Facebook Twitter Linkedin Instagram
Condomínio logístico 8 de novembro de 2017

Condomínios logísticos do Estado de São Paulo apresentam queda na taxa de vacância

Mais uma vez, a absorção líquida do mercado de condomínios logísticos do Estado de São Paulo foi positiva, 123 mil m². Esta foi a segunda vez que o mercado fechou o período com absorção positiva no ano, no trimestre anterior a absorção foi de 155 mil m². A absorção positiva contribuiu para a queda na taxa de vacância neste terceiro trimestre do ano, passando de 30% para 28%. Os dados são da Colliers International Brasil.

As maiores absorções líquidas do período foram registradas em Guarulhos, 95 mil m², seguido por Jundiaí, 23 mil m². Cajamar e Vale do Paraíba apresentaram absorções negativas, – 6 mil m² e – 8 mil m², respectivamente.

Em relação às taxas de vacância, as maiores taxas são encontradas no Vale do Paraíba (51%), Sorocaba (48%) e Piracicaba (46%). Os índices mais baixos estão em Embu (15%), São Paulo (18%) e Grande ABC (21%).

Quanto aos preços médios pedidos de locação, o mercado segue estável, fechando o terceiro trimestre em R$ 19,00 m² / mês, mesmo valor cobrado no período anterior. Os preços mais altos são encontrados no Grande ABC, R$ 23,00 m² /mês, São Paulo e Barueri, R$ 22,00 m² / mês, e Guarulhos, R$ 21,00 m² / mês.

O mercado de condomínios logísticos do Estado de São Paulo não recebeu novo inventário neste trimestre e segue com 8.092 milhão de m², sendo que os maiores inventários estão em Cajamar, 1.274 milhão m², Jundiaí, 1.150 milhão m², e Guarulhos, 1.086 milhão de m².

Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Maplink Toyota
LOGCP
Retrak
Paletrans
Alphaquip
Assine a Revista Logweb
Assine a Revista Logweb
Top do Transporte