Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Intralogística 13 de janeiro de 2021

IFOY Award 2021: Inovações de 14 empresas chegam à rodada final. Logweb é jurada

IFOY-Flag

Os finalistas do IFOY Award (International Intralogistics and Forklift Truck of the Year) deste ano acabam de ser anunciados. Para a nona edição da premiação, também conhecida como “Oscar da intralogística”, o júri selecionou 17 soluções de 14 fabricantes, em um universo de 36 candidatos.

“Este ano, o júri se concentrou em alguns modelos de empilhadeiras clássicas e equipamentos de armazém e focou fortemente em soluções para armazenagem. Isso mostra o caminho da intralogística. Automatização, tecnologia, software e soluções holísticas são mais importantes do que nunca. O IFOY 2021 será muito emocionante”, afirma Anita Würmser, presidente do júri da IFOY.

Os finalistas incluem veículos guiados automatizados (AGVs), robôs, veículos especiais, software e soluções complexas de armazenagem. As empresas selecionadas foram arculus, Cargotec Engineering, HAI Robotics, Hänel, H + E Produktentwicklung, HHLA Sky, a subsidiária da BMW IDEALworks, Interroll Group, NIMMSTA, Oppidum TIC, STILL, Synaos, Volume Lagersysteme e Waku Robotics.

Todos os finalistas passarão pela Auditoria IFOY de três etapas durante os Dias de Teste IFOY, que acontecem de 22 a 26 de março – em 2021, pela primeira vez no centro de exposições Messe Dortmund, na Alemanha. No final dos dias de testes, jurados da Europa, Austrália, Brasil (a Logweb é a única jurada da América Latina e foi a primeira das Américas a fazer parte), China, Índia, Rússia e África do Sul viajarão para a região do Ruhr para ver mais de perto os produtos e soluções indicados e testá-los.

Os critérios avaliados incluem índice de inovação, tecnologia, ergonomia e manuseio, segurança, comercialização, design e benefícios para o cliente, bem como relação custo-benefício e sustentabilidade. Importante saber que os finalistas não são comparados entre si em suas categorias individuais, mas com os produtos e soluções competitivas do mercado. “Apenas aqueles que superam seus concorrentes diretos em termos de inovação têm chance de vencer”, enfatiza Würmser.

Os troféus serão entregues no dia 21 de maio, no Palácio Imperial de Hofburg, em Viena.

Finalistas

A especialista alemã em software e robótica arculus, de Ingolstadt, chegou às finais do IFOY com duas soluções. O sistema de gerenciamento de frota de vários fornecedores arculus Fleet permite que os usuários operem AGVs de diferentes fabricantes através do novo VDA Interface 5050, incluindo planejamento de caminho inteligente com base em informações de tráfego em tempo real. A empresa também concorre com o AGV arculee2. Desenvolvido para ambientes internos de produção e logística, o robô móvel autônomo tem capacidade de até uma tonelada.

A Cargotec Engineering Ireland entrou na competição com a segunda geração de sua Moffett E4-25.3NX, a primeira empilhadeira totalmente elétrica do mundo. Além de vários recursos de segurança, tem capacidade de 2,5 toneladas e tração nas três rodas.

O provedor de intralogística Hänel concorre com uma solução de armazenagem. A fabricante integrou doze elevadores de armazém Hänel Rotomat em dois andares para a MSC Technologies. Os carrosséis não apenas conectam o fluxo de mercadorias, mas também são perfeitamente integrados ao ambiente SAP.

A solução de trem de reboque HUSKi, da H + E Produktentwicklung, também chegou à final. O HUSKi pode transportar mercadorias com peso de até 1,4 tonelada sem contato, de forma automática e autônoma. Também está na final o Centro de Controle Integrado de Drones da HHLA Sky – uma subsidiária da Hamburger Hafen und Logistik AG (HHLA). O sistema de gerenciamento de drones organiza todos os processos de operação de drones e veículos com controle remoto em uma única plataforma. Ele é capaz de comandar mais de 100 drones simultaneamente fora de vista.

A HAI Robotics, de Shenzhen, China, será representada duas vezes na rodada final. Por um lado, o júri ficou impressionado com o novo Haipick A42T, o primeiro elevador telescópico ACR (Autonomous Case Handling Robot) do mundo. Ele permite a separação inteligente de pedidos “mercadoria para pessoa” e cobre uma altura de até 6,50 metros. Também foi indicada uma solução de warehouse baseada no modelo Haipick A42N. De acordo com a empresa, o A452N é o primeiro robô autônomo de separação de embalagens do mundo a permitir a separação mista de embalagens e contenedores de diferentes tamanhos, atuando com reconhecimento visual 3D.

A IDEALworks, recém-fundada subsidiária da BMW, concorre com o robô móvel totalmente autônomo iw.hub, que possui a plataforma AnyFleet de controle baseada em nuvem. Ele pode ser implementado em dois dias sem quaisquer ajustes estruturais.

O Smart Pallet Mover (SPM), do Grupo Interroll, também chegou às finais. Esta é uma nova solução de robótica móvel para a automatização do transporte de paletes nas áreas de máquinas de produção e separação de encomendas, com capacidade para transportar paletes ou caixas com peso de até 1.000 quilos.

Já a STILL, com sede em Hamburgo, concorre este ano com o EXH-S 25, um equipamento de baixa elevação com capacidade de carga de 2,5 toneladas para áreas de trabalho difíceis e estreitas. Com dimensões compactas, pode chegar a 14 quilômetros por hora. Uma segunda indicação da STILL é na área de warehouse. Como parte do Projeto Danfoss, a empresa forneceu uma combinação de três empilhadeiras industriais em série, automatizadas para o novo armazém de produção da Danfoss Power Electronics, em Tinglev, Dinamarca, e instalou todos os componentes do sistema.

O júri indicou cinco start-ups para a final de 2021 na categoria “Start-up do Ano”. O NIMMSTA está competindo com o HS 50, o primeiro scanner backhand com tela sensível ao toque, que permite a digitalização com as mãos livres.

A plataforma Logistics Interchat, da Oppidum TIC de Zaragoza, Espanha, foi criada para resolver problemas de comunicação entre transitários e funcionários em centros de carga e descarga. A plataforma auxilia no cumprimento das normas de distanciamento social.

O sistema de software SYNA.OS Logistics, da start-up Synaos, sediada em Hannover, também chegou à final. A solução para orquestrar fábricas e centros de logística por meio de inteligência artificial e tecnologias em nuvem otimiza processos de intralogística, controla robôs móveis autônomos e otimiza rotas.

O quarto candidato é o Volume Wave, da Volume Lagersysteme. Trata-se do primeiro armazém de transporte de paletes ultracompacto e totalmente automatizado do mundo, com acesso individual a locais de armazenamento que possuem uma densidade de armazenamento muito alta. É uma alternativa para armazenamento automatizado e sistemas de transelevadores de recuperação, bem como armazéns com corredores largos e estreitos.

A quinto finalista é a solução Waku Sense, da Waku Robotics. O painel de análise em tempo real pode ser usado para comparar os diferentes tipos de robôs em desempenho, capacidade de utilização e confiabilidade em todos os sites.

Siga a Logweb para mais informações sobre o mais importante prêmio de intralogística do mundo.

Newsletter
Cadastre-se aqui

JLL
Savoy
Sds
Retrak
4K