Facebook Twitter Linkedin
Investimento 1 de junho de 2018

Porto do Recife investirá R$ 130 milhões em dragagem e recuperação de cais

O Porto do Recife deverá receber até o fim deste ano investimentos na ordem dos R$ 130 milhões para dar início às obras de dragagem de aprofundamento e recuperação dos cais. De acordo com o presidente do porto, Carlos Vilar, o objetivo é que o ancoradouro tenha sete berços (entradas) de atracação com 12 metros de profundidade, incluindo o de que dá acesso ao terminal marítimo de passageiros, e cinco cais com faixa, drenagem, defensas e cabeça de amarração revitalizados.

“Estamos aguardando apenas a autorização para realizar a dragagem. Do total de recursos, R$ 100 milhões estão garantidos para aumentar a profundidade do porto, através de emenda parlamentar, já discriminada na Lei Orçamentária Anual (LOA). Fora isso, estamos também num processo de recuperação do terminal açucareiro, de granéis e toda a faixa de cais que vai do número 2 até o cais de número 6 do porto. Essa recuperação está orçada em R$ 56 milhões. O projeto já está pronto, na Secretaria Nacional dos Portos. Outros R$ 27 milhões são advindos de sobras do orçamento de 2016 e mais R$ 4,5 milhões já estão inclusos no orçamento de 2018 do porto, o que nos dá fôlego para início das obras”, afirma.

Com a dragagem e recuperação dos terminais, a expectativa é de que o porto dobre a sua capacidade operacional e de estocagem. “Se pensarmos apenas na recuperação do terminal de granéis, hoje com capacidade para estocar 25 mil toneladas, teremos uma expansão para estocar mais de 50 mil toneladas. Em relação aos navios, a capacidade atual é de receber no máximo uma embarcação com 30 mil toneladas, capacidade operacional que será ampliada com a dragagem e nos deixará mais presentes no mercado de importação de arroz, milho, trigo e malte de cevada”, complementa Vilar.

A dragagem irá aprofundar todo o canal de acesso do porto, a bacia de evolução e todo o cais operacional – que passará de 9 metros para 12 metros. Com a conclusão da obra, também será melhorado o acesso ao terminal de passageiros, que poderá, enfim, ter cruzeiros ancorados no trecho do cais onde está localizado. Desde a inauguração, em 2013, os passageiros que chegavam nos navios não conseguiam desembarcar em frente ao terminal e eram levados de ônibus ao longo da extensão do porto.

Licitação

Segundo o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPA), a dragagem do Porto de Recife encontra-se em ação preparatória para licitação, que deverá ser feita por meio do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), instrumento que agiliza os prazos licitatórios. A formalização do instrumento de repasse que trata sobre a reforma, adequação e melhoria da infraestrutura operacional dos cais do Porto do Recife também está inclusa no RDC e deverá ocorrer no segundo semestre deste ano.

Fonte: Jornal do Comércio

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Maplink Toyota
GLP
Retrak
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Top do Transporte