Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube
Frota 31 de julho de 2020

Empresa de locação de frotas analisa o que é mais adequado para cada empresa

A locação de frotas é uma boa alternativa de economia para empresas durante a crise. Mas o perfil dos veículos varia de acordo com a necessidade e utilização de cada negócio. A Marbor Frotas Corporativas comenta a seguir sobre as principais formas de locação praticadas hoje no mercado e sobre os benefícios de cada uma delas.

Carros leves: uso comercial ou como benefício executivo
Na linha de automóveis leves, o perfil mais comum das locações é de modelos de entrada de linha, como os de motor 1.0, para uso diário de equipes comerciais ou operacionais. No entanto, muitas empresas também alugam veículos de topo de linha, como Sedans e SUV, que são oferecidos como benefícios aos seus executivos.

“Todas as empresas podem se beneficiar das facilidades da locação, mas percebemos que companhias estrangeiras que operam no Brasil são mais adeptas desse modelo, certamente por trazerem esse hábito das suas matrizes”, comenta Renato Vaz, diretor da Marbor.

Empilhadeiras: elétricas ganham espaço
Estes equipamentos são diretamente ligados ao tipo de operação de cada empresa; então, não há modelos preferencias. “Mas podemos dizer que as empilhadeiras elétricas vêm ganhando um bom espaço entre os equipamentos mais solicitados para locação”, diz Vaz.

O executivo da Marbor lembra que, além de reduzir custos, a locação destes equipamentos ajuda a manter um bom nível de serviço nas operações logísticas, porque as locadoras são responsáveis por garantir que as máquinas estejam operando a maior parte do tempo.

Caminhões: uso para fretes ou como ferramenta operacional
A finalidade deste tipo de locação é apoiar a operação dos clientes de uma forma mais dinâmica e econômica.
Como cada tipo de caminhão atende a uma necessidade especifica da operação, a variedade de modelos é maior, sem uma preferência de mercado. A escolha é feita de acordo com a necessidade.

Segundo a Marbor, existem basicamente dois perfis de usuários de caminhões: os que fazem receita com veículo (fretes) e os que o utilizam como ferramenta da empresa – por exemplo, construtoras, mineradoras, agronegócio etc.

“Atualmente, este segundo perfil de empresa é quem tem buscado mais fortemente a locação dos veículos. Mas o grupo de transporte já tem reconhecido as vantagens da terceirização e também vem migrando sua operação para este modelo”, completa Vaz.

Seminovos: ideal para operações logísticas e comerciais
A locação de veículos seminovos tem sido mais utilizada em operações logísticas (com caminhões e empilhadeiras) e nas atividades comerciais (com automóveis leves).
“Este é um modelo mais recomendado a empresas que necessitam de equipamentos (automóveis, caminhões ou empilhadeiras), mas que passam por um momento de maior limitação orçamentária e que não precisam utilizar veículos zero km. É uma boa alternativa para atender as operações de forma ainda mais econômica”, avalia o diretor da Marbor.

Plano Marbor de Liquidez: venda o veículo e continue usando
Para ajudar seus clientes a lidar com a crise, a Marbor lançou recentemente o Plano Marbor de Liquidez (PML), em que a locadora compra a frota do cliente, mas este continua utilizando os mesmos bens, pagando um aluguel.

“O PML se encaixa perfeitamente em empresas que necessitam reforçar seu caixa. Trata-se de um sistema simples e econômico, em que o cliente obtém um crédito sem afetar suas operações. Dessa forma, a empresa não precisa utilizar o limite de crédito que possui nos bancos”, explica Renato Vaz.

Conta em Foco
A Marbor Frotas Corporativas também lançou neste ano uma ferramenta para ajudar empresas a comparar os custos de da terceirização com os da frota própria: o “Conta em Foco”, desenvolvido por professores de Economia da USP, exclusivamente para a Marbor.

Após contato com a locadora, o interessado recebe um link para fazer a simulação. Basta preencher um formulário com os dados dos veículos que possui ou pretende comprar, como valor de aquisição, custo financeiro, custos com impostos, licenciamento, seguro e custos administrativos. A partir daí a planilha gera automaticamente todo o fluxo de caixa da operação, calculando o Valor Presente Líquido (VPL), e demonstra qual a melhor opção para aquela empresa, se locação ou compra do veículo.

Os dados lançados na planilha “Conta em Foco” são sigilosos e protegidos por sistema de segurança de dados.

Newsletter
Cadastre-se aqui

Top do Transporte
Top do Transporte
Fronius Patrocinador
Nimbi Patrocinador
Top do Transporte
Top do Transporte
SDO Equipamentos
Toyota
Retrak
Savoy
JLL
JLL