Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Logística Portuária 5 de fevereiro de 2018

Logística Portuária – Ed. 02

DB Schenker e Hapag-Lloyd se unem pelo meio ambiente
No âmbito de sua parceria ambiental, a DB Schenker e a Hapag-Lloyd lançaram um projeto em conjunto com uma renomada marca de cosméticos para abordar uma das questões ambientais mais graves no transporte marítimo: a emissão de óxido de enxofre nos portos.
Para reduzir o impacto da poluição, especialmente nos portos asiáticos e latino-americanos, o cliente paga uma sobretaxa voluntária em cada um dos seus contêineres enviados por esses portos, uma iniciativa que começou em meados de 2017. Com essa sobretaxa, a Hapag-Lloyd compromete-se a comprar combustível de baixo teor de enxofre, assim como, garantir que os esforços realizados sejam supervisionados por um auditor externo. O cliente recebe uma declaração factual sobre a mudança de combustível para todos os seus contêineres, enquanto a DB Schenker supervisiona a transação.
A mudança é relevante, pois ultrapassa a regulamentação e o cenário atual. Enquanto algumas regiões do mundo evitam as emissões de óxido de enxofre acima dos 0,1% quando os navios estão ancorados, por outro lado, muitos portos ainda não têm tais regulamentações e permitem que o combustível seja queimado com teor de enxofre de até 3,5% para que as operações de carregamento e descarregamento funcionem nas instalações dos navios durante a permanência no porto.

Porto de Santos recebe primeira torre de monitoramento
A primeira torre de controle do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, já está pronta para operar. O equipamento, construído na Ilha Barnabé, faz parte do Sistema de Gerenciamento de Informações do Tráfego de Embarcações (VTMIS), que permite ter em tempo real informações de todas as embarcações que estão no canal de navegação do Porto. Esta é a primeira de quatro que estão previstas no projeto. As restantes serão instaladas ao redor e no interior do complexo marítimo: uma na costa de Guarujá, outra na Ponta de Itaipu (Praia Grande) e a terceira nos arredores do terminal da Dow Química (na entrada do canal, em Guarujá). Cada torre terá um radar, uma câmera de alta definição e um transponder AIS, que identifica automaticamente navios que contam com esta tecnologia, para a coleta de dados das embarcações. Assim, a central conseguirá acompanhar a posição, a velocidade e o registro dos cargueiros em tempo real. Atualmente, esse controle é feito através de um sistema terceirizado que atualiza informações, mas não em tempo real. A função do radar será identificar embarcações que não emitam sinais por transponder. Logo que uma delas for localizada, a câmera apontará diretamente para esse cargueiro, aumentando a segurança do tráfego na via de navegação. (Fonte: G1)

Santos Brasil adquire equipamentos para o Tecon Vila do Conde
A Santos Brasil já iniciou aquisições de novos equipamentos para a modernização de seu terminal de contêineres de Vila do Conde, localizado na cidade de Barcarena, no Pará. A previsão é de que eles cheguem entre o primeiro e o segundo trimestre deste ano. Entre os itens estão um guindaste MHC (Mobile Harbour Crane); uma empilhadeira tipo reach stacker para contêineres vazios; duas empilhadeiras tipo reach stacker para contêineres cheios e dez caminhões para operações de costado. As aquisições fazem parte do projeto de ampliação e modernização do Tecon Vila do Conde, que prevê investimentos de R$ 37,2 milhões nos próximos dois anos, totalizando R$ 129,04 milhões até 2033. Os novos investimentos são fundamentais para que o terminal possa atender à crescente demanda por movimentação e armazenagem de cargas conteinerizadas no porto. O projeto vai elevar a capacidade de movimentação do terminal para 163 mil TEU/ano.

Movimentação de cargas no Pecém cresce 41%
A movimentação de cargas no Terminal Portuário do Pecém em 2017 foi 41% superior à registrada no ano anterior. Isso significou um faturamento bruto de cerca de R$ 144 milhões, o que representa um crescimento de 62,2% em relação ao de 2016.
Mais de 15 milhões de toneladas foram movimentadas pelo porto no ano passado. O maior destaque ficou para as exportações, responsáveis por 4.402.370 toneladas de janeiro a dezembro. O número representa um crescimento de 95% ante o resultado de 2016.
Entre as cargas enviadas para outros países, as placas de aço tiveram o maior volume, com mais de 2,5 milhões de toneladas. As frutas, com mais de 201.000 toneladas, e o gás natural, com 121.511 toneladas exportadas, aparecem na sequência.
Pelo outro lado, as importações, que representaram o maior volume movimentado pelo Porto do Pecém, cresceram 29% em 2017 ante 2016, e chegaram ao patamar de 11.766.591 toneladas, contra as 9.156.702 toneladas registradas entre janeiro e dezembro do ano anterior. Os destaques ficaram por conta do carvão mineral, com mais de 4,9 milhões de toneladas; do gás natural, com mais de 714 mil toneladas; e dos produtos siderúrgicos, que somaram mais de 206 mil toneladas.

Antaq lança Sistema de Outorga Eletrônica
Em dezembro, a Antaq – Agência Nacional de Transportes Aquaviários lançou o Sistema de Outorga Eletrônica (SOE), módulo Navegação Interior de Percurso Longitudinal Misto e Navegação de Apoio Marítimo, de Apoio Portuário, Cabotagem e Longo Curso. Os interessados em prestar o serviço poderão pedir autorização à entidade por meio do sistema, que está à disposição no portal www.antaq.gov.br, juntamente com os manuais. Para ter acesso, é preciso se cadastrar primeiramente como “usuário externo”. Seu principal objetivo é possibilitar aos interessados em solicitar autorização o envio de informações em ambiente virtual amigável para instrução do processo de outorga eletrônica no Sistema Eletrônico de Informações (SEI). O SEI é uma ferramenta tipicamente de instrução processual, ambiente no qual todos os processos da Antaq devem estar pautados, inclusive os de outorga. Com a novidade, que não excluirá o modelo antigo de solicitação de autorização, a agência espera reduzir em 50% o tempo de análise de outorga, que varia de acordo com o processo.

webinar
webinar
alperseguros
fronius
Retrak
savoy
postal