Facebook Twitter Linkedin Instagram
Centro de Distribuição 9 de novembro de 2018

Centros de distribuição variados são a solução para demanda da Black Friday

Faltando menos de um mês para a edição da Black Friday 2018, o setor de logística precisa preparar os estoques para entregar mais rápido e melhor, já que a maior liquidação do comércio movimenta praticamente todos os grandes centros de distribuição do país. De acordo com Rodrigo Demeterco, presidente da Capital Realty, desenvolvedora e administradora de ativos imobiliários no setor de infraestrutura logística, quanto antes todos se prepararem para cumprir as metas, mais eficiente será a operação. “Ao trabalhar com e-commerce, o operador precisa entregar para as mais diversas partes do país. Por isso, é fundamental sistemas de logística que operem em centros de distribuição variados e de fácil acesso”, explica.

O problema é que, no Brasil, apenas 34% dos galpões logísticos de São Paulo e Rio de Janeiro, os dois maiores polos, estão localizados em um raio de até 30 quilômetros das capitais, o que permite as entregas ultrarrápidas, segundo levantamento da consultoria NAI Brazil. Para Demeterco, esse número é baixo para atender a demanda do e-commerce, mas utilizar centros de distribuição variados é uma solução. É fundamental usar sistemas de logística que operem em centros de distribuição variados e de fácil acesso. Centros logísticos como o MEGA, da Capital Realty, estão localizados estrategicamente, o que permite entregas ultra rápidas a diversas outras localizações do país, além de operação de cross-docking, que fazem a redistribuição rápida das mercadorias e estão posicionados próximos a rodovias que dão acesso ao Brasil inteiro”, explica.

Segundo dados do Ebit, divulgados durante o Seller Day em agosto, as vendas da Black Friday devem crescer 15% em 2018, sendo que as categorias mais desejadas devem ser as de eletrônicos (39%), eletrodomésticos (33%), artigos de telefonia e celular (25%), informática (24%), moda (19%) e cosméticos (18%).
Ainda de acordo com Demeterco, por ser uma grande operação, a Black Friday coloca em estresse toda as partes das operações de logística de um e-commerce. “É uma oportunidade de aumento de vendas, mas traz uma grande necessidade de esforço e planejamento. Investimento em espaços adequados para a capacidade das vendas permite um ganho inestimável. Quanto mais rápida e eficiente for a sua entrega, maior será a credibilidade do negócio”, afirma.

A próxima Black Friday ocorre no dia 23 de novembro. Em 2017 o evento atingiu R$ 2,1 bilhões em vendas, alta de 10,3% ante aos R$ 1,9 bilhão registrados no mesmo período do ano passado, segundo o levantamento realizado pela Ebit.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Brasil Log
Brasil Log
Brasil Log
Clark Savoy Retrak Veloe