Facebook Twitter Linkedin Instagram
Tecnologia 6 de agosto de 2019

Indra melhora a gestão dos transportes utilizando big data e inteligência artificial

Conseguir maior assertividade em decisões é um dos principais objetivos do setor de transportes e, com o crescimento da tecnologia aplicada às cidades conectadas, essa meta está cada vez mais perto de ser atingida.

Pensando nisso, a Indra, empresa global de consultoria e tecnologia, desenvolveu um sistema que é capaz de centralizar e gerir com eficiência os diferentes meios de transportes da cidade. O Transforming Transport, como é chamado, já trouxe resultados significativos: melhora de até 60% na eficiência operacional dos transportes e de 50% na gestão de ativos na Europa.

Isso é possível porque a Indra coordenou o trabalho de 49 parceiros, da Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Reino Unido e Espanha, em uma iniciativa o projeto auxilia os gestores na tomada de decisão utilizando inteligência artificial e big data. Dessa forma, é possível otimizar a operação e a manutenção, aumentando a eficiência e a produtividade. Além disso, o sistema melhora a experiência do passageiro, reduz o consumo energético e as emissões poluentes.

Além da inteligência aplicada para processamento de dados de maneira mais eficaz, a companhia destaca que ter profissionais qualificados, com conhecimento do negócio e experiência em operações comerciais, foram aspectos fundamentais para que o projeto tivesse êxito tão significativo.

Em números, graças às ferramentas da Indra e a manutenção preditiva, foi possível reduzir os custos de manutenção de infraestrutura ferroviária em 34%, minimizando as interrupções do serviço e melhorando a segurança dos passageiros. O número mensal de solicitações de manutenção caiu 15% e as emissões de poluentes reduziram entre 15% e 25%. Já nos portos houve uma queda de 10% dos custos operacionais, ao evitar atrasos na logística das embarcações. Por fim, os aeroportos otimizaram o uso dos seus recursos em 33%.

Outro resultado importante foi a melhora na gestão do trânsito, prevendo os congestionamentos com duas horas de antecedência e diminuindo os riscos de acidente. O tempo de deslocamento dos caminhões foi reduzido em 17% graças à melhora no cálculo de rotas e o número de veículos necessários para a distribuição de cargas nas cidades teve uma redução de 38%.

O êxito foi tão significativo que o projeto foi premiado ao concorrer com outras 42 iniciativas que promovem a transformação digital baseada em dados na Europa, desenvolvidos no âmbito da melhora da qualidade de vida dos cidadãos.

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Translifit
Retrak
Manufacturing Summit Brazil