Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube
Logística Setorial 9 de junho de 2020

Embarcadores de alimentos e bebidas: uma logística que requer cuidados especiais e ágil

Água Doce: diversos produtos exigem logística diferenciada
A linha de produtos com a qual a Água Doce Sabores do Brasil trabalha é bastante diversificada: taças personalizadas, cachaças, louças, vinhos, bandejas, uniformes, etc. Em suma, artigos que auxiliam na padronização e operação da rede franqueada da Água Doce.
Assim, quando perguntado se utilizam Operador Logístico ou transportadora própria ou terceirizada, o diretor de franquias da empresa, Julio Bertolucci, responde: depende do produto.
“A logística é própria para itens personalizados da marca, com materiais encaminhados pontualmente por meio da contratação de transportadoras. Também centralizamos a distribuição quando o fornecedor não possui logística própria que atenda a todos os estados – por exemplo, pequenos alambiques. Para itens de grandes fornecedores, cerveja, por exemplo, a distribuição é por conta das parceiras e suas logísticas.”
Bertolucci também diz que a Água Doce possui unidades em oito estados e que, para distribuição, não utilizam frota própria. Além disso, o modal rodoviário é usado para unidades próximas, enquanto o aéreo atende localidades distantes, como Roraima, por exemplo.
A empresa conta com um uma central de distribuição em Tupã, no interior de São Paulo, cidade onde a rede Água Doce nasceu e onde está sediada até hoje. Ali ficam armazenados itens aguardando data de envio e também os estoques da logística no aguardo de pedidos.
Desafios – O diretor de franquias aponta dois como os maiores desafios logísticos enfrentados pela empresa: pontualidade e redução de custos. “É importante que o transporte impacte cada vez menos no custo das mercadorias”, comenta ele, destacando que estes desafios são vencidos com planejamento e otimização. Por exemplo, preparar antecipadamente materiais e agrupar pedidos em datas sazonais, para evitar fretes desnecessários.
Tudo isto considerando que o maior diferencial da logística da empresa é o contato direto com o franqueado. Eles literalmente podem conversar com o operador da logística em tempo real e se informarem de oportunidades e de situação de seus pedidos. “Também temos grande expertise nos itens oferecidos, o que ajuda não só no correto transporte, mas também na solução de dúvidas fiscais, que são comuns em compra entre estados diferentes.”
Bertolucci faz questão de destacar que a logística da empresa está totalmente dedicada à rede franqueada. “Na ponta, o cliente é impactado por materiais exclusivos que agregam na experiência de consumo com a marca. E, para atender a estas ações, investimos na capacitação da mão de obra, em tecnologia e estrutura. Temos um sistema online integrado que gerencia pedidos e auxilia na gestão do negócio. Além disto, mantemos contato contínuo com franqueado por meio de plataformas digitais. O objetivo é a utilização da tecnologia para permitir o constante diálogo com franqueados a milhares de quilômetros de distância, buscando antecipar necessidades.”
Finalizando, o diretor de logística aponta o que mudou na logística da empresa em função da Covid-19: forte redução dos negócios, pois a demanda diminuiu drasticamente com as unidades atuando apenas com o sistema de delivery.

Lucco Fit: refeições congeladas com logística terceirizada
A Lucco Fit fornece refeições congeladas em embalagens a vácuo – combinações de carne, peixe, frango, sopa, panquecas, risotos, uma linha de doces, salgados e sucos – que o cliente seleciona através do site da empresa.
“Trabalhamos com a Ice Boys – empresa de entrega de refeições congeladas – e a plataforma Lalamove. Tivemos uma alta demanda ao longo desses cinco anos e, assim, o volume de entregas e, consequentemente, de entregadores é cada vez maior. Por isso, entendemos que a melhor solução, em se tratando de custo-benefício, foi terceirizar.”
Bruna Primo, sócia/diretora operacional da empresa (à direita na foto) lembra que, há cinco anos, quando iniciaram, faziam 10 entregas por dia, ou seja, um ou dois entregadores eram suficientes. “Hoje realizamos uma média de 60/70 entregas por dia – nosso recorde foram 100 entregas no dia. Sendo assim, foram necessários, no mínimo, quatro entregadores para atender os clientes. Entregamos para São Paulo (Zonas Sul, Oeste, Leste e Norte) e Grande São Paulo (Guarulhos, ABC, Cotia e extremos). Mas a média é de três motoboys por dia, adicionando os motoboys de aplicativo.”
O transporte do dia a dia é a moto por questão de agilidade e também por respeitarem os períodos de entregas – manhã das 9h às 12h, tarde das 14h às 18h e noite das 19h às 22h. Porém, às quartas-feiras, entregam na região de Campinas e Santos, via transportadora com carro refrigerado. “Temos um projeto piloto que deverá ser iniciado no Rio de Janeiro.”
A sócia/diretora também revela que, em função da Covid-19, tiveram uma oportunidade em meio ao caos, com aumento de demanda. “Tomamos as providências com os entregadores e com os clientes. Nas sacolas de entrega, disponibilizamos sachês de álcool em gel. Além disso, os entregadores também carregam álcool em gel no bolso, usam máscaras descartáveis e, recentemente, passaram a contar com máscaras personalizadas. Essas medidas impressionaram os clientes, levando maior confiabilidade em nossas entregas.”
Logística – Todos os produtos da Lucco Fit são armazenados na própria fábrica, onde funcionam a produção dos alimentos e a parte do escritório. “A parte da logística requer muita atenção, principalmente com a demanda aumentando cada dia mais e por se tratar de uma startup onde ainda há processos manuais que demandam pessoas e tempo. Todo cuidado ao longo dessa jornada de entregas é de extrema importância, e otimizar alguns processos ajuda, pois, como se tratam de pessoas, toda atenção é redobrada para continuarmos entregando com qualidade nossos produtos e serviços. A logística requer muita atenção, então ter processos que facilitem e colaboradores dedicados à tarefa é de extrema importância, pois isso que irá garantir o resultado no final do dia.”
No quesito tecnologia, a Lucco Fit usa duas plataformas: “a Lalamove, que oferece um custo-benefício atrativo em se tratando do valor cobrado por entrega; e a Cobli, uma plataforma que faz a melhor roteirização para o entregador, para que ele consiga ser mais ágil e eficiente no percurso”, completa a sócia/diretora.

Sapore: logística customizada para atender vários restaurantes
“Nosso segmento de alimentação requer qualidade, frescor e padronização dos produtos, por isso a cadeia de abastecimento tem um papel estratégico e importante. Temos mais de 1.300 restaurantes em todo o Brasil, desde aqueles em locais remotos de difícil acesso até operações em grande centros. Diante deste cenário, ter uma operação logística customizada e adaptada a cada local se torna essencial, e por isso optamos por Operadores Logísticos parceiros que possuem capacidade e flexibilidade para se ajustar a nossa expansão e estratégia.”
O comentário é de Maike Raiter, diretora de Supply Chain, e Rodrigo Vasco, diretor de Suprimentos, ambos da Sapore, líder no segmento de alimentação com restaurantes implementados em diversos segmentos, como indústrias, varejo, hospitais, escolas e eventos. Hoje, a Sapore serve 1,3 milhões de refeições por dia e possui mais de 17 mil colaboradores.
Para atender a este mercado, a logística da empresa utiliza inúmeras variáveis, buscando eficiência operacional e financeira, como localidade, volume consumido em cada uma das operações, capacidade de armazenagem local, estoque de segurança, tipo de produto (seco, congelado, resfriado), distância, horários de entrega, impactos tributários, acuracidade de estoque, assertividade de planejamento e rotas, a fim de garantir o produto certo na hora certa e com o custo certo. “É importante estar com os indicadores adequados e monitorados, a fim de buscar sempre eficiência. É com base nisso que definimos o tipo e a quantidade de veículos, a fim de otimizar nossa operação. Em geral temos de 250 a 400 veículos de distintos tamanhos abastecendo nossas operações diariamente”, explica Maike, acrescentando que, em operação em locais remotos chegam a utilizar balsa e barcos para abastecer.
Este é um trabalho contínuo, visando a eficiência e melhores práticas, diz a diretora de Supply Chain, acrescentando que têm, ainda, uma comunicação eficiente entre as equipes internas de planejamento, logística e operações, de forma a serem ágeis, flexíveis e monitorando os custos.
Já Vasco comenta que a empresa atua com Operadores Logísticos terceiros localizados em oito estados e com capacidade de abastecer toda a sua operação. “Nossos Operadores estão localizados nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Ceará e Amazonas.”
Agilidade e flexibilidade são diferenciais perceptíveis aos clientes da Sapore, assim como sua capacidade de adaptação a situações. “Com entregas centralizadas temos um menor número de veículos atendendo as nossas unidades e viabilizamos uma melhor gestão e controle de recebimento de mercadorias e movimentação de veículos junto à área de nossos clientes. Estamos em constante melhoria para entregar o melhor serviço. Nestes últimos meses nos dedicamos a entregar um monitoramento online das entregas via web e, também, um servico de atendimento através de um portal capaz de medir nosso nível de serviço”, diz, agora, o diretor de Suprimentos, destacando o que mudou na logística da empresa em função da Covid-19.
“Estamos revendo todo nosso plano de logística de forma contínua. Implementamos um comitê de crise multidisciplinar na empresa com as diretivas gerais aos nossos fornecedores, clientes e equipes internas. Aliado aos direcionamentos deste comitê temos um comitê de cadeia de abastecimento, onde tratamos os temas específicos. As mudanças e adaptações têm sido constantes, com o objetivo de nos ajustarmos à realidade do momento com controles de estoques, ajuste de compras e distribuição e alterações de rotas.”
Para que tudo isto funcione, a empresa tem algumas plataformas conectadas com o objetivo de otimizar o serviço em termos de qualidade de atendimento e custos. Hoje está implantado, por exemplo, monitoramento online das entregas, o que permite saber qual horário da entrega e quais produtos sem necessidade de telefonema para isso, além de portal de atendimento logístico, ferramenta de atendimento online para suporte a operação.

Garibaldi: vinhos até por cabotagem
A logística da Cooperativa Vinícola Garibaldi envolve caminhões próprios e terceirizados, atuando com mais de 30 transportadoras para distribuição de produtos em todo o Brasil.
“A média de veículos diários depende muito dos pedidos faturados e da região – mas a Cooperativa não tem o estabelecimento de volume e rotas. Outra solução é a utilização da modalidade de cabotagem, para alguns pedidos no Nordeste.”
Ainda conforme conta Luciana Andreolla, gerente comercial, a Cooperativa tem expedição na fábrica (em Garibaldi, no RS) e filiais em Pernambuco e Minas Gerais, atuando com Operadores Logísticos. Nes­- te caso, trabalha-se a capacidade conforme a demanda de estoque para distribuição de acordo com a venda.
Neste contexto, Luciana destaca que os atuais desafios são os altos custos do frete e a entrega em supermercados, que são o principal canal de vendas da Garibaldi – o custo é alto para descarga de mercadoria. Outros fatores são as exigências de clientes em agendamento, a demora na descarga ou padrões de acondicionamento na entrega de produtos. “Na indústria é difícil encontrar soluções, pois esses desafios são ligados diretamente à necessidade da venda.”
O portfólio da Garibaldi inclui aproximadamente 70 produtos distribuídos em 12 marcas, entre espumantes, vinhos tintos e brancos, linhas de exportação, frisantes, filtrados, sucos de uva e opções orgânicas e biodinâmicas.
E, sobre os efeitos da Covid-19 na logística da empresa, Luciana diz que houve dificuldade inicial para alguns embarques até a adequação das empresas terceirizadas, por causa das restrições – situação que já foi normalizada. Também houve certa dificuldade na ponta, pois o cliente estava dando prioridade por receber produtos de primeira necessidade.

Vida Veg: produtos veganos são entregues por OLs em todo o Brasil
A Vida Veg fornece leites vegetais, iogurtes, queijos, requeijões e shakes proteicos veganos.
E, para distribuir estes produtos, usa transporte terceirizado, com parceiros em todas as regiões do Brasil. “Pela estrutura do nosso negócio, a terceirização do transporte reduz custos e prazos de entrega, otimizando a operação logística”, aponta Artur Neto, gestor de logística da empresa.
A operação de transporte da Vida Log é realizada em duas etapas: a primeira envolve o carregamento na planta industrial da empresa em Lavras, MG, e a descarga nos parceiros logísticos nas principais capitais (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte). A segunda etapa abramge o transporte dos Operadores Logísticos até os clientes em todos os estados do Brasil. “Temos como exceção os clientes que atendemos via Centro de Distribuição, quando a operação é realizada apenas em uma etapa, com a coleta em nossa planta industrial e entrega direta no cliente. Temos uma média de 900 entregas por mês, assim, alinhamos com os nossos parceiros logísticos os veículos necessários para atendermos nossos clientes com qualidade e nos prazos acordados.”
Artur Neto também destaca que, atualmente, quase 100% dos produtos são transportados via modal rodoviário. No entanto, algumas entregas para a região Norte são despachadas de São Paulo para o estado do cliente via transporte aéreo. “O transporte rodoviário consegue atender nossa demanda, porém estamos sempre atentos às alternativas de mercado que possam agregar a nossa operação logística.”
A gestão logística é um desafio diário para a empresa. O gestor de logística lembra que trabalham com produtos de shelf life curto e estão inseridos em um mercado relativamente novo e em expansão. “Assim, trabalhamos para atender nossos clientes com produtos de qualidade, nos locais e prazos adequados. Nesse cenário temos os desafios da gestão de redução de custos e de prazos de entregas, além do desafio diário da organização dos processos internos de programação de produção e fluxos de compras, produção, vendas, expedição e transporte. Temos uma equipe competente e motivada para enfrentar estes desafios. Para tal estamos sempre buscando aprimorar os processos internos. Em janeiro de 2020 migramos para uma nova planta industrial, que é uma das mais modernas do segmento, com equipamentos automatizados. Além disso, temos parceiros logísticos que entendem os nossos desafios e acreditam no nosso projeto. E há aproximadamente um ano e meio alteramos nossa rotina de expedição e faturamento para que os clientes recebam os produtos em menor tempo pós-faturamento. Estamos sempre em busca de soluções que possam proporcionar impactos positivos para nossos clientes, colaboradores e parceiros.”
Todo este cuidado leva a logística da Vida Veg a ter alguns diferenciais, conforme conta Artur Neto: atendem os clientes nos prazos adequados e com baixo índice de falhas. “Nosso prazo é atender os clientes em no máximo 10 dias pós-faturamento, prazo que é cumprido em mais 95% das entregas. Em muitas das entregas no Sudeste conseguimos atender os clientes em dois dias pós-faturamento. Este prazo de entrega facilita o giro de produtos dos clientes, uma vez que eles recebem produtos com prazo de validade mais longo, proporcionando, também, a oportunidade de realizar uma gestão de pedido mais assertiva, evitando perdas.”
Na gestão logística a empresa conta com parceiros que trabalham com softwares que permitem o acompanhamento das entregas e todo o controle da operação, além de sistemas que possibilitam uma melhor gestão interna dos processos de organização de armazenamento e expedição. “Nosso setor de inovação está em busca da melhoria contínua da linha atual e do lançamento de produtos inovadores e de qualidade. Acabamos de lançar uma linha de bebidas vegetais frescas e iogurtes proteicos. Marketing e comercial estão sempre alinhados, oferecendo para os nossos clientes e consumidores ferramentas que proporcionem o aumento no volume de vendas.”
Concluindo, o gestor de logística lembra que o atual cenário da pandemia do coronavírus trouxe mais um desafio para a gestão logística da empresa. Em primeiro lugar está a preocupação com a saúde dos colaboradores, clientes e consumidores. “Depois fizemos adequações na rotina, visando reduzir os custos da operação de forma a impactar da menor maneira possível os prazos de entrega. Mesmo no cenário atual continuamos fazendo o máximo para atender nossos clientes dentro dos prazos e com qualidade de sempre.”

WOW! Nutrition: parceria com distribuidores permite ter CDs em todo o Brasil
Na WOW! Nutrition, a distribuição é realizada por transportadoras terceirizadas. “A proposta é aproveitar o expertise dos mesmos e a WOW! Nutrition se focar no que ela faz de melhor, que é produzir alimentos de qualidade para ajudar na nutrição dos cidadãos do Brasil e do mundo.”
A explicação é de Dener Jader Rodrigues, diretor Industrial e de Logística da WOW! Nutrition, empresa que atua nos mercados de bebidas saudáveis, nas categorias de sucos, néctares, chás, soja e água de coco; no mercado de alimentos nos segmentos diet & light, com as categorias de adoçantes, achocolatados, chocolates e sobremesas; e nutrição infantil, com mingau e farinha láctea. Seu portifólio inclui marcas como Sufresh, Feel Good, Assugrin, Tal e Qual, Gold Premium Sweet, Doce Menor e Vitalon.
Rodrigues lista algumas das transportadoras que atuam com a empresa: Cooperpalmeiras Cooperativa dos Transportes, Transtac Transportes, 2WL Logística, Transmota, Biagio Transportes, Transportadora Agrelense, RJL Express, Maximo Oliveira e Soares Transportes, Enlog Transportes e Logistica, Transportes Maso, Log-In – Logistica Intermodal, Martins Integração Logística, Dhominio Transportes, Transmota, M M Transportes e Logística, Transtac Transportes, D2R Transportes de Cargas e Flexpress.
Logística ágil – O diretor Industrial e de Logística comenta que utilizam em média 30 a 40 caminhões diariamente, entre a expedição de produto acabado e recebimento de insumos, indo e vindo de todo o país. “Também utilizamos os modais rodoviário/fluvial vindo ou indo para Manaus, AM, por permitir melhor acesso e melhor custo/benefício.” Afinal, como diz Rodrigues, o custo do frete tem demonstrado um grande desafio em um país de dimensões continentais como o Brasil, tendo um impacto importante no custo final.
A empresa possui um CD próprio, de 20.000 m², totalmente verticalizado com racks para armazenar paletes, localizado na cidade de Caçapava (SP), juntamente com sua maior unidade fabril. Também conta com a parceria de seus distribuidores que permite ter Centros de Distribuição em todo território nacional.
Diferenciais – Sobre os diferenciais da logística da empresa, levando em conta o tipo de produto transportado e armazenado, o diretor Industrial e de Logística da WOW! Nutrition diz que trabalham com produtos alimentícios, o que demanda cuidados especiais com o transporte, como: condições higiênicas, qualidade do veículo, veículo específico para esse tipo de transporte e cuidado no manuseio da carga para garantir a integridade da embalagem e do produto. No armazenagem e expedição, o shelf life deve ser controlado e também garantir a rastreabilidade do produto expedido. “Com todos estes cuidados, oferecemos aos nossos clientes uma logística ágil, assertiva e com alto grau de confiabilidade, com nível de excelência comparado ao das empresas de classe mundial.”
Afinal, hoje a empresa se utiliza de parceiros com uma variedade extensa de veículos na frota, com capacidade de entrega em grandes volumes ou entregas personalizadas – desde carretas até pequenas vans –, facilitando o fluxo em grandes centros e entregas fracionadas.
Por outro lado, todo o controle de estoque e expedição é efetuado via WMS, “o que permite gestão em tempo real da logística da empresa, do recebimento à expedição do produto acabado, visando garantir o shelf life na expedição e a rastreabilidade do produto. Assim que o produto é fabricado recebe um código de barras que permite acompanhar o mesmo durante todo seu período de vida útil, assim como os paletes que são armazenados e transportados”.
Estes cuidados da empresa também foram intensificados em função do coronavírus. “Intensificamos todos os cuidados através das novas recomendações dos órgãos competentes da saúde. Todos recebem orientações dos cuidados com higiene, é feita a medição de temperatura diariamente dos envolvidos no transporte e que adentram o Centro de Distribuição, passamos a produzir álcool 70% e entregar gratuitamente, assim como máscaras. Também iniciamos um processo de vendas pela internet e entrega em domicílio”, completa Rodrigues.

Newsletter
Cadastre-se aqui

Top do Transporte
Top do Transporte
Fronius Patrocinador
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Retrak
Savoy
JLL
JLL