Facebook Twitter Linkedin Instagram
Aeroportos 4 de dezembro de 2018

Terminal de Cargas do Aeroporto de Boa Vista passa a ter gestão privada

O Terminal de Logística de Carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Boa Vista/ Atlas Brasil Cantanhede (RR) passou a ser operado pelo Consórcio Ponta Negra Soluções Logísticas e Transportes Ltda, que irá gerir as atividades de armazenagem e movimentação de cargas internacionais e nacionais.

A transferência das operações, por meio de licitação, ocorreu na última quarta-feira (28/11) e faz parte do posicionamento estratégico da INFRAERO, que prevê a exploração comercial de complexos logísticos situados nos aeroportos que administra.

O contrato de concessão do Teca boa-vistense foi assinado no dia 13 de julho, com vigência de 120 meses e valor global de R$ 3.471.500,00 milhões. O complexo logístico foi inaugurado em 1º de outubro de 2012, impulsionado pela criação da Área de Livre Comércio (ALC) e da Zona de Processamento e Exportação (ZPE), e conta com uma área atual construída de 500 m². Por lá, circulam diariamente cargas oriundas principalmente da Venezuela via modal rodoviário e da cidade de Manaus (AM), transportadas via marítima de países como China, Estados Unidos e Panamá.

O tipo de carga recebida no terminal possibilita o abastecimento de todo o estado de Roraima com matérias primas, produtos domésticos, eletroeletrônicos, materiais de construção. Para auxiliar nos transportes, o Teca dispõe de empilhadeiras, transpaleteiras, carrinhos hidráulicos, além de outros equipamentos de infraestrutura. Todo esse maquinário será disponibilizado pela INFRAERO à concessionária Ponta Negra por meio de termo de comodato.

O superintendente do aeroporto, George Torres dos Santos, explica que a concessão do complexo logístico, que vai reduzir as despesas operacionais hoje absorvidas pela INFRAERO, vai trazer melhorias para as atividades de carga no estado, “além de ampliar o trabalho de prospecção e o portfólio de clientes do terminal, que será realizado por este parceiro privado, possibilitando mais dinamismo, poder de negociação e adaptação ao mercado, incrementando assim as receitas e a oferta de novos serviços logísticos.” O gestor também ressalta a localização privilegiada do terminal boa-vistense. “O Teca está em uma região com muito potencial de crescimento, próximo a fronteiras estratégicas”, pontuou.

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Brasil Log
Brasil Log
Brasil Log
Forexsa Toyota
LOGCP
Retrak
Profishop 2019 Savoy