Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Conteúdo 21 de julho de 2022

A importância da tecnologia para o Supply Chain no cenário pós-pandemia

*Por Fernando Alex

Considerada uma estrutura complexa, a área de Supply Chain (cadeia de suprimentos) vem passando por diversas transformações nos últimos anos, especialmente digitais, para otimizar processos e atender às novas demandas do mercado. Além disso, com a obrigatoriedade do isolamento social e o comércio fechando as portas em decorrência da pandemia, as companhias precisaram investir em inovações e as compras online tornaram-se uma nova realidade.

Para comprovar esse fato, podemos citar o desenvolvimento do e-commerce no Brasil, que teve um faturamento recorde em 2021, de mais de R$ 161 bilhões, segundo levantamento da Neotrust, empresa responsável pelo monitoramento do comércio eletrônico brasileiro. Comparado ano anterior, este crescimento representa o total de 26,9%.

Diante deste cenário, muitas empresas apostaram na implementação de tecnologias capazes de proporcionar diversos benefícios, tanto para os negócios, quanto para o cliente final. Tanto que, hoje, com o rumo que as escalas logísticas da Supply Chain estão tomando, tornou-se inviável operar sem o auxílio de recursos tecnológicos que garantam o controle dos processos.

Tecnologia como aliada na cadeia logística

O avanço da tecnologia possibilitou uma contribuição efetiva para a melhor gestão de toda a cadeia de processos relacionados à área de Supply Chain. Uma vez estabelecido, seu bom funcionamento dependerá da capacidade de cada elo em desempenhar seu papel e manter o fluxo planejado.

Atualmente, o mercado dispõe de modernos sistemas logísticos que oferecem um gerenciamento completo de Supply Chain nas empresas, que contemplam desde a compra de materiais até gestão de estoque, transporte e entrega, processos estes que podem ser bastante amplos e complexos. Desta forma, a utilização dos recursos tecnológicos não garante o controle de cargas, evitando, assim, erros operacionais.

Além disso, ter acesso ao conjunto completo, inclusive com uma torre de controle, que consiste em uma central onde é possível ter visibilidade de tudo que está acontecendo, de ponta a ponta, garante, até mesmo, a sustentabilidade dos sistemas, uma vez que otimiza o uso dos veículos que, por sua vez, consomem menos combustíveis e geram menos impactos ao meio ambiente.

Principais desafios da Supply Chain

A gestão da cadeia de suprimentos envolve uma série de entraves, exigindo uma performance superior das empresas. Um deles está relacionado à cultura. Historicamente, a área de logística investia muito pouco em tecnologia e o Brasil não era reconhecido como mercado de alto investimento nesse setor, diferente de outras verticais. No entanto, esse cenário vem se transformando na última década e as organizações compreenderam que a tecnologia, por si só, não faz milagres. Para manterem-se competitivos, é preciso desapegar de processos antigos e investir em sistemas mais assertivos, capazes de atender às atuais necessidades dos clientes e, consequentemente, não perder boas oportunidade de negócios.

O prazo de entregas é outro desafio que a tecnologia tem ajudado a enfrentar. Após uma compra online, por exemplo, é comum receber mensagens com a data específica em que a encomenda chegará ao seu destino. Por isso, para fidelizar os clientes, é fundamental que as companhias cumpram o prazo determinado, aumentando a satisfação do cliente e garantindo que ele tenha uma experiência diferenciada.

E, não há como falar em Supply Chain sem relacionar à redução de custos. Com a crescente aderência às compras virtuais, as organizações de todos os setores têm o grande impasse de agilizar a cadeia de suprimentos e reduzir os custos de entrega. Nesse processo, a integração de sistemas e a digitalização de toda a cadeia têm sido importantes aliadas na hora de evitar prejuízos.

Vale ressaltar que o Brasil é um país de grande extensão geográfica, com municípios de todos os tamanhos e, por isso, é mandatório estar preparado para atender o cliente, onde quer que ele esteja. Nesse sentido, contar com uma infraestrutura robusta e alinhada pode ser a chave para o sucesso dos negócios, pois garantirá uma jornada de compra única e satisfatória para o consumidor, que ao terem uma boa experiência, certamente realizarão novas compras.

Desta forma, para realmente ter sucesso e aproveitar todos os benefícios que as tecnologias oferecem, as cadeias de suprimentos devem não apenas investir em novas soluções, mas também contar com equipes que possuam determinadas habilidades e competências, alcançando uma verdadeira transformação digital e não apenas uma implementação tecnológica.

*Fernando Alex é Head de Mercado e Produto Logística do Grupo Benner, empresa que disponibiliza informações por meio de softwares e processos com o objetivo de revolucionar os negócios.

webinar
webinar
Retrak
savoy
Praxio
Farma
postal