Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Aviação 29 de janeiro de 2016

​Demanda da aviação civil cresce 1,1% em 2015 e mercado deve estagnar neste ano

As empresas aéreas brasileiras registraram incremento de 1,1% na demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados) em 2015 na comparação com 2014, conforme dados divulgados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nesta quarta-feira (27). Já a oferta (em assentos-quilômetros ofertados) acumulou alta de 1%. Conforme o órgão, os dados sinalizam estagnação do mercado para 2015. Em dezembro houve a quinta queda mensal consecutiva na demanda, de 4,5%. A oferta diminuiu 3,3%.

A quantidade de passageiros pagos transportados no ano foi de 96,1 milhões, com alta de 0,3% frente a 2014. O aproveitamento de aeronaves no mercado doméstico se manteve estável com relação a 2014, e fechou 2015 em 79,8%.

O transporte aéreo de cargas dentro do país caiu 6,8% em 2015 em relação ao ano anterior.

Transporte internacional

No mercado internacional, a situação é mais animadora. No acumulado de janeiro a dezembro de 2015, a demanda aumentou 13,8% se comparado a 2014. A oferta ampliou 15,3%.

Dezembro foi o 22º mês consecutivo de aumento na demanda, com incremento de 8,9%. Já a oferta internacional registrou a 17º alta seguida, de 7,7%. Tanto a demanda quanto a oferta internacional foram recorde para o mês de dezembro nos últimos dez anos. Tam, Gol e Azul são as empresas brasileiras que operam no mercado internacional.

O número de passageiros pagos transportados nesses voos cresceu 8,5% e chegou a 635,1 mil. A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos fora do Brasil foi de 81,4% no ano passado. Em 2014, o índice registrado foi de 82,5%.

Fonte: Agência CNT de Notícias

webinar
webinar
Retrak
savoy
postal