Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube
E-commerce 8 de maio de 2015

Plataforma Axado reduz em média 13% do custo de frete em lojas virtuais

Segundo estudos da empresa, quase 60% das compras ficam “no carrinho” pelo custo de entrega para o consumidor

Que o comércio eletrônico cresce ano após ano, não é novidade. Em 2014, as vendas pela internet chegaram a R$ 35 bilhões, de acordo com o relatório Webshoppers, e esse número poderia ter sido ainda maior. O Axado, primeira plataforma para gestão de frete para e-commerce, é uma das soluções que contribuem para que as lojas possam incrementar suas vendas. Por meio da otimização de custos operacionais com frete, via plataforma, a equipe de consultores reduz em média 13% dos custos para o e-commerce.

Baseada na tecnologia de Software as a Service (SaaS), a empresa de Florianópolis viabiliza essa economia por meio de uma tecnologia que agrega e calcula em frações de milissegundos quais as melhores rotas e preços dentre as transportadoras contratadas pelo e-commerce. Além de conseguir informar com precisão os prazos de entrega para o consumidor, a plataforma do Axado reduz custos desnecessários e pode, inclusive, estudar outras opções de entrega no mercado para as lojas virtuais que queiram diminuir o valor gasto com entregas.

Além disso, é possível administrar, monitorar e otimizar campanhas de frete de maneira simples e prática. “Analisar os dados coletados por meio da nossa plataforma oferece ao gestor melhor capacidade de avaliar e negociar tabelas de preços com suas transportadoras. Por meio de nossa solução, podemos encontrar as respostas para reduzir custos, o que nos torna também uma potente ferramenta de aumento de conversão de vendas”, explica Guilherme Reitz, CEO do Axado.

Empresas como Mercado Livre, C-Nova, Decathlon, Etna, Vivara, Mega Mamute e Leroy Merlin são clientes do Axado. A empresa tem mais de 700 lojas virtuais utilizando a plataforma e conhecimento de tabelas de preços de +400 transportadoras diferentes. Em apenas dois anos de operação, mais de 10 milhões de fretes foram calculados por meio do Axado.

“Ao observarmos o mercado, podemos afirmar que a próxima onda é de varejistas que desejam integrar a operação off-line com a online. São empresas que já entendem a importância de estarem presentes e conectarem os diferentes canais de venda, entregando os produtos em todos eles. Essas empresas estão alinhadas com as nossas soluções. Além disso, grandes indústrias também podem utilizar o Axado para gestão e controle e redução de custos com o frete”, finaliza Reitz.

Newsletter
Cadastre-se aqui

Top do Transporte
Top do Transporte
Fronius Patrocinador
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Retrak
Savoy
JLL
JLL