Facebook Twitter Linkedin
Modal Marítimo 1 de dezembro de 2017

TCP anuncia nova linha para países do Mediterrâneo

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, já está operando um novo serviço (linha) para países do Mediterrâneo, na Europa, abrangendo portos da Espanha (Las Palmas, Valência e Barcelona), e Itália (Genoa, Livorno e Giona Tauro) A nova rota – que também serve os portos brasileiros de Suape, Salvador, Navegantes, Santos e Rio de Janeiro, bem como Montevidéu, no Uruguai – conta com uma escala semanal e a expectativa é que sejam realizados de 1.200 a 1500 movimentos por semana.

O novo serviço começou a operar no início de novembro com a atracação do navio MSC Amalfi, com 299,91 metros de comprimento (LOA) por 48,33 metros de largura, onde foram registrados 965 movimentos. “Essa nova rota nova atende, principalmente, a importação no setor automotivo, carne, couro e madeira para a exportação”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

Moraes e Silva destaca que foi possível para a TCP oferecer o novo serviço graças aos investimentos realizados nos últimos anos, que têm aumentado a capacidade operacional do Terminal. “Com a capacidade operacional e a alta produtividade que o Terminal apresenta, Paranaguá é um destino seguro para que os armadores possam operar os seus serviços. Isso porque independente das condições climáticas, os navios conseguirão atracar de imediato no Terminal e serão operados no menor espaço de tempo possível”, diz.

Investimentos
Nos últimos anos, a TCP tem realizado uma série de investimentos que garantem o aumento da sua capacidade operacional. Em 2016, por exemplo, o Terminal investiu na implantação do sistema NAVIS N4, com foco no aumento da produtividade e eficiência do Terminal.

O sistema integra as informações portuárias, otimizando a gestão de pátio com a automação de processos. Ele também promove a alocação mais eficiente dos caminhões que transportam os contêineres entre os equipamentos e navios, e melhora a segregação de contêineres no pátio.

Além dos investimentos dedicados aos novos sistemas, o Terminal também está investindo na ampliação do cais, que hoje conta com 879 metros e deve chegar a 1.099 metros até 2018, além de construção de dolphins exclusivos para a atracação de navios que fazem o transporte de veículos; e a ampliação da retroárea do terminal, que chegará a 500 mil metros quadrados.

Top do Transporte Fermad Retrak Hines

Portal Logweb – A logística se atualiza aqui

Faça como milhares de profissionais e se cadastre em nossa newsletter


CombiAM 3T Mais lida da Logweb
Combilift lança empilhadeira articulada compacta de 3 toneladas
leia também