Facebook Twitter Linkedin Instagram
Modal Marítimo 1 de dezembro de 2017

TCP anuncia nova linha para países do Mediterrâneo

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, já está operando um novo serviço (linha) para países do Mediterrâneo, na Europa, abrangendo portos da Espanha (Las Palmas, Valência e Barcelona), e Itália (Genoa, Livorno e Giona Tauro) A nova rota – que também serve os portos brasileiros de Suape, Salvador, Navegantes, Santos e Rio de Janeiro, bem como Montevidéu, no Uruguai – conta com uma escala semanal e a expectativa é que sejam realizados de 1.200 a 1500 movimentos por semana.

O novo serviço começou a operar no início de novembro com a atracação do navio MSC Amalfi, com 299,91 metros de comprimento (LOA) por 48,33 metros de largura, onde foram registrados 965 movimentos. “Essa nova rota nova atende, principalmente, a importação no setor automotivo, carne, couro e madeira para a exportação”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

Moraes e Silva destaca que foi possível para a TCP oferecer o novo serviço graças aos investimentos realizados nos últimos anos, que têm aumentado a capacidade operacional do Terminal. “Com a capacidade operacional e a alta produtividade que o Terminal apresenta, Paranaguá é um destino seguro para que os armadores possam operar os seus serviços. Isso porque independente das condições climáticas, os navios conseguirão atracar de imediato no Terminal e serão operados no menor espaço de tempo possível”, diz.

Investimentos
Nos últimos anos, a TCP tem realizado uma série de investimentos que garantem o aumento da sua capacidade operacional. Em 2016, por exemplo, o Terminal investiu na implantação do sistema NAVIS N4, com foco no aumento da produtividade e eficiência do Terminal.

O sistema integra as informações portuárias, otimizando a gestão de pátio com a automação de processos. Ele também promove a alocação mais eficiente dos caminhões que transportam os contêineres entre os equipamentos e navios, e melhora a segregação de contêineres no pátio.

Além dos investimentos dedicados aos novos sistemas, o Terminal também está investindo na ampliação do cais, que hoje conta com 879 metros e deve chegar a 1.099 metros até 2018, além de construção de dolphins exclusivos para a atracação de navios que fazem o transporte de veículos; e a ampliação da retroárea do terminal, que chegará a 500 mil metros quadrados.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Maplink Toyota
LOGCP
Retrak
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Top do Transporte