Facebook Twitter Linkedin
Investimento 1 de junho de 2018

Porto do Recife investirá R$ 130 milhões em dragagem e recuperação de cais

O Porto do Recife deverá receber até o fim deste ano investimentos na ordem dos R$ 130 milhões para dar início às obras de dragagem de aprofundamento e recuperação dos cais. De acordo com o presidente do porto, Carlos Vilar, o objetivo é que o ancoradouro tenha sete berços (entradas) de atracação com 12 metros de profundidade, incluindo o de que dá acesso ao terminal marítimo de passageiros, e cinco cais com faixa, drenagem, defensas e cabeça de amarração revitalizados.

“Estamos aguardando apenas a autorização para realizar a dragagem. Do total de recursos, R$ 100 milhões estão garantidos para aumentar a profundidade do porto, através de emenda parlamentar, já discriminada na Lei Orçamentária Anual (LOA). Fora isso, estamos também num processo de recuperação do terminal açucareiro, de granéis e toda a faixa de cais que vai do número 2 até o cais de número 6 do porto. Essa recuperação está orçada em R$ 56 milhões. O projeto já está pronto, na Secretaria Nacional dos Portos. Outros R$ 27 milhões são advindos de sobras do orçamento de 2016 e mais R$ 4,5 milhões já estão inclusos no orçamento de 2018 do porto, o que nos dá fôlego para início das obras”, afirma.

Com a dragagem e recuperação dos terminais, a expectativa é de que o porto dobre a sua capacidade operacional e de estocagem. “Se pensarmos apenas na recuperação do terminal de granéis, hoje com capacidade para estocar 25 mil toneladas, teremos uma expansão para estocar mais de 50 mil toneladas. Em relação aos navios, a capacidade atual é de receber no máximo uma embarcação com 30 mil toneladas, capacidade operacional que será ampliada com a dragagem e nos deixará mais presentes no mercado de importação de arroz, milho, trigo e malte de cevada”, complementa Vilar.

A dragagem irá aprofundar todo o canal de acesso do porto, a bacia de evolução e todo o cais operacional – que passará de 9 metros para 12 metros. Com a conclusão da obra, também será melhorado o acesso ao terminal de passageiros, que poderá, enfim, ter cruzeiros ancorados no trecho do cais onde está localizado. Desde a inauguração, em 2013, os passageiros que chegavam nos navios não conseguiam desembarcar em frente ao terminal e eram levados de ônibus ao longo da extensão do porto.

Licitação

Segundo o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPA), a dragagem do Porto de Recife encontra-se em ação preparatória para licitação, que deverá ser feita por meio do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), instrumento que agiliza os prazos licitatórios. A formalização do instrumento de repasse que trata sobre a reforma, adequação e melhoria da infraestrutura operacional dos cais do Porto do Recife também está inclusa no RDC e deverá ocorrer no segundo semestre deste ano.

Fonte: Jornal do Comércio

Top do Transporte Retrak Vipal Resolve Logweb

Portal Logweb – A logística se atualiza aqui

Faça como milhares de profissionais e se cadastre em nossa newsletter


Mais lida da Logweb
Investimentos de R$ 66 milhões: Itacoatiara ganha maior porto do interior Amazonas
leia também