Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Modal Marítimo 13 de outubro de 2021

Estudos para terminal de grãos no Porto de Santos é protocolado no TCU

image002 (3)

Os estudos para o arrendamento do terminal STS 11, margem direita do Porto de Santos, foram protocolados no Tribunal de Contas da União (TCU). O terminal será destinado para a movimentação de granéis vegetais sólidos e deverá ser leiloado no 1º trimestre de 2022.

“Com mais este passo, o Porto de Santos mantém a expectativa de entrega de 11 leilões em quatro anos”, avalia o presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral. “Com isso serão cerca de R$ 10 bilhões que serão investidos com o arrendamento de áreas, infraestrutura nos terminais com contratos vigentes e acesso rodoferroviários”, explica Biral.

Dos leilões promovidos no Porto entre 2019 e 2022, quatro já ocorreram: STS 13A (granéis líquidos), STS 20 (granéis sólidos minerais), STS 14 e STS 14A (celulose). No dia 19 de novembro próximo serão leiloados os STS 08 e STS 08A (para granéis líquidos minerais). Para o STS 53 (destinado a granéis sólidos minerais), está aberta até o dia 16 de novembro a consulta pública. Seguem os estudos para o STS 10 e Terminal Retro Alfandegado (TRA) Saboó e TRA Margem Esquerda. Estes três estão destinados à movimentação de contêineres.

O STS 11, no bairro de Paquetá (Santos), será arrendado para um terminal destinado a granéis sólidos vegetais: soja em grão, farelo de soja, milho, açúcar e desembarque de trigo. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 693 milhões em uma área de 114,7 mil metros quadrados, com capacidade para armazenar 397 mil toneladas.

Após aprovação do TCU, o edital com as regras do leilão será publicado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O prazo do arrendamento está previsto para 25 anos.

webinar
webinar
alperseguros
fronius
Retrak
savoy
postal