Facebook Twitter Linkedin Instagram
Centro de Distribuição 9 de novembro de 2018

Centros de distribuição variados são a solução para demanda da Black Friday

Faltando menos de um mês para a edição da Black Friday 2018, o setor de logística precisa preparar os estoques para entregar mais rápido e melhor, já que a maior liquidação do comércio movimenta praticamente todos os grandes centros de distribuição do país. De acordo com Rodrigo Demeterco, presidente da Capital Realty, desenvolvedora e administradora de ativos imobiliários no setor de infraestrutura logística, quanto antes todos se prepararem para cumprir as metas, mais eficiente será a operação. “Ao trabalhar com e-commerce, o operador precisa entregar para as mais diversas partes do país. Por isso, é fundamental sistemas de logística que operem em centros de distribuição variados e de fácil acesso”, explica.

O problema é que, no Brasil, apenas 34% dos galpões logísticos de São Paulo e Rio de Janeiro, os dois maiores polos, estão localizados em um raio de até 30 quilômetros das capitais, o que permite as entregas ultrarrápidas, segundo levantamento da consultoria NAI Brazil. Para Demeterco, esse número é baixo para atender a demanda do e-commerce, mas utilizar centros de distribuição variados é uma solução. É fundamental usar sistemas de logística que operem em centros de distribuição variados e de fácil acesso. Centros logísticos como o MEGA, da Capital Realty, estão localizados estrategicamente, o que permite entregas ultra rápidas a diversas outras localizações do país, além de operação de cross-docking, que fazem a redistribuição rápida das mercadorias e estão posicionados próximos a rodovias que dão acesso ao Brasil inteiro”, explica.

Segundo dados do Ebit, divulgados durante o Seller Day em agosto, as vendas da Black Friday devem crescer 15% em 2018, sendo que as categorias mais desejadas devem ser as de eletrônicos (39%), eletrodomésticos (33%), artigos de telefonia e celular (25%), informática (24%), moda (19%) e cosméticos (18%).
Ainda de acordo com Demeterco, por ser uma grande operação, a Black Friday coloca em estresse toda as partes das operações de logística de um e-commerce. “É uma oportunidade de aumento de vendas, mas traz uma grande necessidade de esforço e planejamento. Investimento em espaços adequados para a capacidade das vendas permite um ganho inestimável. Quanto mais rápida e eficiente for a sua entrega, maior será a credibilidade do negócio”, afirma.

A próxima Black Friday ocorre no dia 23 de novembro. Em 2017 o evento atingiu R$ 2,1 bilhões em vendas, alta de 10,3% ante aos R$ 1,9 bilhão registrados no mesmo período do ano passado, segundo o levantamento realizado pela Ebit.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota Retrak LOGCP
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Revista Logweb