Facebook Twitter Linkedin Instagram
Intermodal 29 de março de 2019

Intermodal South America completa 25 anos e mostra que setores de logística, transporte e comércio exterior estão prontos para novos desafios

Ao longo de 25 anos, a Intermodal South America acompanha as transformações do País. Três presidentes, planos econômicos, crises mundiais, cenários otimistas e pessimistas fizeram e fazem parte do maior evento das Américas direcionado para os setores de logística, transporte de cargas e comércio exterior. E é justamente em momentos como este, quando um novo presidente assume os destinos da nação, que a feira mostra a sua força e importância de apontar os rumos que o setor produtivo vai seguir nos próximos anos.

“Um governo que assume com o compromisso de romper com muitas das políticas de gestões anteriores sempre provoca um suspense no mercado. Esta 25ª edição da Intermodal South America mostrou, no entanto, que o momento é de retomada e de pensar positivamente. O ambiente de negócios foi intenso e novas parcerias foram consolidadas ao longo do evento. O balanço da feira é de que o País pode contar com os segmentos de logística, transportes de cargas e comércio exterior para promover o desenvolvimento. O setor está preparado”, salientou Marco Basso, presidente da Informa Exhibitions.

A Intermodal South America reuniu, entre os dias 19 e 21 de março, um público formado por executivos com alto poder de decisão, para conferir as soluções, produtos e serviços de 400 marcas expositoras de 22 países. Esta é a primeira edição da feira organizada pela Informa Exhibitions que, em junho de 2018, tornou-se o grupo líder em serviços de informação B2B e o maior organizador de eventos B2B no mundo.

O evento contou, também, com a presença do governador do Paraná, Ratinho Junior, e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado. “Na Intermodal negociamos com o mundo. Participamos do evento com o estande dos Portos do Paraná (nova denominação para Appa – Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina) para divulgar nossa estrutura, buscar empresas e parceiros que queiram investir no nosso estado. Queremos transformar o Paraná no hub logístico do Brasil e da América do Sul”, salientou o governador paranaense, destacando o papel estratégico do evento.

Carlos Brandão, vice-governador do Maranhão, também esteve na Intermodal South America no primeiro dia. “Sou frequentador assíduo da feira e o Governo do Maranhão faz questão de participar do evento pela importância que a atividade portuária tem para o estado. Temos três portos de grande valor estratégico para o nordeste e para o País. Além disso, os segmentos produtivos precisam conversar e a Intermodal é o grande fórum para isso. No gabinete não se decide tudo”, apontou.

“A Intermodal foi um grande sucesso de público e de volume de negócios. Estamos muito satisfeitos porque tivemos a confirmação do mercado que a feira é realmente uma ferramenta para a prospecção de negócios. A próxima edição já tem data marcada, de 17 a 19 de março. Esperamos todos lá”, disse a gerente geral do portfólio de infraestrutura da Informa Exhibitions, organizadora do evento, Márcia Gonçalves.

Empresas celebram o sucesso do evento e destacam o ambiente de negócios

Público altamente qualificado, formado em grande parte por executivos com alto poder de decisão, e um ambiente dinâmico de negócios, impulsionado pela abrangência de toda a cadeia produtiva da logística, transporte de cargas e comércio exterior. Este é o balanço que grandes players expositores da Intermodal South America fazem desta edição comemorativa de 25 anos.

“É a nossa 14ª participação na Intermodal South America e sempre os resultados são positivos. Nesta edição percebemos que a presença de parceiros aumentou e os nossos contatos foram excelentes. Aproveitamos para apresentar nossas novas rotas de transporte transatlântico de frutas pelo Porto de Pecém (CE), além do novo dispositivo de rastreamento em tempo real de cargas secas”, ressaltou Thiago Lopes, gerente de Marketing da América Latina da MSC Mediterranean Shipping do Brasil.

Taine Machado, gerente executiva de Comunicação e Marketing da Brado Logística, destacou que é a oitava participação consecutiva da empresa e que, cada vez mais, a feira é estratégica para a companhia. “Como atuamos com inteligência logística em contêineres, participar da Intermodal South America é extremamente estratégico. Está no nosso calendário de marketing, pensamos em um tema especial para cada edição e quais soluções vamos apresentar. É uma oportunidade de encontrar todo o mercado e, a cada ano, recebemos mais visitantes”, salientou.

“A Ebmac Transportes e Logística participou pela primeira vez da Intermodal South America. Foi uma ótima oportunidade para apresentar a parceiros, clientes e visitantes as diversas tecnologias envolvidas em nossas operações, de forma a agregar valor aos negócios dos clientes, mantendo foco em sustentabilidade”, disse William Oliveira, diretor da empresa, que atua no transporte rodoviário de cargas de alto valor agregado e é um operador logístico com know-how em soluções customizadas para diversos segmentos.

Para Marcelo Caio, presidente da Panalpina Brasil, a Intermodal South America, é uma oportunidade de mostrar ao mercado todas as soluções que a Panalpina oferece para os setores de logística e intralogística. “Os nossos resultados, já no primeiro dia, se apresentaram acima da expectativa nas visitas ao estande e na prospecção de negócios”. Quem também aposta na Intermodal South America para firmar negócios é a Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo). “Já participamos da feira há mais de dez anos. É um evento fundamental para promover negócios entre os nossos parceiros e fixarmos nossa imagem no mercado”, afirmou a superintendente do Porto de Vitória, Raquel Guimarães.

“É de extrema importância para a American Airlines Cargo, pois o público é altamente qualificado e bons negócios são prospectados. O evento estreita o relacionamento com os nossos parceiros. Recebemos, nestes dois dias, mil pessoas em nosso estande”, frisou Denise Contardi, executiva de Vendas da empresa.

Daniela Lemes, gerente de Marketing da Hyster, pensa da mesma forma: “A Hyster já participa da Intermodal South America há vários anos. É um evento forte onde fazemos negócios e nos informarmos sobre as tendências do mercado”. Para Gustavo Guimarães, executivo de Vendas da MRS Logística, a feira une “o ambiente favorável à prospecção de negócios à oportunidade de mostrar os lançamentos e inovações das empresas para o mercado”.

Silvana Ribeiro, gerente de Marketing do Sepetiba Tecon, destacou que a Intermodal South America é o ponto de encontro obrigatório para os setores de logística, transporte de cargas e comércio exterior. “Somos expositores há muitos anos. A feira reúne um público qualificado de executivos, o que sempre traz bons resultados em negócios gerados e prospectados”, ressalta. O diretor da T2S, Ricardo Pupo Larguesa, chamou a atenção para o grande movimento do evento: “Na Intermodal encontramos nossos clientes e também iniciamos conversas que podem se transformar em negócios”.

Marcas apostam em inovação tecnológica para conquistar o mercado

O lançamento de soluções tecnológicas digitais foi um dos destaques dessa 25ª edição da Intermodal South America. Grandes players do mercado de logística, transporte de cargas e comércio exterior aproveitaram a feira para apresentar novidades para conquistar novos parceiros e mercados.

Um exemplo é a Edenred Brasil, que lançou o Freto, uma plataforma totalmente digital desenvolvida para conectar diretamente transportadores autônomos ou frotistas com o embarcador, funcionando como um marketplace da indústria para transporte de carga pesada. “Com o Freto, oferecemos ganhos em agilidade e em redução de um transportador. O match, que é a conexão da disponibilidade da carga com o aceite do trabalho, é feito pelo smartphone e pode levar somente um minuto”, explicou o diretor de Mercado Rodoviário da Divisão de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Thomas Gautier.

A Tora Transportes, empresa que está há 46 anos no mercado, anunciou o investimento de R$ 25 milhões para digitalizar as operações da empresa, que transporta cargas industriais. O montante foi aplicado no Tora Digital, plataforma lançada na feira e que possibilitará contratar transportadores autônomos de cargas por um sistema digital, otimizar recursos, diminuir tempos operacionais e ainda auxiliar os carreteiros a encontrar cargas de retorno, evitando que circulem pelas rodovias vazios, procurando por fretes.

A empresa que desenvolveu a plataforma, de acordo com a diretora-presidente da Tora Transportes, Janaína Araújo, foi a TruckPad. Com a medida, a Tora se tornará a “maior transportadora Uber Freight-like do mundo”.

Autoridades destacam importância da Intermodal para mostrar os caminhos

Os setores de logística, transporte de cargas e comércio exterior mandaram um recado para o novo governo nesta 25ª Intermodal South America: a iniciativa privada está preparada para os novos desafios que o País apresenta. O clima na feira foi de otimismo. “Estamos na Intermodal desde o início e esta edição nos surpreendeu pelo ambiente de negócios. Estamos em um período de mudanças, o que sempre cria um clima de cautela. Não é o caso. Vi empresas firmando parcerias e novas tecnologias sendo apresentadas”, destacou Bayard Freitas Umbuzeiro Filho, presidente da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (Abtra).

A Associação Brasileira de Logística (Abralog) realizou, durante a Intermodal, a XXII edição da Conferência Nacional de Logística. “A Intermodal South America permitiu que os grandes players discutissem os rumos do setor no País. O momento foi o ideal, pois estamos em um período de mudanças que exige a união do segmento”, disse o presidente da entidade, Pedro Moreira. Ao longo de três dias, a conferência abordou temas como Global Supply Chain; Cadeia de Suprimentos Integrada: Indústria, Varejo e E-Commerce; e o Futuro da Logística, Transporte e Infraestrutura.

Para Diogo Piloni e Silva, secretário nacional de Portos do Ministério da Infraestrutura, a Intermodal South America é o ponto alto do calendário de logística do País. “Quando você percorre o evento, você vê toda a força do mercado, com todos os segmentos representados e a presença de grandes players de todo o mundo interessados em negociar com empresas brasileiras. A feira comemora 25 anos em um momento especial para o mercado e para o País”, destacou.

Ele aproveitou o evento para ressaltar a importância do setor privado no novo governo: “Trouxemos para a Intermodal South America uma delegação de profissionais e quase todos os meus diretores estão aqui para discutir com o mercado. Política pública é construída em campo e não em escritórios com ar condicionado. Estamos em momento de transformação na economia com as reformas e a logística é o meio propício para a economia crescer”.

“Os números da Intermodal são impactantes em negócios e na presença de representantes de países de todos os continentes”, frisou Viviane Esse, secretária-executiva adjunta do Ministério da Infraestrutura. Ela destacou, durante o evento, que as mudanças estruturais no ministério foram o primeiro passo para fortalecer uma máquina enxuta e ágil. “Há muitos gargalos e carga parada é perda de dinheiro. Vamos simplificar os processos para que os negócios aconteçam, pois queremos dar condições para que vocês (empresários) cresçam. Um exemplo é a criação da Subsecretaria de Governança e Integridade, que vai consolidar as condições de transparência e processos baseados em critérios técnicos”, explicou.

Jean Carlos Pejo, secretário nacional de Mobilidade e Serviços Urbanos do Ministério do Desenvolvimento Regional, ressaltou a importância da Intermodal South America como o evento ideal para apresentar e discutir as inovações. “É o fórum perfeito para que soluções sejam encontradas para questões tais como a coexistência harmônica entre cidade e porto. A mobilidade é essencial tanto para a qualidade de vida como para o escoamento das nossas riquezas”, disse.

Mudança de perfil foi fundamental para ampliar o sucesso da feira

A decisão adotada em 2018 de incorporar no escopo de expositores empresas relacionadas às operações da armazenagem, distribuição e dos condomínios logísticos, entre outros segmentos da intralogística, refletiu positivamente nesta edição de 25 anos da Intermodal South America.

“De todas as nossas participações, esta foi a mais efetiva em resultados, principalmente pela decisão da Intermodal de expandir a presença do setor de intralogística. Conseguimos ampliar nossos contatos e prospectar potenciais clientes, principalmente de empresas relacionais ao mercado de eletrônicos, que precisam de soluções tecnológicas”, ressaltou Kareen Ratton, gerente de Marketing do Grupo KION.

Augusto Wagner Padilha Martins, diretor geral do Sepetiba Tecon, também destacou o caráter dinâmico do evento: “É uma vitrine da logística do país e do mundo. Para um terminal como o Sepetiba Tecon, é fundamental participar da Intermodal South America, pois atuamos com todos os modais. É o melhor evento para mostrar a nossa capacidade”.

“A participação da WABCO na Intermodal South America foi bastante positiva. Atendemos um grande número de empresas de transporte e logística, um público altamente qualificado, com informações que transmitiram a visão da empresa de chegar a veículos comerciais cada vez mais seguros, mais eficientes e conectados”, pontuou Reynaldo Contreira, presidente da WABCO América do Sul.

“O evento confirmou ser uma vitrine importante, principalmente, para tecnologias para semirreboques, que representam passos a mais na trajetória rumo à condução autônoma. Foi uma oportunidade para demonstrar como a liderança tecnológica da WABCO mobiliza a inteligência dos veículos. Sustentar a diferenciação é o cerne da cultura global e de alto desempenho da nossa empresa e a força motriz por trás do nosso processo contínuo de inovação”, acrescentou Contreira.

Sérgio Gallucci Parisi, diretor Comercial e de Marketing da Tópico, também fez um balanço positivo do evento. “Lançamos nesta edição da Intermodal South America a nossa nova marca e nosso novo conceito de estrutura flexível, comemorando os 40 anos de empresa. Nosso atual desafio é ampliar o nosso mercado e o segmento logístico reunido na feira apresenta clientes em potencial. Nós temos seis filiais espalhadas pelo Brasil e o evento permite essa aproximação com o mercado”.

Qualidade da Intermodal 2019 impressiona profissionais do setor

A 25º edição da Intermodal superou as expectativas dos organizadores e impressionou os profissionais, em sua maioria embarcadores, que marcaram presença nos três dias do evento. “Estou realmente impressionada com o gigantismo do evento e com a qualidade das empresas expondo. Tive a oportunidade de fazer contatos valiosos aqui que, certamente, gerarão negócios futuros”, avaliou Juliana Scaramuzzo, head of Marine da empresa de regulação de sinistros Sedgwick do Brasil.

Eduarda Ferreira, analista da Coiote Brasil Transportadora, ficou surpresa com o dinamismo do mercado apresentado na Intermodal. “Na feira pude conferir como anda a expansão do mercado e fiz muitos contatos com clientes e potenciais clientes que expuseram suas marcas”, afirmou.

Para Tadeu Ascêncio Mello, consultor da L&Q Logística, a feira foi uma oportunidade para se “atualizar sobre o movimento e as inovações, principalmente do segmento de transporte de cargas”.

Antaq prevê que setor portuário brasileiro crescerá 3,5% em 2019

O diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Francisval Mendes, anunciou, durante participação na 25ª edição da Intermodal South America, que a projeção do órgão é de que os portos e terminais em operação no País movimentem 1,156 bilhão de toneladas em 2019, registrando crescimento em torno de 3,5% em comparação com o ano passado. Destacou ainda que, em 2018, houve um crescimento de 13% no transporte de contêineres pela cabotagem, na comparação com o ano anterior. Foram transportados 1,359 milhão de TEUS pelo modal no ano passado.

Mendes apontou, também, as perspectivas de aumento dos investimentos privados no setor portuário. “A ANTAQ realizará as licitações de quatro áreas e suas infraestruturas públicas, sendo três arrendamentos no Porto de Cabedelo, na Paraíba, e um no Porto de Vitória. As quatro áreas totalizam R$ 200 milhões em investimentos e se destinam à movimentação de granéis líquidos, especialmente combustíveis.” Os leilões acontecerão nesta sexta-feira (22), na B3, em São Paulo.

Em 5 de abril, também na B3, a Antaq realizará os leilões de outras seis áreas, sendo cinco no Porto de Belém e uma no Porto de Vila do Conde, todas no Estado do Pará. Essas áreas também movimentarão granéis líquidos, especialmente combustíveis, e somam mais R$ 425 milhões em investimentos.

A 26ª edição da Intermodal South America já tem data marcada e vai acontecer entre os dias 17 e 19 de março de 2020, também no São Paulo Expo, em São Paulo (SP).

Newsletter
Cadastre-se aqui


Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Top do Transporte
Toyota
Translifit
Retrak
Manufacturing Summit Brazil