponte o papel e a importância da intralogística dentro do contexto do Supply Chain nos dias de hoje, considerando mudanças no comportamento do consumidor, automação de modo geral (em vários segmentos), etc.
Bolpet: No contexto atual, no qual as empresas buscam melhorar continuamente o tripé despesas-qualidade-tempo, a intralogística é parte essencial na obtenção dos objetivos estratégicos. Por meio da melhoria de processos e do fluxo de informações e materiais, integração de sistemas, automação e controle das atividades internas de um Centro de Distribuição, as empresas têm um leque abrangente de atuação para aumentar a produtividade, reduzir despesas e eliminar atividades que não agregam valor na cadeia de suprimentos.
O comportamento do consumidor tem papel fundamental nas decisões estratégicas das empresas, pois ele funciona como “guias” no direcionamento dos investimentos em intralogística. Cito como exemplo, o vertiginoso crescimento do e-commerce, que exige cada vez mais agilidade no atendimento aos consumidores, sempre com despesas menores e alto padrão de níveis de serviço. Para atingir bons níveis de excelência, as empresas têm de investir em gestão da informação, controle e automação.
Observamos, também, que a tendência atual é aproximar a indústria do consumidor, reduzindo a participação de intermediários, ao mesmo tempo em que exige maior excelência nos processos industriais. Independentemente do setor de atuação, este é um caminho sem volta e caberá às empresas buscar flexibilidade nos processos para atender às novas demandas dos consumidores.

Logweb: Como mencionado, a automação tem grande importância dentro da intralogística hoje, certo?
Bolpet: Sim. Não existe intralogística eficiente se os fluxos de movimentação de materiais e armazenagem são inadequados. Para tal, a constante revisão de processos, aplicação de ferramentas Lean, análise robusta de dados e controle por indicadores devem estar na pauta diária das empresas de qualquer setor. Neste contexto, a automação de processos e/ou atividades surge como importante ferramenta para otimizar os fluxos e processos logísticos. Obviamente, nem tudo pode (ou deve) ser automatizado, porém em um cenário onde se exija maior segurança, alta produtividade, ou até mesmo onde há escassez de recursos, a automação da intralogística auxilia na obtenção de melhores resultados. Contudo, a análise de viabilidade financeira é fator obrigatório, pois a simples automatização de processos nem sempre resulta em retorno financeiro, causando o efeito contrário do esperado.

Logweb: Quais os maiores problemas dentro da intralogística hoje, em termos operacionais?
Bolpet: Gestores incapacitados tecnicamente, projetos e layout de armazéns inadequados, desequilíbrio na disponibilidade de recursos técnicos (máquinas e equipamentos de movimentação) e humanos, projetos de automação com análise de viabilidade financeira deficiente, entre outros fatores, são os maiores vilões para uma ineficiente intralogística. Operacionalmente, o descontrole na movimentação de materiais e armazenamento, com cruzamento de fluxos e processos repetitivos, faz com que tenhamos maiores despesas operacionais, menor produtividade e, consequentemente, diminui a competitividade da empresa no mercado em que atua.

Logweb: Como a intralogística pode aumentar a produtividade e a otimização e ajudar na redução dos custos da empresa?
Bolpet: A intralogística eficiente, com processos bem desenhados e controlados, faz com que a produtividade aumente pela eliminação do desperdício (“muda”), muitas vezes resultado do balanceamento de fluxos e da utilização de equipamentos adequados ao tipo de movimentação de materiais e infraestrutura correta de armazenagem. A redução de despesas da empresa é consequência deste balanceamento e ganhos de produtividade, pois a otimização do processo logístico interno gera maior eficiência operacional, o famoso clichê: “fazer mais com menos recursos”. Em um contexto onde o custo da mão de obra tem cada vez mais impacto no resultado das empresas, a revisão de processos visando ganhos de produtividade resulta em redução de despesas, em geral, no curto e médio prazos.

Logweb: Poderia apontar, dentro da intralogística, qual fator, se não usado corretamente, apresenta o maior custo (desperdício) e por quê?
Bolpet: Seguramente, os processos de automação, dado que no Brasil este tipo de investimento (equipamentos, sistemas e infraestrutura) é altamente onerado pelos custos de importação e impostos em geral. Um projeto inadequado de automação, com pouca viabilidade financeira ou até mesmo a subutilização da solução já implantada, irá gerar elevadas despesas e baixo retorno, impactando fortemente no resultado operacional das empresas de qualquer setor.

Logweb: Num contexto geral, qual percentual a intralogística ocupa no custo operacional da empresa?
Bolpet: Considerando os custos de um Centro de Distribuição, a intralogística representa, em média, 50% das despesas totais de operação, grande parte devido à mão de obra para movimentação de materiais e processos de armazenagem. Com o custo de funcionários cada vez maior, a tendência é que as empresas invistam em automação, sempre e quando se justifique o investimento, analisando desde o ROI até o custo de oportunidade. Comparando com o mercado externo, o Brasil ainda engatinha no quesito automação em relação à Europa e aos Estados Unidos, principalmente devido aos elevados custos de aquisição e implantação.
Logweb: Qual o segmento de mercado que mais exige da intralogística? Em qual sentido? Por quê?
Bolpet: O segmento de bens de consumo é o que mais exige da intralogística, pois maneja elevada quantidade de SKUs e, com a aproximação da indústria ao consumidor direto, requer cada vez mais agilidade nos processos logísticos para atendê-los no menor tempo possível. A rapidez nas entregas exige agilidade no fluxo de informações e materiais, além de eficiência nos processos de picking e expedição. Outro fator é o aumento nos processos de customização, onde a tendência é os consumidores exigirem produtos personalizados e entregues no menor tempo possível. O conjunto de processos para atender estas novas demandas faz com que a intralogística eficiente seja fundamental no fluxo logístico, gerando maior produtividade e menor despesa operacional.

Logweb: O e-commerce é um impulsionador da intralogística ágil? Se sim, em qual sentido.
Bolpet: Sem dúvida, o e-commerce é o maior impulsionador da intralogística, pois exige processos flexíveis e eficientes das empresas. O e-commerce está retirando do fluxo logístico os intermediários entre consumidores e indústrias, fazendo com que esta última invista pesado em melhorias de processos e balanceamento de fluxos internos. Investimento em automação de processos, equipamentos de movimentação de materiais, infraestrutura adequada de armazenagem, sistemas de análise de dados e controles internos, gestão por indicadores, etc. são alguns exemplos do grande desafio que as empresas já enfrentam e serão cada vez maiores. Quem desenvolver uma intralogística eficiente, com alta produtividade, menores despesas e processos adequados, terá grande vantagem competitiva no mercado e enfrentará os desafios do e-commerce com maior segurança.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Forexsa
Toyota
Profishop 2018
Retrak LOGCP
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Revista Logweb