Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Tecnologia 18 de novembro de 2021

Supermercado no interior do PR elimina divergência de preços e otimiza gestão com etiquetas eletrônicas

unnamed (23)

Tecnologias avançadas para o setor varejista são cada vez mais acessíveis para lojistas de qualquer porte ou localização geográfica. Dessas soluções, as etiquetas eletrônicas de prateleira (ESLs) estão entre as mais adotadas por comerciantes e supermercadistas Brasil afora. Além de otimizar o processo de atualização de preços e melhorar a comunicação visual nas gôndolas sobre valores e ofertas especiais, todos buscam aprimorar a gestão operacional do ponto de venda.

 

A democratização da tecnologia e o amplo acesso às ESLs pode ser exemplificado por um tradicional estabelecimento localizado em Castro, no interior do Paraná. Fundado em 1973 ainda como uma mercearia e que até hoje mantém suas raízes 100% familiares, o Supermercado Iapó conseguiu reunir a necessidade de automatizar as operações da loja com melhorias na gestão e na qualidade da experiência entregue para os clientes.

 

Desde 1998, quando seus sócios começaram a substituir máquinas digitadoras por computadores, a constante informatização sempre fez parte da rotina do Supermercado Iapó. A partir do início da década de 2010, os gestores da loja passaram a concentrar esforços em implementar tecnologias capazes de dar apoio à gestão e às vendas.

 

Foi nesse contexto que as etiquetas eletrônicas foram identificadas como a melhor solução para facilitar a alteração dos preços informados aos clientes e agilizar a comunicação de ofertas e informações adicionais, usando diferentes layouts – quesitos importantes para aumentar a margem de lucro de alguns produtos. Ao mesmo tempo, era preciso garantir ampla visibilidade sobre as atualizações das etiquetas, algo que não era possível antes da automação que substituiu as tags impressas.

 

A partir de indicações de outros parceiros, a liderança do Supermercado Iapó chegou às etiquetas eletrônicas presentes no portfólio da Seal Sistemas – maior integradora de soluções de mobilidade do Brasil e líder nacional em computação móvel e captura automática de dados.

 

“As etiquetas eletrônicas eram o passo seguinte natural no processo de modernização operacional da nossa loja – e também dentro do nosso entusiasmo em contar com o que há mais avançado em tecnologias para o varejo. A escolha pela Seal Sistemas foi motivada pelos recursos únicos das ESLs presentes em seu portfólio, entre eles a operação baseada na nuvem e a automatização do monitoramento dos preços da loja”, Djalma Oliveira, TI no Supermercado Iapó. O executivo ainda aponta que o processo ágil de implementação e a qualidade do suporte técnico também pesaram a favor da solução.

 

Integração com ERP e infraestrutura da loja

 

Foram cerca de 6.800 etiquetas eletrônicas implementadas em toda a loja, inclusive em áreas de produtos perecíveis, como mercearia e FLV (seção de frutas, legumes e verduras). A solução cobriu uma área de vendas de mais de 1.600 metros quadrados, que abrigam até 16 mil itens ativos. As ESLs ainda operam de forma integrada com a infraestrutura e o software ERP que já eram utilizados pelo Supermercado Iapó, o que permite que as tags exibam novos dados automaticamente, tão logo sejam imputados no sistema.

 

Todo o processo de implementação das etiquetas eletrônicas, incluindo a instalação de antenas Wi-Fi e o treinamento realizado junto aos 95 colaboradores da loja, foi conduzido presencialmente pela Seal Sistemas e levou apenas uma semana para ser concluído.

 

Os resultados tampouco demoraram a aparecer. As ESLs eliminaram o tempo antes gasto pelos colaboradores para substituir as etiquetas impressas – um trabalho diário que, pelas manhãs, consumia até 1 hora e meia do expediente dos funcionários envolvidos. Se antes era preciso reimprimir as tags, identificar o produto às quais elas se referiam e instalá-las manualmente nas gôndolas de cada seção, atualmente a equipe só precisa se preocupar em manter as gôndolas abastecidas, com “tempo zero” gasto nas trocas de preços.

 

Outra vantagem importante foi a eliminação da divergência de preços entre a gôndola e o caixa – na maioria das vezes, pela falta de sincronia na atualização dos preços. O fato de a troca manual das etiquetas impressas impossibilitar a mudança imediatada dos valores informados aos clientes trazia o risco de perdas e insatisfação.

 

“A flexibilidade das soluções tecnológicas que oferecemos para dezenas de milhares de lojas em todo o Brasil, incluindo um milhão de etiquetas eletrônicas instaladas, as tornam acessíveis para uma grande variedade de lojistas, não importa a localização ou o segmento. O Supermercado Iapó mostra como tecnologias avançadas estão sendo amplamente disseminadas pelo mercado, dentro da nossa missão de apoiar a transformação dos negócios em linha com as mudanças do mercado de consumo”, afirma Wagner Bernardes, CEO da Seal Sistemas.

 

Os benefício das ESLs foram tão notáveis que a liderança do Supermercado Iapó já considera ampliar a implementação da tecnologia ao passo que o processo de expansão da loja é colocado em prática – sem nunca deixar de lado sua filosofia focada em investir nas últimas tecnologias e inovações para o mercado varejista, mesmo fora das grandes redes e das capitais brasileiras.

webinar
webinar
alperseguros
fronius
Retrak
savoy
postal