Facebook Twitter Linkedin Instagram
Investimento 24 de abril de 2019

Investimentos – Ed. 29 Digital

Foton inaugura nova concessionária na capital paulista

A Foton Caminhões (Fone: 0800 773.6866) inaugurou, recentemente, uma concessionária em São Paulo para atender consumidores de toda a capital paulista e região do ABC.  A revenda é mais uma unidade do Grupo LCM, de propriedade de Luiz Carlos Mendonça de Barros, e tem localização próxima às avenidas Marginal Tietê e Salim Farah Maluf, zona leste de São Paulo. Possui três mil metros quadrados, com amplo espaço para oficina e venda de autopeças, sendo 10 boxes para atendimentos rápidos e cinco dedicados a manutenções que requerem mais tempo e espaço. A concessionária também oferece agendamentos e serviços ainda mais rápidos aos clientes que estejam em um raio de até 100 quilômetros, localizados na região metropolitana de São Paulo. Toda a linha nacional de 3.5 e 10 toneladas da marca está disponível no showroom, assim como o Foton Minitruck 3.5-11 DT, veículo de entrada importado da China. A nova concessionária faz parte do plano de expansão da rede e portfólio da marca Foton no Brasil, que acaba de reforçar sua operação com apoio da matriz chinesa. “Nossa previsão é de abrir 10 novas concessionárias em várias capitais e cidades potenciais até o final de 2019 e encerrar o ano com 30 ou mais revendas em todo o País”, afirma o diretor comercial e Desenvolvimento de Rede da Foton, Ricardo Barros.

 

 

NTN Rolamentos investe R$ 3,5 milhões em novo CD em Campina Grande do Sul, PR

A NTN Rolamentos do Brasil (Fone: 41 3627.8000) investiu R$ 3,5 milhões em um novo Centro de Distribuição em Campina Grande do Sul, Região Metropolitana de Curitiba. O CD terá capacidade de armazenamento para mais de três mil itens e vai atender todo o território nacional. É a segunda operação da empresa no Paraná, que já tem uma fábrica em Fazenda Rio Grande.  O Grupo NTN também possui uma unidade em Guarulhos, São Paulo, onde produz juntas de transmissão homocinética. Com origem no Japão, a NTN Corporation é um dos maiores fabricantes de rolamentos no mundo. Segundo Mathieu Ollier, presidente da NTN Rolamentos do Brasil, a ampliação vai otimizar a logística e possibilitar que a empresa amplie significativamente seu estoque, tanto em quantidade quanto em diversidade de itens. “Os nossos Centros de Distribuição estão localizados em regiões de fluxo viário e saídas da grande Curitiba para outros estados, o que facilita o transporte das cargas. Com a reorganização de um estoque local, o crescimento em vendas para os segmentos industriais e automotivo será um resultado decorrente”, diz. O imóvel escolhido é administrado pela Capital Realty e terá 3.600 m² e em torno de 4.000 posições-palete, com a possibilidade de ampliação para 5.500 m² e mais 4.000 posições para caixas em prateleiras.

 

 

Transportadora Brasil Central adquire  100 caminhões Mercedes-Benz

A Transportadora Brasil Central (Fone: 64 2101.5000), de Rio Verde, GO, considerada referência nacional em transporte e logística no setor do agronegócio, adquiriu 100 caminhões extrapesados Actros 2651 6×4 da Mercedes-Benz. “Desse volume, 70 unidades são para renovação de frota e os outros 30 caminhões para ampliação”, informa Glorivan Parreira França, diretor geral da Brasil Central. A Transportadora conta com 40 filiais em nove estados de todas as regiões do País. Além da frota própria, contrata serviços de parceiros, como empresas de transporte e caminhoneiros terceirizados. No ano passado, foram mais de 3 milhões de toneladas embarcadas. Entre os produtos transportados incluem-se soja, milho, sorgo, girassol, insumos agrícolas, fertilizantes, sementes, caroço de algodão, açúcar, areia, cimento, calcário e gesso agrícola. Para isso, utiliza principalmente rodotrens graneleiros e caçambas.

 

 

Truckvan investe para ampliar atuação no mercado de implementos rodoviários

Em abril do ano passado, a Truckvan (Fone: 11 2635.1133) adotou uma estratégia ousada e unificou suas três fábricas em uma só sede de 50.000 m² na Rodovia Presidente Dutra, no bairro de Bonsucesso, em Guarulhos, SP. Prestes a completar um ano no novo local, a companhia cresceu 38% em relação a 2017, saindo de R$ 72 milhões para R$ 99,4 milhões, e pretende agora reforçar ainda mais sua atuação no mercado de implementos rodoviários.

“Além de dobrarmos nossa área física e termos mais sinergias entre os departamentos de Unidades Móveis, Implementos Rodoviários, Locações e TI/Energia, esta nova planta nos proporcionou investirmos bastante em infraestrutura para assumirmos uma posição de destaque, principalmente, na linha de pesados (semirreboques)”, destaca o diretor comercial Luiz Carlos Cunha Junior. Segundo ele, a empresa investirá R$ 3 milhões em 2019 em máquinas, sistemas de movimentação e criação de um setor de facilities todo remodelado e tem como meta produzir, por mês, 50 semirreboques e 120 sobrechassis. Como parte do seu plano de expansão, a Truckvan também ampliará sua rede de assistência técnica e vendas para todo o Brasil.

 

 

Banco do BRICS investirá US$ 621 milhões em projetos  de infraestrutura no Brasil

O Brasil receberá US$ 621 milhões do Novo Banco de Desenvolvimento (New Development Bank – NDB), instituição financeira criada em 2015 pelo grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o BRICS. Nos três primeiros anos de operação da instituição, foram aprovados quatro projetos brasileiros que abrangem as áreas de energia renovável (eólica, solar e hidrelétrica), construção de estradas, reconstrução de rodovia férrea, esgotamento sanitário, telecomunicações e refinarias da Petrobras. Os dados são do estudo Arquitetura Financeira Conjunta do BRICS: o Novo Banco de Desenvolvimento, lançado no dia 17 de abril último pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo estima que o déficit de investimentos em infraestrutura nos países em desenvolvimento seja de US$ 1 trilhão e US$ 1,5 trilhão por ano. Criado para oferecer crédito a projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável nos BRICS e em outros países em desenvolvimento, o NDB aprovou, entre 2016 e 2018, 30 projetos num total de US$ 8,1 bilhões. Segundo a pesquisa, quase um terço do valor se destina a financiamentos no setor de transporte, enquanto 26% são direcionados à energia limpa. Além desses setores, o Banco também é voltado para projetos contemporâneos nas áreas de mobilidade urbana e rural, eficiência na oferta e uso da água, proteção contra enchentes, infraestrutura (social e urbana) e produção limpa (atividades poupadoras de emissão de CO2). O Brasil, como um dos cinco acionistas do NDB, já aportou US$ 1 bilhão até 2019 e deverá destinar mais US$ 1,050 bilhão para a instituição até 2022. Até o momento, o Banco já recebeu aportes de US$ 5,3 bilhões de seus sócios fundadores, e a meta de integralização do capital até 2022 é de US$ 10 bilhões. “É o único Banco em que o Brasil tem poder igualitário de voto, entre os vários bancos multilaterais de que o país é acionista”, destaca Luciana Acioly, técnica de planejamento e pesquisa do Ipea e autora do estudo. Juntos, os países do BRICS têm uma participação de 33% no produto global, 42% da população mundial e 43% de contribuição no crescimento do produto global, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) para 2018.

 

 

MODERN Logistics quer captar novos investimentos para crescer

A MODERN Logistics (Fone: 11 4063.9338) procura captar investimentos de US$ 200 milhões para ampliar suas operações. Para isso, contratou o banco de investimento Evercore, que buscará novos investidores estrangeiros. A maior investidora da MODERN é a DXA Investiments, que já realizou aportes que somam US$ 50 milhões. A empresa está com um forte plano de expansão para os próximos anos e aposta no uso de frota aérea para oferecer soluções inovadoras que incluem toda a cadeia de suprimentos. Assim, o novo capital será utilizado para a compra de aeronaves, bem como para a construção de novos Centros de Distribuição. Desta forma, a MODERN quer ampliar sua plataforma de serviços e trazer mais contratos. Uma das parcerias fechadas foi com a Harley Davidson para o transporte de produtos de sua fábrica em Manaus, AM, para 21 concessionárias em todo o país.

 

 

Em expansão, Lincros compra parte da HBSIS

A empresa de gestão logística Lincros (Fone: 47 3237.5816), antiga transpoBrasil, acaba de adquirir parte da especialista em tecnologia da informação HBSIS. Em expansão, a Lincros, com sede em Blumenau, SC, agora aumenta a oferta de produtos e oferece uma completa plataforma para gestão logística. De acordo com o diretor financeiro Felipe Althoff, a catarinense Lincros – já com atuação em parte da América Latina – começou as negociações com a HBSIS no final do ano passado. “A ideia da aquisição de uma organização era parte da estratégia de crescimento inorgânico. Com a HBSIS, também de Blumenau, já tínhamos relacionamento e as tratativas fluíram bem”, destaca Althoff.  A plataforma Lincros aprimora o planejamento e a operação logística de embarcadores de todos os portes, impactando transportadores com integração a sistemas próprios de gestão empresarial. A solução, explica o CEO Gilson Chequeto, “executa desde a captação de propostas, passando por cotações, escolha dos melhores transportadores e rotas, auditoria, até o acompanhamento por relatório e confirmação mobile de cada entrega”.

 

ID Logistics investe em impressora 3D para reposição de peças

A ID Logistics do Brasil (Fone: 11 3809.2600) acaba de adquirir uma impressora 3D para a reposição de peças usadas na rotina das operações. O investimento, que traz uma economia, com redução de custos, de até 125% e de tempo na restituição de componentes de dispositivos usados diariamente, nasceu nas duas edições do Comitê de Inovação, Tecnologia e Tendências realizado em 2017 e 2018 pela empresa. Inicialmente, o projeto foi pensado e desenvolvido para a reposição de componentes de dois importantes dispositivos que são muito utilizados na rotina das operações, o que resultou em um payback de 10 meses. A impressão de um desses componentes tem um custo aproximado de R$ 75 ante a compra do mesmo no valor de R$ 280, sendo que a impressão demora em torno de 2 horas, comparado ao prazo de entrega de 45 dias após a compra. A ID Logistics prevê a utilização da impressora também para objetos presentes na rotina administrativa, além de peças de reposição usadas nas atividades dos clientes, agregando valor ao negócio e diminuindo o tempo de retorno do investimento. De acordo com Patrícia Guelfi, gerente de Produto da Alcateia, distribuidora no Brasil da americana MakerBot Industries, que produz impressoras 3D e já vendeu 800 unidades no Brasil desde 2015, as impressoras da marca possuem software próprio. A partir de um arquivo de modelagem CAD, a impressora será capaz de reproduzir o modelo. O desenho 3D pode ser originário de um software de desenho auxiliado por computador, CAD, como também de ferramentas de transformação de arquivos 2D para 3D, como o 3D Builder, nativo no Windows 10, ou Paint3D, também nativo no Windows10. Pode-se ainda obter o desenho 3D a partir de um scanner 3D.

 

 

Fontanella Transportes compra 190 implementos da Librelato

A Librelato (Fone: 48 3467.2200) fechou acordo para fornecimento de 190 implementos rodoviários para a catarinense Fontanella Transportes (Fone: 11 3565.2541). Foram vendidos 90 semirreboques e 90 rodotrens para movimentação de cargas secas. Os implementos serão entregues ao longo deste ano. De acordo com Valdir Fontanella, sócio-diretor da empresa, a aquisição faz parte de um plano de ampliação de frota. “Fizemos essa compra, pois estamos nos antecipando para um aquecimento na demanda por transporte rodoviário de carga neste ano”.

 

Mercado Livre vai investir R$ 3 bilhões no Brasil, principalmente em logística

O Mercado Livre, companhia líder na oferta de tecnologia para o comércio eletrônico na América Latina, anunciou investimento de R$ 3 bilhões em suas operações no Brasil. O valor será direcionado principalmente à área logística, para aceleração da velocidade de entregas das mercadorias vendidas no marketplace, e à expansão da oferta de serviços financeiros, capitaneados pelo Mercado Pago, fintech do grupo. O investimento é 50% maior do que o realizado pela companhia ao longo de 2018 (R$ 2 bilhões), que já tinha sido duas vezes superior ao do ano de 2017 (R$ 1 bilhão).

Entregas mais rápidas – O Mercado Livre também iniciou, no final de março, a operação do seu novo Centro de Distribuição em Cajamar, SP, com 111.000 m² e capacidade para armazenar até 10 milhões de unidades. Este é o segundo CD da companhia dedicado à modalidade de Fulfillment – o primeiro fica em Louveira e tem 51.000 m², tendo sido inaugurado em 2017. A rede também inclui quatro Cross-Docking Centers, em São Paulo e cidades da região. “Este novo CD será o coração e o pulmão de nossa operação logística no Brasil. O objetivo é tornar o tempo de entrega de mercadorias três vezes mais rápido”, afirma Leandro Bassoi, diretor de Mercado Envios para América Latina. Além disto, com este novo CD, o Mercado Livre amplia em mais de duas vezes sua malha logística, que passa a ter 200.000 m². Quando atingir sua capacidade plena, o novo CD deverá empregar até 3,5 mil trabalhadores diretos e indiretos, nesta que é uma das maiores instalações de e-commerce da América Latina. A DHL é a parceira do Mercado Livre nesta empreitada, responsável pela operação interna do CD.

“Com o início da operação de Cajamar, estamos entregando uma parcela importante dos nossos esforços em 2018 e iniciando uma nova etapa de investimentos ainda mais robustos no Brasil. Assim, além de manter nossa liderança em um mercado tão competitivo, teremos mais recursos para trabalhar no aprimoramento da experiência do nosso cliente, seja na plataforma do Mercado Livre, seja na utilização dos serviços do Mercado Pago”, afirma Stelleo Tolda, COO – Chief Operating Officer do Mercado Livre.

No sistema de ‘Fulfillment’ diversas atividades são integradas para tornar o serviço oferecido aos clientes ainda mais completo. O Mercado Livre fica responsável por toda a operação, desde a entrada da mercadoria do vendedor no armazém, a gestão do estoque, separação dos produtos, embalagem, emissão de nota fiscal, despacho da mercadoria para a transportadora e rastreamento do envio.

 

Fresenius Kabi inaugura Centro de Distribuição em Itapevi

A Fresenius Kabi (Fone: 0800 707.3855), indústria de cuidados da saúde presente em todos os hospitais do Brasil, acaba de inaugurar seu novo Centro de Distribuição em Itapevi, SP. Com 8.740 m², o local levou cerca de três anos para ser construído e irá armazenar os produtos da linha de nutrição enteral.

“Essa inauguração é uma grande conquista para a companhia, a região e seus colaboradores. Temos uma atuação sólida no país, fechamos 2018 com um crescimento de dois dígitos e começamos 2019 com expectativa de crescimento, o que reforça a importância desse Centro de Distribuição não só do ponto de vista de logística, mas também de estratégias de negócios”, comemorou Hernâni Sério, diretor-presidente da Fresenius Kabi no Brasil. No país há mais de 40 anos, a empresa conta com outros dois centros de distribuição, em Barueri, SP, e em Goiânia, GO, além das fábricas em Aquiraz, CE, Itapecerica, SP, e Anápolis, GO. A escolha do local levou em conta a proximidade com a matriz, em Barueri, e o custo/benefício. Para a sua construção foi utilizada tecnologia de ponta, com sistemas tilt-up, em que as paredes são preparadas no solo e depois erguidas, materiais face-felt, com propriedades termoacústicas e rede de sprinklers.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Brasil Log
Brasil Log
Brasil Log
Savoy Retrak Veloe w6connect
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Revista Logweb