Facebook Twitter Linkedin Instagram
Tecnologia 5 de fevereiro de 2019

Insurtech holandesa chega ao Brasil com aplicativo para coleta de evidências logísticas e digitalização de arquivos

Um problema típico da logística é a entrega de mercadorias com danos físicos, como rasgos, riscos e amassados, por exemplo. Essas avarias acontecem, normalmente, nas fases de carga, descarga e armazenamento dos produtos, que podem ser consideradas, pelos clientes, como falta de zelo da empresa responsável em relação à integridade das mercadorias.

 

É por esse motivo que a insurtech holandesa, CargoSnap, está inovando ao lançar no Brasil uma plataforma que promete trazer praticidade e qualidade no processo de logística das empresas.

 

O CargoSnap é um aplicativo e uma plataforma em nuvem que permitem o armazenamento e compartilhamento de imagens, como se fossem o “Instagram das entregas”. Oferecem, acima de tudo, praticidade para busca de arquivos online, com o armazenamento seguro de dados por três anos.

 

O serviço armazena registros fotográficos de todo o processo logístico, criando evidências e provas de condição, ou seja, reduzindo a incidência das temidas avarias, facilitando o dia a dia operacional, com baixo custo. Além disso, otimiza tempo no gerenciamento das operações e entrega um mapeamento, em escala global, que tira completamente a necessidade de investimento em infraestrutura.

 

Segundo Daniel Lins, co-founder da empresa, já foram feitos mais de um milhão de “snaps” com o aplicativo em mais de 200 mil inspeções realizadas em 18 meses. “O produto visa digitalizar processos de inspeção de cargas e equipamentos trazendo qualidade aos processos”, comenta.

 

A empresa sempre atende quatro tipos de clientes. De acordo com Daniel, as seguradoras, segurados, inspetores de cargas e prestadores de serviços logísticos são os mais interessados no produto, pois gera eficiência e a diminuição de custos, causados por possíveis avarias durante o  transporte.

 

Para as seguradoras, ele diz que há a tendência de diminuição no número de sinistros. “Eles ganham muito, pois o segurado e o prestador estarão mais conectados e traz uma redução na frequência e na severidade dos sinistros”, fala.

 

Para os segurados, embarcadores, a ferramenta traz mais transparência. “Mostramos que a carga foi embarcada corretamente e obedecendo seus critérios. Há um open book com o cliente e, assim, nos permite saber quem, de fato, danificou a carga”, explica.

 

As vantagens para os inspetores de carga estão na praticidade. “O trabalho dele é todo manual, então ajudamos a otimizar e trazer uma maior produtividade ao dia a dia. Assim, ele consegue otimizar o processo de inspeção e emissão de relatórios”, elucida.

 

Por fim, para os prestadores de serviço logístico, a ferramenta amplia a precisão do acerto. “A transportadora, agente de carga ou até mesmo o armazém sabe que não foi ela quem gerou avarias no produto, mas não tem como evidenciar. Nós resolvemos isso”, exemplifica Daniel.

 

A empresa também quer operar sua tecnologia de blockchain para criar um novo nível de segurança. “Com esse novo patamar de segurança, em blockchain, podemos fazer um novo tipo de certificado, comprovando que aquela inspeção não foi alterada. Nosso objetivo é deixar o serviço cada vez mais confiável diante dos clientes”, finaliza.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Brasil Log
Brasil Log
Brasil Log
Forexsa Toyota
LOGCP
Retrak
Profishop 2019 Savoy