Facebook Twitter Linkedin Instagram
Modal Marítimo 13 de setembro de 2018

Tecon Salvador contabiliza 300 mil m³ em cargas de projetos

O Tecon Salvador, terminal de contêineres do Grupo Wilson Sons, se antecipou ao boom da energia renovável, principalmente na região Nordeste, realizando os investimentos necessários para atender ao crescimento da demanda. Resultado desse esforço é a movimentação de 300 mil m³ de cargas de projeto nos últimos cinco anos, com destaque para as operações voltadas aos parques eólicos e solares, concentrados na Bahia e região. No mês de julho deste ano, a empresa alcançou novo recorde com a movimentação de 13.000m³.

As cargas de projeto são peças de grandes dimensões ou de alta tonelagem que não podem ser transportadas em contêineres. As pás eólicas e outros equipamentos destinados à construção dos parques de geração de energia fazem parte desta categoria.

“São cargas de alto valor agregado, cuja operação tem características bem específicas. Por isso, os investimentos em equipamentos e infraestrutura são contínuos no Tecon Salvador. Também realizamos a qualificação da equipe operacional, com cursos voltados ao planejamento de carga e descarga de peças especiais”, explica Patrícia Iglesias, diretora Comercial do Tecon Salvador.

Já são mais de 500 parques eólicos no Brasil, com produção que passa de 12,4 gigawatt (GW), de acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica). Os projetos de energia solar, por sua vez, já ultrapassaram a marca recorde de um gigawatt de capacidade instalada, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Marca atingida por apenas 30 países no mundo, tal indicador significa a capacidade de abastecer 500 mil domicílios por um ano. E a perspectiva é de um crescimento ainda maior.

“Com a realização dos leilões do setor e maior investimento de empresas em energia renovável, a perspectiva é de expansão desse segmento, com a previsão de novos projetos nos estados do Piauí, Pernambuco e Bahia”, conta Patrícia Iglesias.

A expectativa é de que em 2019/2020 sejam sentidos os efeitos da retomada do setor eólico, que chegará com força total. Devido à localização e infraestrutura, o Porto de Salvador possivelmente será uma porta de entrada para a maior parte dos equipamentos, já que os maiores vencedores dos leilões já estão instalados na Bahia.

Nos últimos cinco anos o Tecon Salvador se especializou para este tipo de operação especial. O piso do pátio foi preparado para acondicionar cargas muito pesadas com capacidade de armazenamento de 150 toneladas por m² de pátio.

Com uma área de 118 mil m² e capacidade para movimentar 435 mil TEUs por ano, o Tecon Salvador está apto a receber os maiores navios de contêineres que escalam a costa leste da América do Sul. Recentemente, recebeu autorização para operar navios de 366 metros de comprimento (LOA) e 52 metros de largura (boca).

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota Retrak LOGCP
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Revista Logweb