Facebook Twitter Linkedin Instagram
Tecnologia 26 de março de 2019

Com foco no aprimoramento de processos, software Cargo Viewer evita perdas para o transportes de cargas

Para realizar o transporte de mercadorias, uma série de procedimentos devem ser seguidos desde a origem até seus destinos finais. Devido à forma como as empresas utilizam as tecnologias, os check-lists são feitos manualmente, com alta dependência de pessoas. Com essa dinâmica, é natural que os cuidados sejam realizados com mais ênfase nas primeiras viagens, e gradativamente flexibilizados ao longo do tempo, o que faz com que surjam cada vez mais “furos” às regras.

O software Cargo Viewer foi desenvolvido pelo Grupo Vista com a concepção de que, ao automatizar e controlar os processos, diminuindo a intervenção humana, melhora-se a gestão e a segurança da operação, de forma geral. “Quando uma empresa que não tinha processos bem regrados passa a ter esse grau de organização, certamente diminui as margens de erros. Percebemos no segmento de transportes, que grande parte das ocorrências de sinistros por roubos ou acidentes estão relacionadas à falta de processos”, comenta Cleber de Castro, diretor do Grupo Vista.

Com o aprimoramento dos processos através do Cargo Viewer, todo o percurso ganha qualidade e elimina-se uma série de perdas. Consegue-se melhorar rotas, controlar paradas inesperadas, dentre outros itens, o que traz impacto direto na redução de sinistros.

A adoção de processos e sistemas como o Cargo Viewer sem dúvidas simplifica a contratação de apólices de seguros, além de contribuir para garantir a entrega da mercadoria. “A seguradora analisa a forma de trabalho da transportadora e, ao identificar que existem softwares para gerenciar os processos, tem a certeza da minimização dos riscos de perdas, mais condição de buscar evidências, e até mesmo de auditar, em um caso de sinistro”, explica.

Um dos princípios do Cargo Viewer é a automação do check-list. Por ser um processo totalmente sistêmico, é realizado em 100% dos casos e não por amostragem, antes do início das viagens, como manda o figurino. O usuário é informado sobre as condições dos embarques, com o objetivo de que opere em conformidade com suas regras operacionais, ou, ao menos tenha ciência do riscos que optou em correr. “Diariamente, inúmeras viagens são iniciadas com não-conformidades, sobre as quais os empresários nem sequer foram informados dos riscos que estão correndo, em função da falta de check-list. O problema é que, na maioria dos casos, isso só é identificado após a ocorrência de um sinistro, mas aí, infelizmente, já foi. Ter processos representa maior qualidade, e as seguradoras entendem isso, pois reflete diretamente na exposição dos riscos tomados”.

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Translifit
SDS
Tokio Marine
Retrak
Manufacturing Summit Brazil