Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Economia 26 de agosto de 2021

Terceirização de processos de negócios movimentará até €400 milhões em 2025

Com as mudanças relacionadas à pandemia, o setor de logística – que já está passando por demandas cada vez mais complexas dos clientes, com mais focados em e-commerce e economia digital – tem se expandido para novos mercados e garantido o fornecimento de mercadorias com rapidez e segurança , agilidade e adaptabilidade.

De acordo com Rogério Falzoni, diretor executivo do Gi BPO, divisão de soluções customizadas de Business Process Outsourcing da Gi Group Brasil, a pressão inesperada da pandemia sobre a rede de logística destacou como as empresas precisam ser resilientes e altamente flexíveis. “O desenvolvimento tradicional de estratégias de médio e longo prazo está efetivamente extinto. Então, isso levanta a questão: ‘para onde ir a partir daqui?’”, questiona Falzoni. “A partir deste cenário, precisamos que as soluções sejam flexíveis e seguras”.

Estima-se que a terceirização de processos de negócios (BPO) chegará a € 350-400 milhões em 2025. “Esses números demonstram que as organizações estão dispostas a investir em terceirização, porque entendem que há inúmeras vantagens como a otimização da cobertura de pessoal e dos processos, suporte de melhoria em procedimentos e fluxos de trabalho”, explica o diretor.

Para as empresas de logística, é recomendado um diagnóstico aprofundado da logística na fábrica, com foco na eficiência e análise de dados de produtividade (incluindo KPIs esperados) e uma análise da força de trabalho interna e processos (essenciais e não essenciais ao negócio). “Desta forma, utilizamos os insights baseados em dados para aumentar a produção e os lucros com medidas como corte de custos de produção, transformação de custos fixos em variáveis, simplificação de gestão e pessoal, entre outras ações”, exemplifica Falzoni.

No Gi BPO, o trabalho é estruturado em três áreas principais:

• É usado um modelo de remuneração baseado em resultados, vinculado a controles profissionais de produtividade diária que medem o ROI para cada investimento.

• A terceirização tradicional é caracterizada por contratos de curto prazo. Isso significa que a empresa se torna incapaz de adotar estratégias ou investimentos de longo prazo. Por outro lado, um contrato com maior tempo vigente implica uma perspectiva de 360 ​​° e a possibilidade de soluções necessárias.

• Os contratos da Gi BPOs são específicos do mercado e detalhados, com legislação, regulamentação e relações sindicais que permitem definir KPIs que contornam possíveis questões de litígio.

“Nosso objetivo é encontrar o equilíbrio entre a jornada de trabalho e a vida familiar, valorizar a diversidade e outros cuidados para formar uma equipe satisfeita e bem-sucedida. A nossa abordagem e as operações são adaptadas de acordo com a formação cultural do local em questão, assim, principalmente no setor logístico, proporcionamos a estrutura necessária para que as empresas garantam um atendimento de excelência aos seus clientes”, conclui o diretor executivo do Gi BPO, Rogério Falzoni.

webinar
webinar
Retrak
savoy
postal
Expo
Agronegocio
Farma
Carbono