Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Varejo 31 de janeiro de 2022

Após segundo semestre bastante afetado, IDV projeta crescimento de vendas no varejo a partir de março

varejo-shutterstock_1788456290-1024x683

A tão esperada retomada do crescimento nas vendas somente deverá ocorrer a partir de março, de acordo com o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas do Instituto para Desenvolvimento do Varejo), elaborado com base nas projeções feitas pelas empresas associadas do Instituto e apurado pela EY. A estimativa para março é de crescimento real nas vendas de 11,4% em relação ao mesmo mês do ano anterior, já descontado o IPCA projetado.

Em dezembro de 2021, o IAV-IDV fechou em queda de 5,8%, em comparação com dezembro de 2020. O setor estima pequena melhora de 0,2% em janeiro e queda de 0,3% em fevereiro. Contudo, em março, a projeção de aumento nas vendas é de 11,4%.

Os principais fatores macroeconômicos que poderão ajudar a impulsionar o varejo neste ano são o aumento da renda, a diminuição do desemprego e a redução nas taxas de juros. O aumento da confiança do consumidor e o avanço da vacinação contra a covid-19 também deverão contribuir no crescimento das vendas.

“Por meio desta pesquisa mensal, os varejistas possuem dados sobre as projeções de vendas para os próximos meses que os ajudam a balizar os seus investimentos, ações de marketing, operações logísticas, entre outros, pois o IAV-IDV consegue antecipar, nos três meses seguintes, a tendência dos índicadores da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio), do IBGE”, diz Marcelo Silva, presidente do IDV.

webinar
webinar
Retrak
savoy
postal