Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Modal Marítimo 3 de fevereiro de 2021

Cattalini amplia capacidade operacional para recebimento de navios de até 70 mil DWT

A Cattalini Terminais Marítimos, instalada no Porto de Paranaguá (PR), ampliou sua capacidade operacional para receber navios de até 70 mil DWT e 229 metros de LOA, no berço externo do seu píer privado. A capacidade anterior no berço externo era para navios de até 60 mil DWT.

Para alcançar essa marca, a empresa que movimenta exclusivamente graneis líquidos, investiu em obras de infraestrutura e sistemas inovadores de tecnologias. Entre as melhorias está a implantação de um sistema de monitoramento de atracação de navios a laser, inédita no Porto de Paranaguá, que faz a leitura de dados durante a aproximação de atracação do navio ao Pier. O sistema informa através de um painel indicador numérico, a velocidade e a distância do navio em relação ao berço de atracação permitindo aos práticos e pilotos dos rebocadores realizarem manobras com a máxima segurança e agilidade.

Além do painel, foram instalados semáforos com luzes indicativas verde, amarelo, e vermelho que orientam visualmente os limites de velocidade de aproximação para atracação. “Todos esses investimentos feitos pela Cattalini buscam oferecer confiabilidade e agilidade à atividade portuária, segurança aos trabalhadores e a conservação da infraestrutura do píer que receberá os navios”, declarou o Gerente Operacional, Carlos Katsuji Ichi.

A Cattalini igualmente investiu na infraestrutura do píer com a instalação de novos dolfins e defensas, a fim de permitir a atracação dos navios com maior potencial de carga.

Inovação tecnológica

As melhorias operacionais no píer da Cattalini também foram conquistadas a partir do emprego de novas tecnologias para o monitoramento das condições ambientais e meteorológicas, como a Plataforma Sismo – Hidromares. Um moderno sistema que fornece em tempo real dados sobre velocidade e direção das correntes marítimas e dos ventos.

Além disso foi instalado um marégrafo para monitoramento do nível e do comportamento das marés, homologado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM).

Segundo o Gerente Comercial da Cattalini, Lucas Cézar Guzen, os dados são disponibilizados e integrados ao sistema Webpilots. “Esse sistema é utilizado pela Praticagem e melhora significativamente a segurança das manobras dada sua alta confiabilidade e disponibilidade”, salientou.

Somando-se a este conjunto, foi instalada a Plataforma Medusa – Argonáutica, um moderno sistema integrado das previsões meteorológicas para o horizonte de 07 dias de antecedência. “Com esses sistemas, tornou-se possível sinalizar antecipadamente eventuais condições climáticas adversas, permitindo maior segurança e eficiência durante as atracações e operações marítimas”, frisou Guzen.

postal
JLL
JLL
JLL
JLL
postal
Sds
Retrak
Sds
4K
Savoy
JLL