Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Reconhecimento 14 de setembro de 2015

Resultado do Prêmio Top do Transporte reflete o mercado atual nacional de transportes de carga

Confirmando o favoritismo de algumas transportadoras e surpreendendo com a vitória inédita de outras, os resultados do Prêmio Top do Transporte 2015 foram reveladores.

Entregue no último dia 13 de agosto, a nona edição do Prêmio teve uma reviravolta durante a sua votação e mostrou como o mercado de transportes nacional está passando por significativas mudanças. Como indica a pesquisadora Ivone Martins, da InPut Consultoria, responsável pela validação da premiação, a Pesquisa Nacional dos Fornecedores de Serviços de Transporte, base para a escolha das transportadoras Top do Transporte, trouxe bons indicativos de como anda o este setor.

Durante anos, a fase de pesquisa, em que os embarcadores podem indicar até 10 transportadoras do seu segmento de atuação, para depois darem suas notas (veja mais sobre a metodologia na Pág. 47), seguiu um padrão: muitos dos embarcadores indicavam até três transportadoras apenas. Na edição 2015, o número de indicações de diversos embarcadores subiu para cerca de sete transportadoras. “Isso mostra que o mercado está mais competitivo, mais fragmentado. Os embarcadores estão em busca de preços mais interessantes, principalmente em função da atual situação econômica que o país atravessa. Assim, as transportadoras maiores passam a ter mais concorrentes, inclusive brigando por mercado com pequenas companhias”, analisa Ivone.

Neste mercado, cada vez mais competitivo, ser reconhecido com um prêmio como o Top do Transporte é um diferencial. E, nesta edição, pequenas e grandes transportadoras se destacaram e dividiram o pódio.

“As transportadoras homenageadas integram uma seleta lista de fornecedores de transportes que superam o mais difícil desafio da vida empresarial: a aprovação e o reconhecimento público dos próprios clientes”, afirmou José Augusto Ferraz, diretor de redação da Editora Frota, realizadora do prêmio em conjunto com a Logweb Editora, durante a abertura do evento. “Integrar o ranking do Top do Transporte 2015 possibilita oferecer uma garantia de excelência em relação ao serviço prestado; uma verdadeira certidão pública, assinada e reconhecida pelo próprio mercado”, continuou.

Além das tradicionais categorias – Automotivo; Brinquedos; Calçados; Cosmético, Perfumaria e Higiene Pessoal; Comércio Eletrônico; Eletroeletrônico; Farmacêutico; Metalurgia/Siderurgia; Móveis; Papel e Celulose; Plásticos; Produtos Veterinários; Químico/Petroquímico; Têxtil e Preferência Nacional –, duas novas foram inseridas na edição de 2015: Transporte Rodoaéreo e Transporte Rodoviário Internacional. Ao todo foram distribuídos prêmios para 17 categorias, por meio dos votos de 474 empresas embarcadoras.

“Espero que todos possam tirar o máximo proveito desse diploma que estão levando para as suas empresas. Ele é resultado do empenho de todos vocês e de seus colaboradores, voltado para a satisfação de seus clientes, dos mais variados ramos de atividade”, comentou Valéria Lima Azevedo Nammur, sócia diretora da Logweb Editora.

Na 9ª edição, o prêmio contou com o patrocínio da Iveco, Mercedes-Benz, MAN, Crown, Linde, Store e Porto Seguro.

 

Automotivo

O que aqueceu os motores do evento foi a primeira categoria premiada: a indústria automotiva. Apesar do desaquecimento do setor, impulsionado pela atual situação econômica nacional, esta indústria ainda é uma das mais importantes e maiores impulsionadoras do segmento de transportes do Brasil.

E com média de mercado de 4,42 pontos, de um total possível de 5, a Transportadora Bertolini – TBL (Fone: 11 2108.6003) foi a que chegou à primeira colocação. Tamanha somatória de pontos foi possível graças ao consistente trabalho realizado pela companhia, que conseguiu notas médias altas em todos os quesitos durante a pesquisa, como custo-benefício, nível de serviço, gestão de qualidade e tecnologia e informação (4,33), e capacidade de negociação (4,67).

“A carga automotiva requer vários cuidados no transporte, desde a separação de diversos itens de diferentes formas e tamanhos, até o rastreamento da carga em todas as etapas. Estar preparado para atender a estes requisitos é um grande diferencial, e isso faz da TBL uma empresa que, mesmo nas mais distantes regiões do país, consegue atender com segurança o setor”, analisa José Marco Amorim Cardoso, gerente corporativo comercial da transportadora, sobre o que levou a empresa a ganhar o prêmio.

Na acirrada disputa entre o segundo e terceiro lugares, com diferença de apenas dois décimos, a Rápido Transpaulo (Fone: 51 3462.4500) recebeu nota média de mercado de 4,19, e ficou com a segunda colocação. A transportadora subiu ao palco para ser laureada, também, por suas altas notas em todos os quesitos, sendo sua maior pontuação no nível de serviço, com média de 4,75 pontos, seguido por 4,25 em capacidade de negociação e gestão de qualidade, 4,00 pontos em custo–benefício e 3,75 em tecnologia e informação. De acordo com José Carlos de Oliveira, gerente nacional comercial da Rápido Transpaulo, “o voto é o reconhecimento do embarcador, e mostra a evolução na confiança dessa relação. Nosso setor de transportes está em fase de melhorias contínuas, buscando novas tecnologias e avanços em serviços de monitoramento, automatização no processo de coleta de pedidos, etiquetas com código de barras e informações sistêmicas. Pontos esses que atendem às necessidades dos embarcadores que, cada vez mais, precisam de empresas que possam dar total auxílio aos seus embarques, formando, assim, uma parceria de sucesso, em que ambos só têm a ganhar”.

A Transporte e Comércio Fassina (Fone: 13 3298.3000) foi a terceira colocada, com nota média de mercado de 4,17, resultante das notas médias de gestão de qualidade (4,67), custo-benefício e nível de serviço (4,33), tecnologia e informação (4,00) e capacidade de negociação (3,67). Cezar Fassina, da gerência comercial da empresa, atribui a escolha da transportadora como Top do Transporte no segmento “ao engajamento e à dedicação da nossa equipe de colaboradores no atendimento com foco na satisfação de nossos clientes. E à nossa estrutura operacional, frota e terminais. E, principalmente, por possuirmos uma marca forte no mercado”.

Tabela-Automotivo

 

Tabela-Maiores-vencedores

 

Brinquedos

Apesar de a carga desta categoria ser de brincadeiras, os transportadores não chegaram à premiação para brincar. No segundo prêmio entregue no dia, o foco era saber quem estava mais preparado para atender o segmento de brinquedos, cujas indústrias devem observar ao final do ano uma alta de 15% no faturamento para 2015, alcançando R$ 5,934 bilhões, considerando a produção nacional e importação, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos – Abrinq.

Apenas cinco transportadoras atingiram o critério mínimo para serem consideradas na pesquisa: ter pelo menos três votos de embarcadores, e nota média final de mercado de, no mínimo, 3,00 pontos.

E destas, quem subiu ao topo do pódio na conquista desta categoria foi a Braspress Transportes Urgentes (Fone: 11 2188.9000), ao somar nota média de mercado de 4,11 pontos. Os resultados das notas recebidas pela transportadora mostram que o nível de serviço e tecnologia e informação são levados a sério, considerando que foram as maiores notas médias alcançadas – 4,67 pontos. Outras duas notas altas foram alcançadas: a gestão da qualidade, com 4,33 pontos, e o custo-benefício com 4,00. “Procuramos sempre atender as necessidades dos clientes e para nos diferenciar das outras empresas procuramos realizar contínuos investimentos em tecnologia e frota” afirma o diretor comercial, Giuseppe Lumare Júnior, sobre os motivos e diferenciais da empresa que a levaram ao topo do prêmio.

A TNT Mercúrio (Fone: 0800 979.6979) ficou com a segunda colocação, com nota média de 3,67 para capacidade de negociação; 4,33 para nível de serviço; e 4,67 para gestão de qualidade e tecnologia e informação, valores que ajudaram a companhia a chegar à média de mercado de 3,94 pontos. “Estamos muito felizes, pois o prêmio mostra o reconhecimento na qualidade dos serviços que temos prestado aos nossos clientes. Temos investido, reestruturado nossas operações e motivado nossos funcionários, sempre buscando a manutenção e melhoria dos serviços prestados para cada segmento de atuação”, comemora o presidente da TNT no Brasil, Ignacio Garat.

Já na terceira posição, a Friburgo Transportes e Logística – Time Express (Fone: 22 2525.6000), atingiu média de mercado de 3,92, com notas médias de 3,67 para custo–benefício; 3,33 para capacidade de negociação; e 4,33 para nível de serviço, gestão de qualidade e tecnologia e informação. Segundo Lenilton Thedin, diretor-presidente da empresa, a Indústria, de uma forma geral, está sendo forçada a reduzir seus investimentos, dispensando funcionários já treinados e preparados e mudando os planejamentos já efetuados, em função da atual crise econômica e social. “Com essa premiação poderemos apresentar que é possível buscar resultados com muito empenho e dedicação, conquistando credibilidade; e certamente apresentar ao setor que existem empresas, como a Time Express, que podem somar positivamente nos processos de transportes, e dar apoio aos processos logísticos da indústria de brinquedos”, explica.

Tabela-Brinquedos

 

Calçados

Três importantes transportadoras caminharam ao pódio no setor de calçados: Alfa Transportes (Fone: 49 3561.5100), Expresso São Miguel (Fone: 49 3361.6666) e Rápido Labarca Transportes (Fone: 51 3549.1012).

A grande vencedora foi a Alfa Transportes, que atingiu a maior nota média de mercado registrada nesta edição do Prêmio Top do Transporte, de 4,60 pontos.

E para tal feito, altas notas foram alcançadas durante toda a pesquisa, como em custo-benefício, nível de serviço e tecnologia e informação, que atingiram os 4,75 pontos em média. Em capacidade de negociação, a companhia ficou com nota 4,50, enquanto em gestão de qualidade a média foi 4,25. “É importante ressaltar o esforço e comprometimento de toda a equipe. Somente é possível alcançar tal reconhecimento dos clientes através de um serviço bem prestado. E isso é mérito de toda a equipe”, afirma Anderson Perez, gerente comercial nacional da transportadora.

A Expresso São Miguel dividiu o pódio da categoria, no segundo lugar, com nota média de mercado de 4,58, a segunda maior alcançada em toda a pesquisa de 2015. No quesito nível de serviço, a companhia alcançou a maior nota média possível, 5,00. Custo–benefício atingiu os 4,75 pontos, assim como a gestão de qualidade, e a capacidade de negociação e tecnologia e informação ficaram com 4,25. “Foi uma grata surpresa sermos ganhadores deste segmento com alto grau de competitividade, principalmente porque iniciamos há pouco tempo ações mais focadas no setor calçadista. Ser reconhecido pelos embarcadores de calçados comprova que a Expresso São Miguel está preparada para atender e superar as expectativas deste segmento”, afirma Clóvis Luiz De Bona, diretor comercial da empresa.

A Rápido Labarca seguiu em terceiro lugar, com nota média de mercado de 4,53 pontos. O seu nível de serviço quase atingiu a nota máxima, ficando com 4,90. Em tecnologia e informação, a companhia somou média de 4,60 pontos, enquanto o custo-benefício e a gestão da qualidade atingiram 4,50 pontos e a capacidade de negociação, 4,30.

Tabela-Calçados

 

Cosmético, Perfumaria e Higiene Pessoal

Para chegar ao primeiro lugar da categoria de Cosmético, Perfumaria e Higiene Pessoal, a Delog Logística (Fone: 31 3363.1291) atingiu a nota média de mercado de 4,22. “No cenário atual de crise, é sabido que muito precisa ser reduzido para a permanência no mercado. Nós, porém, remamos ao contrário, precisamos manter o padrão de qualidade para mantermos nossos clientes satisfeitos, e foi esse nosso plano de ação: foco na qualidade”, explica Jaqueline Alves, diretora comercial da empresa. No quesito gestão de qualidade foi onde a companhia conseguiu sua maior nota, com média de 4,67 pontos. Nível de serviço e tecnologia e informação empataram com 4,33 pontos, e custo-benefício e capacidade de negociação ficaram com 4,00 pontos cada.

Já a Expresso Jundiaí (Fone: 11 2152.6000), a segunda colocada, ficou com nota média de mercado de 3,87. A nota média de gestão de qualidade também foi a maior atingida pela empresa, com 4,60 pontos, seguida pela média de tecnologia e informação, de 4,20.

“Esse reconhecimento nos impõe uma responsabilidade extremamente gratificante, pois, além de refletir a opinião de empresas expoentes do mercado, ainda nos provoca a buscar a manutenção de nossa organização em lugar de destaque no transporte rodoviário. Resumindo, é o reconhecimento do trabalho e esforço de 1.200 colaboradores imbuídos no proposito da perpetuidade da organização”, afirma Geraldo Corrêa, diretor comercial da Mira Transportes (Fone: 11 2142.9000), a terceira colocada na categoria, com nota média de mercado de 3,81. Durante a pesquisa, a companhia mostrou linearidade nas notas e atingiu os 4,00 pontos em capacidade de negociação e nível de serviço, e 3,67 em nota média para custo-benefício, gestão de qualidade e tecnologia e informação.

Tabela-Cosmeticos

 

Comércio Eletrônico

Um dos mais expoentes setores econômicos do país, o e-commerce se tornou um segmento de tamanho crescimento que as transportadoras estão se especializando cada vez mais nos transportes de suas cargas.

Segundo o relatório WebShoppers 2015, da e-bit, o e-commerce brasileiro registrou um aumento nominal de 16% no primeiro semestre de 2015, se comparado com o mesmo período de 2014, chegando a um faturamento de R$ 18,6 bilhões. Dentre os setores mais importantes dentro do comércio eletrônico, as que mais apresentaram crescimento no período em volume financeiro foram eletrodomésticos e telefonia/celulares, registrando crescimento nominal de 41% e 53%, respectivamente. Os setores que apresentaram queda no faturamento foram eletrônicos (-17%) e moda e acessórios (-8%).

Em 2015, as lojas atuaram mais na diminuição do “frete grátis” e, por consequência, o valor total movimentado no e-commerce com frete passou de R$ 544 milhões no primeiro semestre de 2014 para R$ 660 milhões no primeiro semestre de 2015.

E foi nesta, a quarta categoria premiada do dia, que a Rápido Transpaulo recebeu o seu segundo Prêmio do Transporte 2015. Isto foi possível graças à nota média de mercado alcançada de 3,94, resultado de notas médias obtidas em custo-benefício (4,50), nível de serviço (4,25), capacidade de negociação (3,75), gestão da qualidade e tecnologia e informação (3,50).

A segunda colocada foi a JadLog Logística (Fone: 11 3563.2000), com média de mercado de 3,89 pontos. “Este prêmio é muito importante ao segmento de transporte de e-commerce, já que todos os transportadores almejam estar lá, entre os primeiros, sabendo que foram eleitos por aqueles que contratam nossos serviços. Não há mérito maior”, afirma Sandro Yokomizo, gerente de franchising da companhia. E as notas médias que levaram a transportadora ao pódio foram 4,00 para custo-benefício, capacidade de negociação e tecnologia e informação, e 3,67 para nível de serviço e gestão da qualidade.

“A proximidade com o cliente foi determinante para estarmos no topo. A RTE Rodonaves possui mais de 150 pontos de atendimento em sete estados com toda estrutura de serviço. Através desta proximidade identificamos as necessidades, discutimos o melhor plano de trabalho e construímos junto com nossos clientes o modelo de atuação”, justifica Murilo Alves, diretor adjunto de mercado da RTE Rodonaves (Fone: 16 2101.9905), sobre o terceiro lugar conquistado pela companhia. As notas médias de nível de serviço (4,40) e custo-benefício (4,20) foram as maiores obtidas pela transportadora, que terminou com nota média de mercado de 3,88.

Tabela-Comércio-Eletrônico

Eletroeletrônico

Os três vencedores da categoria de Eletroeletrônicos ficaram entre as três posições de, pelo menos, mais uma categoria do Prêmio Top do Transporte 2015. A TNT Mercúrio, por exemplo, foi a maior vencedora do dia, levando cinco prêmios (veja o box da página 35). Nesta categoria, foi campeã em nota média de mercado, subindo ao primeiro lugar do pódio com 4,08 pontos. As médias de capacidade de negociação (4,40), nível de serviço, gestão da qualidade e tecnologia e informação (4,20) e custo-benefício (3,50) garantiram o topo do pódio.

Para Sérgio Quintal, gerente comercial da Patrus Transportes Urgentes (Fone: 31 2191.1000), a segunda colocada do segmento, o reconhecimento do setor de eletroeletrônico, além do farmacêutico, outro em que a companhia saiu consagrada, desta vez com a primeira colocação, agrega valor ao negócio, pois vem direto dos embarcadores, e faz alavancar os negócios em relação aos outros players desses mercados. As médias atingidas pela companhia em capacidade de negociação (4,25), nível de serviço, gestão da qualidade, tecnologia e informação (4,00) e custo-benefício (3,75), resultando em média de mercado de 4,00 pontos, levaram a companhia à segunda posição.

A Alfa Transportes ficou com a terceira colocação da categoria, com média de mercado 3,92, fruto das notas de gestão da qualidade (4,67), nível de serviço (4,33), tecnologia e informação (4,00), custo-benefício (3,67) e capacidade de negociação (3,33).

Tabela-Eletroeletronica

Farmacêutico

Com um grande leque de opções de movimentação, a indústria farmacêutica voltou a figurar entre um dos principais setores do transporte rodoviário em 2015. O segmento nomeou novamente mais de 20 opções para o transporte de um dos produtos mais delicados da economia brasileira.

Não à toa, as três vencedoras do setor farmacêutico aferiram alta pontuação, sempre acima dos quatro pontos de média final. Pela ordem, a primeira colocada foi a companhia Patrus Transportes Urgentes, com 4,37 de média de mercado. A seguir ficaram a Ativa Distribuição e Logística (Fone: 11 2902.5000), com 4,22 pontos, e a Polar Transporte Rodoviários (Fone: 19 3765.9999), com 4,14.

A dificuldade de se transportar um remédio, seja ele para qual natureza for indicado, é destacada pelas empresas. As companhias sabem da responsabilidade que têm e atrelam ao embarcador a confiança em entregar o produto do modo que ele saiu da fábrica. “O embarcador está diretamente envolvido na operação, pois é ele quem contrata o serviço de transporte. Desta forma, o reconhecimento dos embarcadores demonstra que a empresa está realizando um bom trabalho de acordo com a necessidade dele”, explica Agnaldo Santos, diretor operacional da Polar.

Ainda de acordo com Santos, “a importância do prêmio se dá pela confiança que nossos clientes criam ao utilizar serviços de uma empresa que passou por avaliação do mesmo segmento deles, ou seja, se os concorrentes confiam nesse transportador, significa que a atenção passa a ser voltada a esse transportador”.

Tabela-Farmaceutica

Metalurgia e Siderurgia

Em um segmento bastante exigido pelo embarcador, o setor de metalurgia e siderurgia voltou a figurar no Prêmio Top do Transporte 2015 com médias finais abaixo dos quatro pontos. São poucos os setores que registraram essa pontuação, ainda mais para um segmento com mais de dez transportadoras indicadas ao prêmio.

O vencedor desta edição foi a Lenarge Transportes (Fone: 31 3507.6200), com 3,90 pontos de média final. Os principais índices da empresa foram o nível de serviço e a gestão da qualidade, bem avaliadas em 4,5 pontos. “Essa premiação nos desafia a melhorarmos continuamente e mantermos altos padrões de atendimento e poder figurar de forma permanente nesta galeria”, destaca Marcio Afonso de Moraes, diretor-presidente da empresa.

Além da Lenarge, completaram o pódio e muito próximas a D’Granel Transportes (Fone: 31 3503.3000), com 3,89 pontos, e a Transporte Camillo dos Santos (Fone: 32 3539.2299), 3,86 pontos.

A vice-líder, inclusive, avaliou o porquê de ser escolhida como umas das melhores do setor siderúrgico e metalúrgico. Para o gerente administrativo da D’Granel, David Lopes, o foco no cliente foi o principal motivo pelo reconhecimento do mercado. “Em nosso entendimento fomos escolhidos por pensarmos sempre em nossos clientes, razão de nosso negócio”, explicou Lopes.

Ainda de acordo com a D’Granel, ser reconhecido neste segmento significa que o pensamento dos embarcadores e da própria transportadora está alinhado. Agora, a intenção não é apenas manter este nível de serviço, mas até ampliá-lo nos próximos anos: “vamos continuar focados em atender e superar as expectativas de nossos clientes, para que possamos figurar entre as melhores nos próximos anos”, encerrou Lopes.

Tabela-Metalurgica

 

Móveis

Em um setor decidido por um centésimo de ponto, a Gartran Logística (Fone: 47 3371.4810) levou a melhor sobre a Olinda Transportes (Fone: 62 3954.3213) e foi eleita a melhor transportadora no setor de móveis em 2015. A companhia registrou 4,08 pontos de média final e foi Top do Transporte pela primeira vez. A Olinda Transportes ficou com 4,07 e levou a “medalha de prata”. Fecha o Top 3 do segmento moveleiro a Práttica Logística (Fone: 54 3388.5100), com 3,90 pontos de média final. O mercado indicou 11 empresas neste segmento.

A disputa pelo primeiro lugar foi tão intensa que ambas as transportadoras registraram quatro pontos ou mais – em um universo de zero a cinco pontos – em quase todas as avaliações. Destaques ficam para as notas 4,33 de nível de serviço da Gartran, e 4,33 de tecnologia da informação da Olinda.

Para o sócio proprietário da Práttica Logística, André Ravanello, a posição entre os vencedores se dá pelo conjunto do trabalho entregue ao embarcador. “Atribuímos este prêmio ao trabalho, empenho, dedicação da nossa equipe e ao atendimento eficaz junto aos nossos clientes, sempre buscando conhecer as necessidades e particularidades de cada um. O principal diferencial da Práttica é a postura proativa ligada, principalmente, à gestão de recursos financeiros, custos e de pessoas”, atribui o executivo.

Ele destaca também as dificuldades que o Brasil enfrentou de 2014 para cá e a importância de conseguir se manter entre uma das melhores transportadoras do País. “A Práttica Logística faz parte da premiação e ficou entre os primeiros colocados em todas as edições que participou. Ficamos muitos honrados, apesar das dificuldades apresentadas neste ano. Este prêmio é de suma importância para nós, num setor onde houve muitas mudanças, pois chega em um momento de dificuldades e só vem fortalecer a nossa marca no mercado”, complementa Ravanello.

Tabela-Moveis

 

Papel e Celulose

No segmento – Papel e Celulose – que teve menos transportadoras indicadas ao prêmio Top do Transporte 2015, a JSL (Fone: 0800 0195 755) conseguiu boa pontuação e foi eleita a melhor. Com marcas altas, a empresa não teve nenhuma avaliação abaixo dos quatro pontos e encerrou a votação com média final de mercado de 4,28.

No segundo lugar ficou a Alfa Transportes, com média final 3,81, e a Jamef Encomendas Urgentes (Fone: 11 2121.6100) completou o pódio na terceira colocação, com média 3,50. O segmento apresentou os índices dinamismo, pontualidade e informação como os itens mais importantes e, mesmo assim, os transportadores conseguiram agradar a indústria do papel.

A vencedora JSL destacou que não apenas os próprios esforços são necessários para se dar bem no mercado, mas também a capacidade de entender o que o empresário necessita. “A empresa tem como principais diferenciais a sua diversificação, com o maior portfólio de serviços logísticos no segmento rodoviário do Brasil, e a sua forte cultura empresarial na ação de cada um de seus colaboradores. Isso serve para buscar fazer valer, a todo o momento, o lema: Entender para atender”, revela Fábio Marques Velloso, diretor executivo de desenvolvimento de novos negócios da JSL.

Tabela-MetodologiaAs transportadoras também garantem que ninguém trabalha com o objetivo de ser premiado, mas que o Top do Transporte reconhece os esforços das equipes de logística. Velloso destaca a importância do setor de Papel e Celulose e garante que a conquista motiva toda a empresa. “Eles [os prêmios] nos motivam e revigoram para continuar acordando todos os dias como se fosse o primeiro. O segmento de papel e celulose sempre esteve na vanguarda do desenvolvimento industrial brasileiro, com tecnologia e pesquisas de ponta, produtos reconhecidos mundialmente, e que sempre investiu em prestadores de serviço de qualidade que contribuíssem para o crescimento da indústria e aumento de sua competitividade. Nesse sentido, entendemos ser extremamente importante a existência desse Prêmio que avalia e reconhece as empresas que prestam serviço para o setor”, afirma o diretor da JSL.

Para Ivani da Rocha Maciel, do setor de marketing da Jamef, os diferenciais da companhia, que a levaram ao pódio da premiação, estão atribuídos a uma equipe capacitada, especializada no manuseio e cuidados com a integridade das cargas. Também está ligado ao relacionamento e atendimento personalizado dado, “levando à compreensão deste seleto público que todo o trabalho desenvolvido está alinhado e voltado para levar sempre o melhor para os nossos clientes”, explica.

Tabela-Papel

 

Plásticos

A indústria de plásticos foi bastante exigente com seus transportadores em 2015 e definiu como Top do Transporte a seguinte ordem: Veneto Transportes (Fone: 11 2131.6400), TW Transportes e Logística (Fone: 54 3330.3900) e a Transportes Translovato (Fone: 54 3026.2777). Os embarcadores não nomearam muitas empresas de transporte, o que acirrou a disputa desta temporada.

A Veneto recebeu 4,03 pontos de média final do embarcador. Já a TW Transportes ficou com 3,70 e a Translovato com 3.61. Os maiores pontos vieram dos critérios de nível de serviço e tecnologia da informação. Para a supervisora de marketing da Translovato, Bruna Grillo Lovato, o prêmio é reflexo de investimentos justamente nestes campos onde a empresa foi bem avaliada, além da mão de obra. “As pessoas são o que fazem a Translovato avançar a cada ano. Além disso, os investimentos que a empresa realiza nas áreas de tecnologia, segurança, estrutura, frota e pessoas fazem com que ela consolide a sua marca”, diz a executiva.

Criado há nove anos, o prêmio também é motivo de orgulho para as empresas. A honraria se estabeleceu no mercado e hoje é enaltecida pelas transportadoras vencedoras. “Para a Translovato é uma honra ganhar o Top do Transporte, visto que este é um prêmio sério e reconhecido no mercado. Ficamos muito contentes em sermos reconhecidos pelos embarcadores”, completa Bruna, da Translovato.

Tabela-Plastico

 

Produtos Veterinários

O setor de transportes para a indústria de produtos veterinários apresentou uma boa relação de empresas indicadas ao Prêmio Top do Transporte 2015 e elegeu a Ativa Distribuição e Logística como a melhor. A companhia ficou com média final 4,28 pontos, o que a colocou na frente de 11 transportadoras.

Em até cinco pontos possíveis, a Ativa sempre esteve acima de quatro para os embarcadores que a avaliaram. Sendo assim, não foi difícil alcançar mais um pódio. A marca é importante em um segmento que tem exportado cada vez mais para os países vizinhos e para os Estados Unidos. Somente o Paraguai é responsável por 10% das exportações brasileiras.

Logo atrás da primeira colocada, o prêmio consagrou a Alfa Transportes, com média final 4,23, e a RTE Rodonaves, em terceiro, com média 4,09. Tradicionais, a Alfa e a Rodonaves também ficaram entre as três primeiras em outras categorias.

De fato, o trabalho de todas as concorrentes deste setor terá que ser melhor no próximo ano, pois, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), a produção de Pet Food – alimento completo industrializado – não atingiu metade da capacidade em 2014. Em contrapartida, em 2015 o mercado deve crescer e o trabalho dos transportadores também vai aumentar.

Tabela-Veterinarios

 

Químico e Petroquímico

A indústria química e petroquímica foi muito bem servida no Top do Transporte 2015. Com notas altas, o segmento indicou sete transportadoras, sendo que as três vencedoras ultrapassaram as médias finais de quatro pontos em um máximo de cinco. A campeã deste ano foi a Efitrans Transportes (Fone: 41 3071.4747), com 4,11 pontos de média final.

Os embarcadores também avaliaram bem a segunda colocada, a Transportes Cavalinho (Fone: 54 3511.8000), com 4,10, e a terceira Transal – Transportadora Salvan (Fone: 48 3411.1000), com 4,02. Ótimas notas e boas avaliações para todas, sobretudo no custo–benefício, nível de serviço e gestão da qualidade.

O gerente comercial da Transal, Conrado Mazzucco, detalha o porquê ele acredita que o mercado reconheceu a companhia como Top do Transporte na indústria química e petroquímica. Entre outras coisas, ele destaca a cobertura de entrega da Transal. “Acredito que foi por estarmos atendendo a todas as necessidades de nossos clientes. Um diferencial seria a política do ‘ganha-ganha’, na qual buscamos alinhar nossos custos em prol do cliente. Outra questão seria a total cobertura que proporcionamos ao embarcarmos as mercadorias de nossos clientes, seguro da carga, qualidade de atendimento e por contarmos com uma TI engajada em fornecer as informações necessárias”, revela Mazzucco.

Ainda segundo o gerente da Transal, ser reconhecido pelo embarcador químico e petroquímico é um diferencial muito grande. Ele avalia que as condições difíceis deste tipo de transporte engrandecem ainda mais a conquista. “É muito significativo ter o reconhecimento de nossos clientes por se tratar de uma operação muito delicada, seja no transporte em si, em relação à logística aplicada, seja no manuseio dessas mercadorias, que exigem todo um cuidado especial. Com tudo, esse Prêmio Top Transporte, para a Transal, é de extrema importância, e temos consciência de que devemos investir cada vez mais, buscando, assim, o melhor para nossos clientes”, finaliza o executivo.

Tabela-Quinica-Petroquimica

Têxtil

No segmento com o maior número de empresas indicadas ao prêmio, a Bauer Cargas (Fone: 49 3319.3000) foi eleita Top do Transporte 2015 para a indústria têxtil. Com média final 4,56 pontos, avaliada pelos embarcadores, a empresa de transportes é uma das únicas a ter como a avaliação mais baixa notas 4,33 em quaisquer critérios.

Completaram o pódio do setor têxtil a MTR Logística (Fone: 47 3321.2100) e a TC Blumenau Transportes de Cargas (Fone: 47 3221.0600), ambas empatadas na segunda posição, com 4,22 pontos de média. Por fim, a Ativa Distribuição e Logística fechou o Top 3, com 4,21 pontos.

De acordo com o diretor de marketing e vendas da campeã Bauer Cargas, Robinson Tomaschitz, a escolha do mercado reflete a adaptação da empresa para continuar atendendo bem seus clientes. “Atribuímos a conquista do Prêmio Top do Transporte 2015 a nossa capacidade de reação às mudanças do mercado, objetivando sustentar resultados diferenciadores aos negócios de nossos clientes. Velocidade, foco e flexibilidade são os nossos diferenciais competitivos”, explica o executivo.

Já a MTR Logística enaltece o prêmio da indústria têxtil no principal segmento em que a transportadora trabalha. Para o gerente comercial e nacional de operações da companhia, Jaison Buzzi, o prêmio confirma o método de prestação de serviço da empresa. “O reconhecimento do mercado de prestar serviço de qualidade e com custo-benefício em um setor que é o principal segmento de atuação da MTR, além de ser gratificante, é fundamental para a afirmação de nossas metas. Nosso objetivo é atender com qualidade e baixo custo o setor têxtil, detentor de 40% de nossa receita”, atribui Buzzi.

Tabela-textil

 

Transporte Rodoaéreo

Neste ano, o Prêmio Top do Transporte inaugurou duas novas categorias e uma delas foi o rodoaéreo. Com uma metodologia diferente dos demais setores, o transporte rodoviário e aéreo premia os ganhadores com base no voto direto, igual o Prêmio Preferência Nacional.

Sendo assim, a TNT Mercúrio foi a grande vencedora desta nova categoria, com 15 votos. Logo atrás, dividiram a segunda posição a Braspress Transportes Urgentes e a FedEx Brasil (Fone: 0800 014 5555), com 12 votos cada uma. Já a JTT Soluções Logísticas (Fone: 47 3037.4550) encerrou o Top 3 com cinco indicações.

Para a FedEX Brasil, estar entre os primeiros do setor rodoaéreo é reflexo dos investimentos da matriz da companhia em nosso País. De acordo com o diretor de marketing e comunicação corporativa da Divisão América Latina e Caribe da FedEx Express, Guilherme Gatti, o trabalho em reduzir custos é um exemplo do que ajuda a empresa a se destacar. “A FedEx tem investido fortemente na operação brasileira, principalmente em iniciativas que possibilitem redução de custos e melhoraria dos serviços. Acreditamos, também, que o mercado tem reconhecido nossos esforços para aumentar a sinergia entre as operações internacional e doméstica, otimizar rotas e implementar sistemas integrados de logística e transporte”, acrescenta o executivo da FedEx.

O diretor administrativo e operacional da JTT Log, Jefferson Stahelin, avaliou a conquista e revelou o que significa ser uma das transportadoras vencedoras no setor rodoaéreo. “A obtenção deste prêmio nos dá uma visibilidade para o mercado, ressaltando a JTT Log como uma empresa que se destaca entre grandes companhias de porte nacional e internacional. Para o segmento, o prêmio traz a referência e motiva a todos a investir em qualidade, para que possam também conquistar esta honraria”, destaca o executivo.

Já o reconhecimento por parte do embarcador mostra à JTT Log que os esforços e investimentos estão no caminho certo. “Com o reconhecimento dos clientes, através deste prêmio e acompanhando os gráficos de eficiência apresentados pelos próprios clientes, temos a segurança de que nossos investimentos estão sendo feitos em áreas que refletem diretamente em satisfação, reconhecimento e fidelização do mercado frente a nossa atuação”, complementa Stahelin.

Tabela-Rodoaereo

 

Transporte Rodoviário Internacional

Na segunda categoria estreante no Top do Transporte 2015, o Rodoviário Internacional foi mais um dos segmentos do prêmio a consagrar a TNT Mercúrio com o primeiro lugar.

Além da TNT, a BTR Bartholo Transportes Rodoviários (Fone: 45 3522.1201) e a Kuehne + Nagel (Fone: 11 3468.8000) também foram agraciadas na categoria. A metodologia de indicação deste setor é igual à dos prêmios Preferência Nacional e rod

webinar
webinar
Retrak
savoy
postal
Expo
Agronegocio
Farma
Carbono