Facebook Twitter Linkedin Instagram
Resultados 9 de novembro de 2018

Grupo Carrefour Brasil consolida crescimento no terceiro trimestre de 2018

O Grupo Carrefour Brasil apresentou alta de 8,1% nas vendas brutas do terceiro trimestre para R$ 14,0 bilhões, incluindo gasolina. As vendas em mesmas lojas, que desconsidera o resultado de novas lojas na comparação trimestral, subiram 5,1%. Já o lucro líquido ajustado atribuído aos acionistas cresceu 67,6% para R$ 391 milhões entre julho e setembro de 2018. Nos primeiros nove meses do ano, as vendas brutas atingiram R$ 40,5 bilhões, alta de 6,6%, enquanto o lucro líquido ajustado foi de R$ 1,12 bilhão, crescimento de 40,0%. O sólido desempenho operacional e a redução expressiva de despesas financeiras colaboraram com os resultados, assim como a expansão contínua contribui de forma crescente com as vendas da companhia. Neste trimestre, foi observada a inversão na tendência de deflação de alimentos, após quatro trimestres consecutivos de deflação.

A expansão das lojas da companhia, sobretudo do Atacadão, representou crescimento de 4,0% nas vendas totais do terceiro trimestre. A estratégia de expansão do Grupo Carrefour Brasil continua favorecendo os formatos de maior retorno, sobretudo no segmento de cash&carry. Ao final de setembro, a companhia apresentava 652 lojas, das quais 185 estão sob a bandeira do Atacadão, sendo 160 unidades de autosserviço e 25 operações de atacado de entrega. O EBITDA ajustado – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – subiu 32,6% para R$ 991 milhões no terceiro trimestre, com crescimento em todos os formatos, e 15,5%, para R$ 2,8 bilhões, nos primeiros nove meses do ano.

“Com sólido desempenho de vendas e aumento de dois dígitos tanto no EBITDA ajustado como no lucro líquido, o Grupo Carrefour Brasil registrou mais um forte resultado no 3T18. O crescimento foi impulsionado por todos os nossos formatos: crescimento de vendas e rentabilidade acelerou no Atacadão; Carrefour Varejo apresentou a maior alta trimestral nas vendas em mesmas lojas desde o 1T17 com melhora na rentabilidade; e o Carrefour Soluções Financeiras registrou sólido resultado, com o cartão Atacadão atingindo o break-even antes do previsto. O plano de transformação ‘Carrefour 2022’ seguiu avançando no trimestre, tendo como destaques o crescimento expressivo do e-commerce e o lançamento do novo posicionamento ‘Act for Food’, que reforça a nossa ambição de liderara oferta de alimentos saudáveis a preços acessíveis no país”, destaca Noël Prioux, CEO do Grupo Carrefour Brasil.

Atacadão

As vendas brutas do Atacadão, maior atacadista brasileiro em número de lojas e com abrangência nacional, cresceram 11,2% no terceiro trimestre para R$ 9,5 bilhões, confirmando o vigor do seu modelo comercial e sólida liderança de preços. As vendas em mesmas lojas subiram 6,2%, sustentadas pelos ganhos contínuos nos volumes de vendas, ticket médio e preços de commodities mais favoráveis. Considerando os nove primeiros meses do ano, as vendas brutas subiram 8,5% para R$ 26,9 bilhões, impulsionadas pelo aumento de 3,8% nas vendas em mesmas lojas e pela expansão de 5,1%. O EBITDA ajustado registrou alta de 21,2% no terceiro trimestre para R$ 646milhões. Nos últimos noves meses, o EBITDA ajustado registrou crescimento de 13,3%, para R$ 1,7 bilhão.

A expansão das lojas do Atacadão representou crescimento adicional de 6% nas vendas da rede no terceiro trimestre. De julho a setembro, o Atacadão inaugurou quatro novas lojas de autosserviço, sendo uma delas resultado de conversão de hipermercado Carrefour. Até o final de 2018, a companhia prevê inaugurar outras seis unidades de autosserviço do Atacadão, somando 20 novas lojas em um ano pela primeira vez. No terceiro trimestre, a rede abriu ainda outros dois atacados de entrega.

Carrefour Varejo

Já as vendas da operação de varejo do Grupo Carrefour Brasil totalizaram R$ 4,5 bilhões no terceiro trimestre, crescimento de 2,2%. Na comparação mesmas lojas, a alta chega a 3,0%, impulsionada pela recuperação dos hipermercados e forte desempenho do e-commerce. Nos últimos nove meses, as vendas atingiram R$ 13,6 bilhões, incluindo gasolina, alta de 3,0%. Os volumes de vendas dos 23 hipermercados, cujos patamares de preço foram reposicionados recentemente, registraram aumento expressivo de julho a setembro. As vendas das lojas de proximidade, o Carrefour Express, também apresentaram bom desempenho no trimestre, sustentadas pela maior assertividade comercial e foco no sortimento fresco.

O EBITDA ajustado cresceu 32,7% no terceiro trimestre, para R$ 185 milhões, com a margem EBITDA ajustada crescendo mais de um ponto percentual para 4,5%. No período, apesar da inflação, a companhia observou a aceleração da captura de ganhos de eficiência, que resultou na redução de 2,5% no DVG&A – despesas com vendas, gerais e administrativas – quando comparado ao mesmo período de 2017. Nos primeiros nove meses do ano, o EBITDA ajustado registra queda de 10,2%, a R$ 530 milhões – margem EBITDA ajustada de 4,3% no mesmo período.

Mais uma vez, o e-commerce foi o segmento que mais cresceu na operação de varejo, representando quase 7% das vendas do terceiro trimestre, contra pouco mais de 3% no mesmo período de 2017. O GMV – volume de vendas que inclui outras receitas e a operação de marketplace – subiu 106% de julho a setembro na comparação anual, acima da média do setor. O ticket médio consolidado registrou alta de 14% e o número de pedidos 61%, ambos na comparação com o terceiro trimestre de 2017.

Somente a operação de marketplace, ligada ao e-commerce não alimentar, representou 16% das vendas no terceiro trimestre, contra 13% no trimestre anterior, tendo o número de vendedores superado a marca de 1.000 parceiros em setembro, ante os 374 contabilizados em junho. Ao final de setembro, a companhia concluiu a implantação do serviço ‘Click & Retire’ em todos os 101 hipermercados pelo país, que permite ao cliente retirar em loja física a compra de itens não alimentares comprados via e-commerce.

A venda de alimentos via site e aplicativo cresceu consideravelmente, alavancada pelo maior número de SKUs e ticket médio. Ainda no terceiro trimestre, o Carrefour passou a oferecer a entrega de alimentos no mesmo dia para pedidos realizados até as 12 horas, além de disponibilizar opção de entrega com janela de duas horas. O serviço ‘Retire de Carro’, que permite retirar em loja compras online de alimentos, ganhou mais uma unidade no estado de São Paulo, em São Bernardo do Campo. Porém, atualmente, já são nove operações no estado, sendo que, até dezembro, esse número deve chegar a 10.

Em relação ao programa de CRM, o Meu Carrefour, cresce significativamente o percentual de clientes identificados desde o lançamento ao final de 2017. Em setembro, o índice de clientes identificados chegou a 68% – era 60% em março deste ano. A base de clientes superou a marca dos 9,8 milhões, com mais de 1,5 milhão de downloads do aplicativo do programa de descontos.

Carrefour Soluções Financeiras

No terceiro trimestre de 2018, o faturamento do Banco Carrefour foi de R$ 6,4 bilhões, alta de 30,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. O faturamento do Cartão Carrefour foi R$ 4,8 bilhões, aumento de 9,5%, enquanto o do Cartão Atacadão atingiu R$ 1,5 bilhão. A carteira de crédito total subiu 32,2%, atingindo R$ 7,4 bilhões ao final de setembro, e o volume total de cartões manteve movimento ascendente e alcançou os 7,7 milhões, com mais de 1,4 milhão de Cartões Atacadão. O EBITDA ajustado, por sua vez, subiu 80,8% no terceiro trimestre, em comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 192 milhões. Nos últimos nove meses, o EBITDA cresceu quase 60%, a R$ 622 milhões, ultrapassando o EBITDA registrado em todo o ano de 2017 – R$ 557 milhões. O cartão Atacadão atingiu break-even no final do trimestre, antes do previsto.

Avanços no plano de transformação ‘Carrefour 2022’

Dando continuidade à implementação da estratégia global, anunciada pelo Grupo Carrefour em janeiro, a companhia registrou avanços significativos no Brasil, onde definiu três prioridades: acelerar a expansão, intensificar o desenvolvimento da estratégia omnicanal e ampliar a oferta de serviços financeiros. Considerando o primeiro pilar, o Atacadão já inaugurou até setembro 14 das 20 lojas previstas até dezembro, abrindo ainda duas lojas do Carrefour Market – mais uma conversão a partir de loja Carrefour Bairro – e outras três lojas de proximidade do Carrefour Express.

Além disso, a companhia expandiu os serviços omnicanais ‘Click & Retire’, presente em todos os hipermercados do país, além do serviço ‘Retire de Carro’, que já conta com duas unidades no estado de São Paulo – serão 10 ao final de dezembro. Entre julho e setembro, o Grupo Carrefour Brasil manteve os ganhos de produtividade em todos os negócios, sobretudo na divisão de varejo e no Atacadão, apesar da sua expansão acelerada. No terceiro trimestre, o Cartão Atacadão já atingiu o break-even.

Dentre as principais ambições do plano de transformação global está o chamado movimento de transição alimentar, por meio do qual o Grupo Carrefour quer permitir que seus clientes consumam melhor, alimentos de maior qualidade, seguros, produzidos com responsabilidade socioambiental e a preços justos. Alinhada a esse compromisso, a companhia lançou recentemente no Brasil o movimento ‘Act For Food’, o novo posicionamento que direciona uma série de ações e investimentos para ampliar o acesso do consumidor a alimentos saudáveis. Este movimento acontece simultaneamente em todos os países onde o Grupo Carrefour opera, orientando a empresa, seus clientes e parceiros durante esta transição de hábitos de consumo e de produção de alimentos.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota Retrak LOGCP
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Revista Logweb