Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Aquaviário 4 de setembro de 2017

PAM do Porto de Santos atua na destinação dos cilindros

Marítimo

As recentes operações realizadas no Porto de Santos para a destinação final dos cilindros contendo substâncias tóxicas e perigosas através da queima em mar aberto contou com o apoio técnico e preventivo da equipe do Plano de Ajuda Mútua (PAM) do Porto de Santos.

Numa ação inédita no país, atendendo rigorosamente às exigências dos órgãos ambientais, as medidas adotadas pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) mobilizaram contingente de técnicos especializados e recursos sem precedentes em situações desse gênero, sempre acompanhada pela equipe do PAM.

O coordenador geral do PAM, técnico de segurança da Codesp, Evandro Lourenço, explica que alguns coordenadores do PAM participaram do processo de planejamento para a destinação final dos 115 cilindros.

As atividades do PAM duraram até a saída dos cilindros do Porto de Santos a bordo de balsa com destino a local distante cerca de 90 quilômetros da costa. O PAM fez o acompanhamento até a região de fundeio de navios, juntamente com as equipes dos Bombeiros, Marinha e IBAMA.

O PAM do Porto de Santos tem como missão promover a integração entre os terminais portuários e retro portuários com o objetivo de garantir, por meio de ações eficazes, a prevenção e o combate a emergências, assegurando a integridade dos munícipes da Baixada Santista e a proteção ao Meio Ambiente.

webinar
webinar
Retrak
savoy
Praxio
Farma
postal