Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube
Ferroviário 3 de agosto de 2020

VLI e Aperam ampliam parceria em 300% para logística de cargas pela ferrovia

A VLI, companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos, e a Aperam, produtora integrada de aços planos inoxidáveis, elétricos e de aços planos especiais de carbono, estão ampliando o hall de itens movimentados pelos trilhos. Na comparação com o ano passado, a previsão é que a parceria entre as empresas seja ampliada em 300%, criando opções de rotas e aumentando o volume de cargas no modal ferroviário.

Uma das ampliações foi direcionada à logística de abastecimento de matérias primas que são utilizadas nos altos-fornos da usina da Aperam, em Timóteo, MG, no Vale do Aço, e que passaram a chegar pelos vagões da VLI desde o mês de janeiro. A empresa conta com uma conexão ferroviária em sua unidade e essa nova logística é feita utilizando terminais intermodais, que conferem mais eficiência ao processo. Outro fluxo que integra o incremento previsto para este ano foi o de envio de placas de aço para o mercado externo. O produto sai do interior de Minas Gerais para embarque no Espírito Santo.

Para o presidente da Aperam, Frederico Ayres Lima, as novas rotas refletem a constante busca da empresa pelo aperfeiçoamento de suas operações e a ampliação da sustentabilidade em seus processos. “A Aperam tem forte compromisso com a qualidade de seus produtos e a preservação do meio ambiente. Acredito que essa diversificação da matriz logística da empresa traz uma importante contribuição socioambiental para as regiões onde atuamos” afirma Ayres Lima.

De acordo com Maurício Rodrigues, gerente executivo de logística da Aperam, o modal ferroviário ajuda a reduzir muito os impactos sociais e ambientais gerados pela movimentação de insumos e produtos. “Temos fluxos de grande porte e a operação nos trilhos nos permitiu tirar cerca de 1.300 caminhões por mês das rodovias. Nesse ponto, a parceria com a VLI para desenvolvimento de novas estratégias logísticas que garantissem, principalmente, uma alternativa mais limpa de abastecimento utilizando a ferrovia, foi essencial para o sucesso desses projetos”, pontua.

Além dessas novas rotas, a ferrovia já movimentava bobinas de aço carbono da Aperam entre o Vale do Aço e o terminal de Santa Luzia, MG, da VLI, na região metropolitana. O espaço serve como um Centro de Distribuição avançado e atende clientes da Aperam de diversas regiões.

“O modal ferroviário, seja para o transporte de matérias primas ou de produtos acabados, é um meio logístico eficaz e que permite ganhos de escala, reduzindo os impactos social e ambiental, além de fornecer mais previsibilidade e garantia da cadeia de produção, potencializando os resultados dos nossos clientes”, finaliza Fabiano Lorenzi, diretor Comercial da VLI.

Santa Luzia_MG, 14 de maio de 2014 Corporativo / VLI Producao de banco de imagens para a VLI, empresa de logistica que integra ferrovias, portos e terminais com ativos proprios e de terceiros.  Imagens produzidas na unidade mineira de Santa Luzia. Foto: NIDIN SANCHES / Divulgacao

Santa Luzia_MG, 14 de maio de 2014
Corporativo / VLI
Producao de banco de imagens para a VLI, empresa de logistica que integra ferrovias, portos e terminais com ativos proprios e de terceiros.
Imagens produzidas na unidade mineira de Santa Luzia.
Foto: NIDIN SANCHES / Divulgacao

Newsletter
Cadastre-se aqui

SDO Equipamentos
Top do Transporte
Top do Transporte
Fronius Patrocinador
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Retrak
Savoy
JLL
JLL