Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Aéreo 13 de junho de 2017

Modern Logistics conquista permissão para operar voos comerciais com aeronaves cargueiras

No final de maio último, a Modern Logistics (Fone: 11 4063.9338) assinou o contrato de concessionária de serviços públicos de transporte aéreo regular com a Anac – Agência Nacional de Aviação Civil, passando a oferecer voos comerciais com aeronaves próprias. “Vamos começar atendendo as demandas de fretamento e, em seguida, abriremos as rotas regulares para atender os grandes contratos da indústria”, afirma o CEO da companhia, Gerald Blake Lee.
Segundo ele, ser um Operador Logístico com frota própria de aeronaves irá ajudar na construção de uma plataforma para impulsionar o crescimento do país. “Seremos capazes de soluções logísticas customizadas, antes impensáveis para vários segmentos da indústria”, diz.
O primeiro Boeing 737-400F da companhia já está pronto para voar. Os Centros de Distribuição, espalhados pelo país, alinhados ao transporte terrestre, irão atender às demandas dos clientes. A médio prazo, além do Boeing 737-400F, a Modern Logistics também contará com modelos ATR-72F, capazes de conectar as cidades de menor porte do interior aos maiores centros.

Passo anterior
Durante a Intermodal, realizada no começo de abril, a Modern Logistics anunciou que recebeu o COA – Certificado de Operador Aéreo, emitido pela Anac após uma detalhada e longa auditoria em todas as áreas da empresa. “A aprovação coroa mais de dois anos de trabalho de um time incrível, que não só atendeu a todas as demandas como, principalmente, soube enfrentar com paciência e profissionalismo todas as exigências das autoridades governamentais envolvidas”, disse Lee.
Segundo o vice-presidente, Adalberto Febeliano, o COA atesta a capacidade técnica da companhia para operação em quaisquer rotas domésticas com segurança. “O transporte aéreo de carga doméstico é muito incipiente até agora porque usa apenas os porões das aeronaves de passageiros, muitas vezes não conseguindo garantir a regularidade e nem a cobertura que as empresas precisam”, explicou na ocasião.

Atuação
A Modern Logistics conta com CDs em Jundiaí e Campinas, SP, e Manaus, AM, e logo serão mais cinco unidades, cada uma com capacidade de 5.000 m2. Com a primeira aeronave, os voos ligarão São Paulo ao Norte, Centro-Oeste e Nordeste, sempre alinhados ao transporte terrestre com parceiros estratégicos – atualmente são 90 devidamente homologados.
“Transportamos qualquer tipo de carga, principalmente de alto valor agregado, como fármacos, eletrônicos e cosméticos”, salienta Febeliano.
Analisando o setor, o profissional vê muitas oportunidades no transporte aéreo em vários segmentos. “Mais rápido e confiável, o modal permite a sincronização das operações, além de diminuir os estoques, pois as entregas são mais rápidas. O foco não deve ser no valor do frete, mas na eficiência logística. A mercadoria que demora alguns dias para chegar ao seu destino sofre alteração cambial, o que pode gerar prejuízos, por isso, o modal aéreo é o ideal”, finaliza.

postal
JLL
JLL
JLL
JLL
postal
Sds
Retrak
Sds
4K
Savoy
JLL