Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Logística e Meio Ambiente 1 de fevereiro de 2021

Frota de veículos elétricos da PepsiCo entra em operação com o objetivo de reduzir a emissão de GEE em sua cadeia logística

Com base em suas metas globais de sustentabilidade, a PepsiCo, uma das maiores empresas de Alimentos e Bebidas do mundo, tem inovado e investido em soluções sustentáveis em diversas áreas de sua cadeia produtiva. Dona da maior frota própria no segmento de bens de consumo no país, a empresa investe na sustentabilidade de seu sistema nacional de entregas ao colocar em operação no mês de janeiro dez veículos elétricos, que vão circular nas rotas que compreendem Jaguaré (SP), Sorocaba (SP) e Curitiba (PR).

Os veículos elétricos de médio porte da marca JAC Motors não emitem CO2, ao contrário da frota tradicional. Com capacidade de 8 toneladas, o modelo iEV 1200T da JAC Motors conta com baterias de 97 kWh, que garantem autonomia para rodar até 250 km com uma carga. Para os motoristas, um dos principais benefícios está no nível de ruído próximo do zero. Além disso, o modelo ainda possui câmeras que fornecem uma visão 360º do exterior do veículo.

“A PepsiCo tem o compromisso e a responsabilidade de contribuir para mitigar as emissões de gases do efeito estufa em toda a sua cadeia logística, aliando a entrega de nossos produtos aos pontos de venda à proteção do planeta, diminuindo impactos ambientais negativos”, afirma Eduardo Sacchi, diretor sênior de Supply Chain da PepsiCo Brasil. “Iniciativas como essa nos permitem ser mais carbono eficientes, sendo fundamentais rumo à nossa meta global de diminuir a emissão de gases de efeito estufa em 20% até 2030. Tenho o orgulho em afirmar que estamos no caminho certo”, completa o executivo.

Iniciativas sustentáveis na cadeia de logística

Os caminhões elétricos se juntam a outras iniciativas da PepsiCo em termos de logística alinhada à sustentabilidade. Em junho do ano passado, a empresa anunciou a compra de 18 caminhões Scania movidos a GNV (gás natural veicular), ou gás biometano, a maior aquisição de veículos com esta tecnologia da história do país.

Os caminhões movidos a GNV e/ou biometano (modelo Scania R410 A6x2 – GNC) são destinados para percorrer médias e longas distâncias. Seus motores são Ciclo Otto (o mesmo conceito dos automóveis) e 100% a gás e biometano, ou a mistura de ambos. Os motores não são convertidos do diesel para o gás, eles têm garantia de fábrica e tecnologia confiável, com desempenho consistente e força semelhante ao caminhão a diesel. Além de serem 20% mais silenciosos.

Além disso, a PepsiCo e a Sunew, empresa brasileira que produz tecnologia de terceira geração de energia solar, se uniram no último ano para desenvolver um projeto piloto para caminhões de distribuição. A Sunew instalou Filmes Fotovoltaicos Orgânicos (OPV) em 10 veículos da frota de distribuição da PepsiCo para realizar a gestão da recarga da bateria dos veículos e do seu sistema de iluminação. O plano da companhia é expandir a solução de energia limpa para toda a frota e, no futuro, seguir com experimentos que possam auxiliar também o motor dos veículos a partir desta tecnologia.

webinar
alperseguros
Jamef
Jamef
fronius
Kivnon
Geotab
Retrak
savoy
postal