Facebook Twitter Linkedin Instagram
Frota 6 de agosto de 2019

Ativa Logística vai investir R$ 12 milhões em renovação de frota com caminhões 3/4 e semirreboques

Um dos maiores operadores logísticos brasileiros nos segmentos de medicamentos e cosméticos, a Ativa Logística (www.ativalog.com.br) prepara um investimento de R$ 12 milhões na renovação de sua frota de veículos, que inclui utilitários 3/4 e semirreboques com equipamentos isotérmicos e refrigerados com tecnologias de segurança embarcadas, telemetrias e menos poluentes para atender as exigências das legislações e projetos de sustentabilidade. O valor investido contempla ainda a compra de caminhão 3/4 e furgões, com as mesmas tecnologias, para as operações da Trans Model Air Express, uma empresa Ativa.

De acordo com o presidente da Ativa, Clóvis A. Gil, medicamentos e até mesmo produtos de HPC são sensíveis a condições de temperatura e se não houver um cuidado, o transporte pode danificar suas propriedades. “Como parte integrante de toda cadeia, é fundamental que façamos investimentos contínuos nas operações de transporte e armazenagem dos produtos. Nosso papel é assegurar que os medicamentos, por exemplo, cheguem aos pontos de vendas sem inconformidades e com todas as suas propriedades preservadas”, afirma.

A frequência de renovação da frota na companhia costuma ocorrer a cada três, ou no máximo, cinco anos, como aponta o gerente Evaldo Araújo, responsável por gerenciar toda a frota da Ativa Logística e Trans Model, que hoje reúne 800 veículos, que promovem mais de 150 mil entregas mensais em mais de 2,5 mil municípios do país.

A aquisição dos veículos integra o plano de R$ 30 milhões a serem investidos pela Ativa até o final de 2019, que incluem ainda aquisição de novas tecnologias, contratações de funcionários e ampliações de algumas de suas 18 unidades, espalhadas por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

Outros investimentos na empresa – Além da frota, a Ativa Logística tem fomentado seus investimentos na Logística 4.0 com o objetivo de reduzir o lead time, disponibilizar um Centro de Distribuição mais inteligente, produtivo, com a automação dos processos e operações além de oferecer informações em tempo real ao cliente em qualquer parte do mundo com apenas um clique. “Toda essa eficiência operacional, proporcionada pela tecnologia, vai eliminar desperdícios e gargalos, fortalecendo as operações dos clientes com ganho nos prazos e na redução de custos”, diz o presidente Gil.

Recentemente, a companhia também investiu em um sistema de CRM (Customer Relationship Management) para ter uma visão 360 das operações. Tudo isso para aprimorar o relacionamento com os clientes além de entender melhor seus desejos e necessidades, para identificar novas soluções de forma inovadora e eficiente. “Da fábrica ao consumidor final, nos balcões e prateleiras, os produtos percorrem um longo caminho. Nesse processo, é de extrema importância que se tenha uma logística 100% eficiente. Afinal, no caso dos medicamentos, mais do que transporte, estamos falando de vidas”, diz Gil.

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Translifit
Retrak
Manufacturing Summit Brazil