Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Conteúdo 18 de outubro de 2021

A importância do TMS para a logística de transportes

Quando falamos da logística de transportes, precisamos entender quais são as ferramentas que podem oferecer para as organizações um diferencial competitivo que, muitas vezes, pode ser a razão de sucesso da empresa.

Dentre as ferramentas que podemos citar estão: a telemetria, o roteirizador, o monitoramento de entregas e o TMS (Sistema de Gestão de Transportes).

A primeira observação importante quando falamos de qualquer sistema que traga algum diferencial para organização é o chamado custo-benefício, por isso falaremos nesse artigo exclusivamente do TMS, que vem demonstrando para as organizações que elas conseguem otimizar todos os sistemas de gestão, pois quando as transportadoras buscam um modelo de gestão de transportes, estão buscando a todo tempo otimizar melhor os processos de carga e descarga e principalmente o tempo de entrega ao cliente final. Com isso, evitam-se perdas financeiras, atrasos e insatisfação do cliente.

O sistema de gestão de transportes permite às organizações obterem informações em tempo real, pois, através desses dados, elas conseguem tornar os seus processos de distribuição mais eficientes. O sistema ajuda na maior assertividade da comunicação entre o motorista e o controlador.

Além de todos os proveitos apresentados, o sistema oferece ainda como vantagem a diminuição dos gastos com frete, através da análise e otimização das rotas.

Ainda podemos enumerar outros benefícios:

– Controle total do veículo e da operação;

– Fim dos desvios ou extinção de rotas imprevistas;

– Comunicação em tempo real;

– Monitoramento do tempo que o motorista leva nas paradas;

– Segurança;

– Expansão dos negócios;

– Pode ser integrado com outros softwares;

– Otimiza as negociações;

– Promove aumento da rentabilidade;

– Agiliza o recebimento do frete.

Utilizando todas as funcionalidades disponíveis no sistema, ainda podemos gerenciar por meio de módulos um enorme volume de dados, documentos fiscais, compras, emissão de boletos, fluxo de caixa, fatura, controle de terceiros, expedição, entregas e etc.

 

TMS aplicado à Logística 4.0

Pensando nas novas tecnologias que estão sendo aplicadas na indústria 4.0, podemos falar também dos avanços que a logística está tendo com a implantação da logística 4.0. Muitos pensam que estamos distantes desta realidade, porém ela já está batendo em nossas portas.

Diante disso, as organizações, pensando em produtividade e competividade, estão a cada dia mais buscando tecnologias que vêm impactar os seus processos com soluções de intervenção humana mínima, integração automatizada com outros sistemas e processos e tomada de decisões operacionais de forma autônoma.

Com esse novo impacto que a indústria 4.0 está trazendo para as organizações, diversos pilares tecnológicos estão sendo desenvolvidos, sendo os principais: Internet das Coisas (IoT), Cloud Computing (Nuvem) e Inteligência Artificial. O TMS entra com um sistema que traz um diferencial competitivo, pois já apresenta os princípios da Logística 4.0, tais como:

– Operação em tempo real

– Virtualização

– Micros serviços

– Modularidade

Além dessas características, outros conceitos da logística 4.0 vêm sendo aplicados:

– Big Data Analytics/Machine Learning – Interpretação de grandes massas de dados em prol de insights para o negócio;

– Segurança dos dados – Um dos maiores desafios de toda esta tecnologia está aqui.

Diante dos benefícios apresentados para a utilização desta ferramenta, ainda podemos criar outros mecanismos que irão melhorar o processo de monitoramento, tendo como exemplos:

– Gatilhos automáticos (alertas) em casos de tendências de estouro de prazos;

– Painéis para acompanhamento de indicadores cutoff e otif, permitindo que a empresa acompanhe as informações relacionadas aos volumes de entregas em carregamento, em trânsito e entregues, em tempo real.

Portanto, todo gestor logístico precisa implantar em sua operação o TMS, que, bem gerido, torna-se um diferencial competitivo em um mercado de crescimento constante.

Finalizando, utilizo as sábias palavras de Canuto e Giuzio (2009) “para proceder à escolha de um fornecedor de software, temos que imaginar uma analogia com um casamento, porque o custo de implementação ou mesmo a troca de um fornecedor é incalculável”.

Victor Adriano Tavares Victor Adriano Tavares

Possui graduação em Administração, Especialização em Logística, Docência do Ensino Superior, Gestão de Equipes, Gestão e auditoria ambiental e Gestão escolar e Coordenação Pedagógica. Professor Universitário (Administração e Logística), proprietário da Vs2l Transportes e Analista da Educação Profissional – Firjan/SENAI – Departamento Regional do Rio de Janeiro.

webinar
webinar
alperseguros
fronius
Retrak
savoy
postal