Portal Logweb

Twitter da Editora Logweb Facebook da Editora Logweb Linkedin da Editora Logweb

Varig Log e Fundação Rubem Berta unem-se para transporte de medicamentos

Notícia | 06 de Agosto de 2007

A Varig Log (Fone: 11 3119.7003) e a Fundação Rubem Berta reativaram em julho o serviço de transporte gratuito de medicamentos importados de necessidades vitais. Com isso, pacientes que dependem desse tipo de remédios, não fabricados no Brasil, poderão importá-los sem taxas de fretes ou despesas adicionais.

Para a operação, a Varig Log cedeu gratuitamente o avião cargueiro e a tripulação para o transporte dos remédios desde sua origem (Estados Unidos ou países da Europa) até o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, SP. O paciente pagará estritamente o custo do medicamento. Nos casos de entrega fora de Guarulhos, o translado até a cidade de destino será por conta do solicitante.

Já toda a intermediação entre pacientes e distribuidores – encomenda, acompanhamento, retirada e entrega dos medicamentos – fica a cargo da Fundação Rubem Berta, que também fará os contatos com a Vigilância Sanitária e a Receita Federal.

O serviço, que ficou desativado por um ano, atende pacientes de todo o Brasil. Os interessados devem procurar o setor de Medicamentos do Exterior, que funciona no prédio da Fundação Rubem Berta, na Praça Lineu Gomes, s/nº - Aeroporto de Congonhas - São Paulo, SP – CEP: 04626-020.
Informações pelo telefone 11 5091.2421 e pelo e-mail: medex@frb.org.br.

A LOGÍSTICA DO SETOR DE MEDICAMENTOS

Quanto às particularidades do transporte de remédios, Argeu Glória, analista de operações da Varig Log (transporte de cargas especiais), conta que os principais cuidados dizem respeito à temperatura em que este medicamento deve ser mantido durante o seu transporte e o tempo em que a mercadoria pode ficar fora desta temperatura ideal. Segundo ele, esta informação é recomendada pelo próprio laboratório fabricante do medicamento. “A Varig Log dispõe de ‘envirotainer’ (container refrigerado) que mantém a temperatura interna estável por até 48 horas”, diz.

Para Argeu, o maior desafio da empresa, neste mercado, é atender às especificações do fabricante e oferecer uma solução adequada para cada tipo de carga. “A Varig Log, por exemplo, já efetuou o transporte de medicamentos refrigerados numa temperatura -20 ºC durante 48 horas”, revela.

Comentários

Comentar
Não há comentários no momento

Publicidade

anuncie
 

Conteúdos Relacionados