Facebook Twitter Linkedin Instagram
Centro de Distribuição 8 de agosto de 2019

Friozem Logística inaugura novo Centro de Distribuição no Rio de Janeiro com investimentos de R$ 60 milhões

Com a economia caminhando a passos lentos, as empresas estão cautelosas quanto aos movimentos de realizar novos investimentos. No entanto, sem isso é impossível estar preparado para a retomada do mercado. A Friozem Logística, empresa especializada em transporte, distribuição e armazenagem de produtos alimentícios sob temperatura controlada, está com essa visão de futuro. Dando continuidade aos seus planos de crescimento para 2019, inaugurou nesta semana um novo centro de distribuição na cidade de Duque de Caxias (RJ), totalizando 10 CD’s espalhados em várias cidades estratégicas ao redor do Brasil.

Segundo Fábio Fonseca Filho, diretor-presidente da Friozem, a escolha do Rio de Janeiro está ligada à necessidade do atendimento da demanda. “Nossa estratégia sempre foi pautada por instalar CD’s nas principais capitais do país. Além disso, a região carioca é carente de serviços frigorificados e existe uma grande demanda de clientes. Nossa intenção foi criar um novo centro de distribuição para atender o entorno, além do mercado externo e interno”. A empresa tem forte presença nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do país.

O novo CD conta com um espaço privilegiado. Ocupa uma área total de 40 mil m², sendo 20 mil m² de área construída, com capacidade total de 161 mil m³ e 30 mil posições-paletes. De acordo com Fábio, a expectativa é manter uma movimentação mensal de 30 mil toneladas de produtos alimentícios armazenados em uma das nove câmaras que podem conservar os alimentos refrigerados, climatizados ou congelados.

Um dos grandes diferenciais do centro de distribuição da Friozem no Rio de Janeiro é a tecnologia. A operação de resfriamento e manutenção da temperatura dos alimentos é 100% automatizada. “A gestão do funcionamento da casa de máquinas é feita via computador”, diz Fábio. A intenção, de acordo com o diretor, é obter maior eficiência e redução do consumo de energia elétrica – considerado o segundo maior custo da empresa, ficando atrás somente da mão de obra – na ordem de 20%. As mercadorias são controladas por RFID, sistema de radiofrequência, e sua movimentação é controlada pelo sistema WMS, que possibilita obter maior velocidade na separação e acuracidade nos estoques.

Outro ponto alto do novo CD é o oferecimento de serviços terceirizados para os clientes da Friozem, disponibilizando espaço para armazenagem, além de fazer o serviço de entrega dos produtos. “A intenção é cuidar da área logística que não é o core dos nossos clientes”. De acordo com Fábio, foram investidos cerca de R$ 60 milhões no novo CD da Friozem e a expectativa é a geração de 150 novos empregos diretos e 200 indiretos. E o novo CD deve incrementar a estimativa de crescimento da empresa para 2019, que deve chegar a 15%. “ Com a economia estagnada, esperamos que os novos negócios gerados com o novo CD impulsionem nosso crescimento para a marca dos dois dígitos neste ano”, conclui.

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Translifit
SDS
Tokio Marine
Retrak
Manufacturing Summit Brazil