Facebook Twitter Linkedin Instagram
Capa 29 de julho de 2019

Em sua 35ª edição, Fispal Tecnologia apresentou tendências para as indústrias de alimentos e bebidas

Maior e mais completa feira para a indústria de alimentos e bebidas da América Latina, a Fispal Tecnologia, em sua edição comemorativa de 35 anos, apresentou para 39.370 mil visitantes as principais soluções, equipamentos, serviços, inovações e tendências de mais de 1.500 marcas expositoras. Promovida pela Informa Markets, a feira aconteceu de 25 a 28 de junho, no São Paulo Expo, e contou, ainda, com conteúdo relevante e atrações que ajudaram a aprimorar o conhecimento dos profissionais que estiveram no evento. A Logweb esteve presente com estande, ocasião em que foram distribuídas as revistas.

Segundo Marina Cappi, Show Manager da feira, a ampliação do espaço de conteúdo foi o grande destaque dessa edição, proporcionando uma plataforma com mais de 200 horas de palestras. “Para a Fispal Tecnologia é muito importante oferecer essa oportunidade para os nossos visitantes estabelecerem o contato com representantes de grandes empresas e terem acesso a cases e experiências bem-sucedidas”, comentou.

Para estimular o fechamento de novos negócios, foram promovidas duas rodadas de negócios. A rodada internacional estreou contando com compradores da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai e movimentou mais de  R$ 13 milhões. Já a nacional gerou mais de R$ 10 milhões em receita, o que representa um aumento de 8% em relação ao ano passado.

O evento fechou parcerias com importantes entidades representativas da indústria de alimentos da América do Sul. Entre elas, CEPALI – Câmara de Empresas Paraguaias de Alimentação; CIALI – Câmara Internacional de Alimentos; Chile Alimentos – Associação das Empresas de Alimentos do Chile; e Redalimentaria.

Também vale destacar que a feira registrou aumento de 12% em área de exposição internacional em comparação com a edição do ano passado,  reunindo 71 empresas de 13 diferentes nações. Contou, ainda, com pavilhões da França, China, Turquia, Itália e dos Estados Unidos.

O governador de São Paulo, João Doria, juntamente com o diretor do ITAL – Instituto de Tecnologia de Alimentos, Luis Madi, e o presidente do grupo Informa, Marco Basso, participaram da plenária de abertura da Arena de Conteúdo FispalTec, a grande novidade dessa edição do evento, composta por quatro grandes fóruns: o Fórum Fispal Tecnologia, que tratou da gestão fabril e da Indústria 4.0; o TecnoDrink, com conteúdo voltado para o setor de bebidas; o Fórum de Embalagens, que abordou as principais tendências e inovações para embalagens; e o Fórum de Marketing Digital, que apresentou cases de marketing digital para a indústria de alimentos e bebidas.

Além dos fóruns, o público pôde acompanhar uma ampla programação com conteúdo de entidades e associações parceiras, como Abia – Associação Brasileira das Indústrias de Alimentos; Abimapi – Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados; ABIQ – Associação Brasileira das Indústrias de Queijo; Abis – Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes; Abiad – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres; AmazonasCap; Afrebras – Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil e do Instituto de Tecnologia SENAI, e que contou com a participação de 580 congressistas.

Veja a seguir os destaques de alguns dos expositores da feira.

 

Empilhadeiras e tecnologia de íon lítio foram destaques da Clark 

Em mais uma participação na Fispal, a Clark (Fone: 19 3856.9098) destacou várias soluções, além de alguns equipamentos com bateria de íon lítio, tecnologia que proporciona alto desempenho nas aplicações de tração e elevação de cargas, podendo trabalhar até três turnos consecutivos sem precisar ser substituída.

Foram expostas as empilhadeiras retráteis SRX16 com capacidade para 1.600 kg, operação em corredores a partir de 2.854 mm e bateria de 48 V. Estas máquinas possuem ajuste de direção de 180°/360° para maior ganho de produtividade, fácil acesso ao compartimento do operador graças à posição dos degraus e distância de 380 mm do chão, quatro modos de condução ajustáveis e assento com ajuste de peso para operadores, entre outros detalhes.

Já os novos modelos contrabalançados elétricos EPX25i, EPX30i e EPX32i, com as capacidades de 2.500, 3.000 e 3.200 kg, foram projetados para operações severas em plantas e armazéns, focando em ergonomia, segurança, produtividade e durabilidade. Possuem motores (dois de tração, direção e elevação) em corrente alternada, sem escovas para trocar e blindados para evitar entrada de elementos contaminantes. As válvulas de amortecimento hidráulico entre os estágios de elevação da torre fornecem uma operação silenciosa, reduzindo choques durante a operação de elevação e rebaixamento de carga.

Outro destaque foi a WPio12, paleteira manual elétrica movida a bateria de íon-íon lítio, voltada para o transporte de todos os tipos de mercadorias em curtas distâncias. Em contraste com as paleteiras manuais convencionais, a WPio12 eleva e movimenta mercadorias utilizando energia elétrica. A dimensão mínima de L2 (comprimento até a face dos garfos) de apenas 390 mm torna-a compacta e ideal para uso em espaços confinados, por exemplo em lojas e centros comerciais de todos os tipos.

Nos modelos de transpaleteiras elétricas, a Clark apresentou a WPX20, com capacidade de 2.000 kg, a PPSX20, com capacidade de 2.000 kg, e a transpaleteira com torre PSX16, com capacidade de 1.600 kg. Com operador a bordo ou andando, possuem motor de tração AC de 24 V de alto desempenho e velocidades de deslocamento que variam de 6 a 12 km/h. Nesses modelos de transpaleteiras a Clark destaca dois diferenciais: o motor elétrico alemão Schabmüller, “que reúne maior tecnologia e proporciona maior economia”, segundo a empresa; e a direção elétrica com redução de velocidade nas curvas para os modelos PPXS20 e PSX16.

 

Novos produtos da Balluff têm foco em automação e segurança

Com soluções voltadas para automação, a Balluff (Fone: 19 3876.9999) expôs na Fispal o Smartlight, novo indicador para aplicações pick-to-light que permite a visualização e o monitoramento individual de cada etapa da produção, tornando os processos mais fáceis, como garantiu Eduardo Lopes, especialista de aplicação. “Com ele, o usuário estabelece a ordem de montagem e o tipo de produto”, disse.

Outras novidades apresentadas foram o conversor universal para conectividade inteligente, eliminando problemas de interferência eletromagnética e associação de produtos seriais em rede; iluminação led impermeável, única na indústria farmacêutica e de alimentos, segundo Lopes, com índice de proteção contra a entrada de poeira e água; radar de onda guiada que suporta alta temperatura e pressão; e câmeras industriais compactas, que permitem realizar inspeções em alta resolução.

“Também destacamos a nossa linha Safety, composta por barreiras de segurança com resolução de dedo, mão e corpo; chaves de segurança com e sem intertravamento; sensores; RFID de segurança; e botões de emergência, entre outras soluções. Estes componentes podem ser facilmente integrados ao sistema de controle das máquinas”, explicou Lopes.

 

Interroll lançou motopolias blindadas e de alto desempenho

A novidade da Interroll (Fone: 19 3114.6666) na Fispal foi a nova geração de motopolias, que seguem os requisitos do IP69K, o mais alto grau de proteção de higiene, ou seja, atendem às necessidades da indústria de processamento e embalagens de alimentos e bebidas. Além disso, de acordo com a empresa, são mais rápidas e fáceis de limpar em comparação aos motores de engrenagem tradicionais. Essa tecnologia é usada como acionamento das correias de esteiras transportadoras ou de outros sistemas de movimentação de materiais.

Outro destaque da plataforma dedicada ao setor de alimentos foram as motopolias sem óleo síncronas, que eliminam qualquer potencial risco de contaminação com óleo. Segundo a empresa, funcionam bem em temperaturas frias – frequentemente um requisito no setor da produção alimentícia.

Também esteve exposta no estande da Interroll a nova geração da Plataforma de Transportadores Modulares (Modular Conveyor Platform – MCP), usada para movimentação de itens e caixas. “O sistema em 24 volts utiliza roletes motorizados para transporte de até 50 quilos por caixa. Para cada roller driver, é possível acionar outros 15 roletes sem motorização”, explicou Marina Coelho, coordenadora de vendas internas.

Podem ser acoplados ao MCP o controlador de velocidade magnética, utilizado em transportador por gravidade ou espiral, que não necessita de cabeamento ou controle; o Transfer 24 V, que desvia ou recebe produtos em ângulo de 90°; e o HPD, para desvio de alto desempenho em ângulos de 30°, 45° e 90°, com taxa de transferência de até 60 unidades por minuto.

 

Carro de transferência da Cassioli  agora pode ser locado

Reforçando sua presença no mercado através de soluções para intralogística, a Cassioli (Fone: 11 3109.6400) anunciou como novidade a modalidade de locação para o Radio Shuttle – ISat, carro de transferência controlado por rádio, que automatiza a operação de armazenagem no modo LIFO ou FIFO. Comparando com armazém convencional, essa solução ocupa menor espaço, oferecendo até o dobro de capacidade. Disponível na versão congelado (até -30°C), otimiza espaços e consumo de energia. É uma alternativa aos tradicionais drive-in (convencional), dinâmico e push back, sendo mais eficiente e seguro, como garante Marcos Antonio Costa, gerente de vendas.

“Com a possibilidade de locação, o cliente não investe em ativo fixo e pode contabilizar os pagamentos mensais de aluguel como uma despesa operacional dedutível do Imposto de Renda”, explicou. Além disso, através do serviço de locação está garantida a manutenção dos equipamentos, com atendimento e reposição de peças no menor tempo possível. Para evitar parada na produção, a Cassioli disponibiliza, inclusive, uma máquina reserva para o cliente, em caso de necessidade.

Em se tratando de outras soluções, Costa ressaltou que a empresa forneceu um sistema de armazenagem autoportante para paletes, com sistema de handling, para a Tondo, do segmento alimentício, localizada em Caxias do Sul, RS. E, atualmente, está equipando um armazém em Carlos Barbosa, RS, para uma grande empresa do segmento metalúrgico.

 

Optel mostrou como a rastreabilidade é importante para o setor

Fornecedora de sistemas de rastreabilidade, a Optel Group (Fone: 19 3113.2566) destacou na Fispal ferramentas para digitalizar, padronizar e aproveitar os valiosos dados da cadeia de suprimentos. “Através da rastreabilidade de ponta a ponta é possível autenticar a origem e a qualidade do produto, minimizar o custo e o impacto de recalls, digitalizar o fluxo de produtos para ganhar eficiência, otimizar o gerenciamento de estoque, mitigar a falsificação, fraude e o desvio de produtos, além de proteger a reputação da marca”, ressaltou Carmen Thaler, gerente de marketing.

Com 30 anos de experiência na rastreabilidade da indústria farmacêutica e 70% do market share americano, a Optel Group decidiu explorar outros mercados que poderiam se beneficiar da rastreabilidade. Temas sobre a fraude alimentar e a economia circular motivaram a companhia a olhar para o mercado de alimentos e bebidas, resultando em sua primeira participação na Fispal Tecnologia. “A feira nos confirmou o interesse desse setor e como a tecnologia da rastreabilidade se encaixa às necessidades do mercado”, concluiu.

 

A cada edição da feira, Paletrans melhora seus resultados

Nesta edição da Fispal, a Paletrans (Fone: 16 3951.9999) demonstrou suas linhas Handling e Warehouse de produtos para intralogística. Na linha Handling, para aplicação principalmente em pequenas indústrias, expôs paleteiras manuais de todas as configurações. “O modelo TM é líder absoluto de mercado há mais de 30 anos e dispensa mais detalhes”, ressaltou Adriana Salvador, da área de marketing.

Também tiveram destaque no estande as empilhadeiras manuais e elétricas, modelos LM e LE, respectivamente, com capacidades de carga que variam de 1.000 a 1.600 kg, com altura de elevação até 3,5 m.

A “cereja do bolo” deste ano, de acordo com Adriana, foi a apresentação do mais novo modelo de transpalete balança, totalmente desenvolvido pela Paletrans, sendo o primeiro produto 100% preparado para a Indústria 4.0, auxiliando os clientes na integração de suas informações de operações, picking e inventário.

Da linha Warehouse faz parte toda a família de empilhadeiras patoladas: os modelos PT, que têm capacidade de 1.600 kg e elevação até 5,4 m, e as empilhadeiras retráteis, com capacidade de 2,0 ton e elevação de até 13,0 m. “Nossa principal atração desse grupo de máquinas foi a PR Cabinada, apropriada para operações em câmaras frias e ambientes até  -40°C”, contou.

Adriana revelou que esta edição da feira gerou recorde de visitação e de orçamentos, representando um crescimento de 47% em comparação com a edição anterior. “Participamos da Fispal há mais de 10 anos e a cada edição vemos nossos resultados melhorarem”, encerrou.

 

Redutep demonstrou integração de robô AGV com célula de paletização

A grande novidade da Redutep (Fone: 62 3237.8700) para este ano foi a integração do Robô AGV Agile 1500 com a célula de paletização. Quando a célula finalizava seu processo, o palete era transferido do transportador para o AGV, que, por sua vez, realizava uma rota pré-definida até o outro lado da célula, reiniciando o ciclo da apresentação. Este projeto visa à otimização da produção e ao ganho em logística, melhorando o processo nos setores fim de linha, iniciando-se a partir do produto já embalado e pronto para ser posicionado nos paletes, sendo redistribuído nos devidos setores pelo próprio AVG, totalmente automatizado.

“A aplicação do AGV é ampla e de grande auxílio para a logística na parte produtiva das indústrias, otimizando transporte e colocação dos paletes em seus devidos setores sem a necessidade de intervenção humana. Sua capacidade de carga é de 1500 kg, o que o torna aplicável em variadas demandas”, explicou Tugart Araujo Filho, projetista orçamentista.

Segundo ele, a Fispal proporcionou uma grande visibilidade e contato direto com muitos clientes em potencial que visam otimizar o processo produtivo de suas indústrias. “Temos excelentes perspectivas para atendimento das demandas, possuindo, inclusive, propostas em andamento com clientes que foram até nosso estande na feira”, ressaltou.

 

Nova caixa com tampa da Novel é ideal para logística reversa

Fabricante dos mais diversos tipos de garrafeiras, caixas, paletes e contêineres plásticos, focados em soluções logísticas, a Plásticos Novel (Fone: 19 3847.9999) anunciou como lançamento na Fispal a caixa PN-ALC. “Ela possui tampa agregada, design moderno, alças ergonômicas e um novo sistema de lacre que permite o transporte da mercadoria com segurança. Foi desenvolvida, principalmente, para logística reversa, pois, quando vazias, minimizam a utilização de espaço em até 70%”, expôs Aline de Lima Ribeiro, analista de marketing.

Entre os produtos apresentados no evento esteve o contêiner plástico Titan 1000×600, criado para transporte e armazenagem de mercadorias pequenas e pesadas, que, agora, possui uma versão com portas para facilitar o acesso ao conteúdo.

Outros destaques foram o palete Big Pack, indicado para movimentação de cargas leves e volumosas com segurança; o palete Titan, para transporte e armazenagem de cargas no flow logístico interno; a gaiola de frango Titan; a caixa plástica PN60 para colheita e transporte de frutas e outros alimentos; a caixa plástica PN40, para colheita e transporte de frutas e verduras mais delicadas e sensíveis; e a caixa plástica PN50, para transporte de folhosas, leguminosas e verduras, com grande funcionalidade na área de produtos congelados ou resfriados.

Sobre a Fispal, Aline revelou que a perspectiva é muito positiva. “Recebemos mais de 600 visitas em nosso estande e ficamos contentes com os contatos qualificados. Tivemos a oportunidade de convidar prospects que já estávamos em processo de negociação, a quem tivemos a oportunidade de apresentar nosso portfólio. Recebemos também visitas de outros países da América do Sul, que não conheciam nossas soluções e ficaram satisfeitos com a qualidade de nossos produtos”, contou.

 

Câmeras e robôs da Omron interagiram com visitantes da feira

A Omron (Fone: 11 5171.8920) aproveitou a exposição na Fispal para fazer demonstrações ao vivo de suas soluções. Entre os principais lançamentos esteve o sistema de visão FHV7. Segundo a empresa, a nova smart câmera FHV7 é a primeira do mercado com iluminação multicor embutida e conta com avançada gama de sensores de imagem de alta resolução. “Esta tecnologia exclusiva foi projetada para alcançar os mais altos padrões de inspeção visual em linhas de produção com grande variedade de produtos.”

Ainda segundo Renato Osaki, coordenador de marketing, a FHV7 em demonstração no estande da empresa realizou leitura de códigos 2D e leitura de textos em alta velocidade. Na aplicação, também foram utilizados um controlador de máquina, um PC industrial e um servomotor. “Esta integração teve a finalidade de indicar ao sistema de visão a posição exata para coleta de imagem em alta velocidade. O PC industrial teve a função de exibir o software do sistema de visão e as imagens inspecionadas em tempo real, assim como a troca das receitas de programação através de supervisório.”

Outras novidades foram os robôs colaborativos da série TM, que proporcionam um ambiente harmônico, com humanos e máquinas trabalhando juntos. “Com diversas funcionalidades de visão e um ambiente de programação simples e intuitivo, eles permitem que o processo de manufatura seja mais seguro e colaborativo”, garantiu Osaki.

De acordo com ele, a linha de robôs TM oferece a melhor relação carga e alcance no mercado, com payloads de 4, 6, 12 e 14 Kg e alcance de 700, 900, 1100 e 1300 mm. Possuem, também, sistema de visão integrado, que possibilita a calibração e o posicionamento 3D de objetos, tornando-os ainda mais flexíveis. No estande da Omron, o TM realizou tarefa de posicionamento de caixas e entrega de brindes para os clientes.

“Recebemos centenas de clientes do segmento de alimentos e bebidas, que geraram negócios importantes para a empresa, entre eles a comercialização do robô TM durante o evento. Além disso, diversos clientes solicitaram visitas em suas unidades fabris para os auxiliarmos a identificar melhorias baseadas em nossas soluções demonstradas na feira”, afirmou.

 

 

Soluções em robótica deram visibilidade à Sanmartin

Em março deste ano, a Sanmartin (Fone: 54 2101.0800) inaugurou o Centro de Desenvolvimento e Inovação na cidade de Caxias do Sul, RS, cujo objetivo inicial foi desenvolver novas soluções em robótica para a indústria de bebidas e alimentos. Os primeiros resultados deste Centro foram apresentados na Fispal 2019. “São equipamentos com robô e diferentes funções para fornecer aos clientes a melhor aplicação da tecnologia de forma a otimizar, agilizar e proporcionar eficiência à produção”, relataram Paulo Kikuo, gerente do departamento de marketing, e Ricardo Stallivieri, gerente do departamento comercial.

Entre os lançamentos esteve a célula de paletização e despaletização de caixas de papelão com ferramentas flexíveis, para mercados de baixa produtividade, com até 15 caixas/min. Outra novidade foi a célula com robô para movimentação de pacotes de latas para linhas de bebidas, combinando fluxo de produção da linha quando existe mais de um equipamento produzindo, atingindo velocidade de até 120 pacotes/min. O sistema também faz a formação de camadas para serem empilhadas em paletes.

Foi lançada, ainda, uma solução para movimentação de pacotes e formação de camadas incorporando sistema de visão, que detecta a posição em que a caixa entra na linha e faz a correção enquanto ela se movimenta. O último lançamento foi o sistema de robô para empilhamento de camadas para linhas de alta velocidade com até 625 camadas por hora, utilizando um único robô.

Segundo Stallivieri, o ano de 2019 foi um marco para a Sanmartin. “Além de consolidarmos o lançamento do CDI, obtivemos um grande número de visitantes e contatos em nosso estande na Fispal. Mostramos inovações e tendências que podemos oferecer para o mercado, e o feedback foi positivo. Acreditamos que o cenário político segue uma tendência de estabilização e os resultados econômicos estão surgindo gradativamente”, expôs.

Como avaliação geral sobre a Fispal 2019, revelou que há boas perspectivas de negócios. “Entendemos que a indústria 4.0 e a transformação digital são realidades e estamos preparados para atender às mais diversas necessidades do mercado.”

 

Caixas para uso geral foram as novidades da MZA 

Especializada em embalagens plásticas, a MZA (Fone: 19 3115.6200) lançou na Fispal as caixas da linha Pratika, indicadas para transporte e armazenamento de uso geral. O acabamento com cantos arredondados garante mais conforto ao operador, além de ter um espaço para personalização (gravação do logo, por exemplo).

Os produtos dessa linha podem ser usados em diversos segmentos: laticínios, colheita de frutas e legumes, frigoríficos, quitandas, feiras livres, supermercados e indústrias. São encontrados no modelo vazado, por possuir aberturas que permitem a circulação do ar ou a vazão de líquidos, e também no modelo fechado, para uso geral.

A empresa oferece, ainda, diversos acessórios opcionais que podem ser acoplados aos modelos de caixas e dollie, como porta-etiqueta, tampas, divisórias e lacres.

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Translifit
Retrak
Manufacturing Summit Brazil