Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube
Rodovias 22 de maio de 2020

Mensagens nas rodovias paulistas alertam sobre a importância de evitar viagens neste feriado prolongado

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e as vinte concessionárias, que integram o Programa de Concessão de Rodovias do Governo do Estado de São Paulo, reforçam, nas rodovias paulistas, as mensagens que alertam a população sobre a importância de se respeitar a quarentena e não viajar nos próximos dias. A ação acontece em razão da antecipação dos feriados de Corpus Christi (11 de junho) e da Consciência Negra (20 de novembro) para esta quarta-feira (20) e quinta-feira (21), respectivamente, além do ponto facultativo na sexta-feira (22). A alteração no calendário tem como objetivo incentivar as pessoas a não viajarem e permanecerem em suas casas, diminuindo o risco de contágio do novo Coronavírus.

Sob a orientação da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) serão exibidas mensagens em seus 388 PMVs (painéis de mensagens variáveis), distribuídos ao longo dos 9.800 kms de rodovias concessionadas. No caso dos 11 mil kms de rodovias administradas pelo DER, são 50 PMVs espalhados por 25 estradas do Estado de São Paulo com mensagens que alertam à importância do isolamento social para proteger vidas.

São elas:

“A quarentena foi prorrogada até 31 de maio. Fique em casa!”

“Neste feriado, cuide da sua saúde e da sua família. Fique em casa!”

“Neste feriado, respeite a quarentena, fique em casa!”

“Neste feriado, se puder, não viaje. Siga a quarentena e fique em casa!”

“Acesso ao litoral com barreiras sanitárias implantadas. Fiquem em casa.”

“Todas as praias do litoral estão interditadas. Fiquem em casa”.

A campanha de conscientização também será estendida às redes sociais da Secretaria de Logística e Transportes (SLT ), da ARTESP e do DER. No fim de semana mais recente de feriado prolongado, Dia do Trabalho, o movimento de veículos nas rodovias paulistas sob concessão da ARTESP caiu 43% na comparação com a mesma data comemorativa de 2017, última vez em que houve uma emenda de três dias. Com a redução do tráfego, também foram registrados 53% menos acidentes e queda de 75% no número de mortes. O resultado foi reflexo da orientação do Governo do Estado para que as pessoas ficassem em casa no feriado por conta do período de isolamento social.

Mesmo com a recomendação para evitar viagens e com a redução do tráfego nas rodovias desde o início da quarentena, as concessionárias e o DER mantêm suas equipes a postos para a prestação de serviços essenciais aos usuários, como socorro mecânico, guincho e ambulância, além das equipes de monitoramento dos Centros de Controle Operacionais (CCOs) e da manutenção da malha, com serviços de conservação do pavimento e sinalização.

Medidas para reforçar a higiene e reduzir o risco de contágio nas praças de pedágio também foram adotadas, como a disponibilização de álcool gel para os operadores e para os usuários. Além disso, está em funcionamento como projeto piloto a cobrança com cartão de crédito por aproximação nas praças de pedágio das malhas das concessionárias Ecovias e Ecopistas, responsáveis pela operação de rodovias como a Anchieta (SP-150), Imigrantes (SP-160), Ayrton Senna (SP-070) e Carvalho Pinto (SP-070).

Caminhoneiros

Durante o período de combate ao Coronavírus, as operadoras de rodovias do Estado de São Paulo e a Secretaria Estadual de Logística e Transportes ampliaram a atenção aos caminhoneiros, responsáveis por serviços essenciais e estratégicos durante o combate à Covid-19, como a manutenção do abastecimento aos mercados e o transporte de insumos médicos e hospitalares. As concessionárias e o DER já distribuíram kits de alimentação (marmitex, vales refeições ou kits lanches), de higiene (conjuntos com sabonete, álcool gel e outros produtos ou vale banho para serem utilizados nos postos de serviços das estradas) e etiquetas eletrônicas (TAGs) para pagamento de pedágio nas cabines automáticas – o pagamento automático evita o contato entre o caminhoneiro e o operador da praça, reduzindo o risco de contágio.

O Governo também suspendeu por 90 dias a pesagem dos caminhões nas rodovias estaduais – o que agiliza a circulação dos produtos e protege os profissionais ao evitar o contato entre motoristas e funcionários das balanças. Com isso, as concessionárias de rodovias passaram a usar alguns dos postos de fiscalização como áreas de descanso para os caminhoneiros, ampliando esse atendimento. Outra medida a favor dos caminhoneiros, para garantir o funcionamento da malha rodoviária paulista e, consequentemente, todo o sistema de escoamento de produtos, foi a liberação do acesso de caminhões aos domingos à tarde na chegada pelas rodovias a São Paulo. Antes, esse acesso era restrito devido ao grande fluxo de veículos que retornam para a Capital no final de semana.

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Fronius Patrocinador
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Retrak
Savoy
JLL
JLL