Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Conteúdo 1 de setembro de 2021

A importância da atualização profissional em logística (ou em qualquer profissão)

O desenvolvimento profissional contínuo, ou CPD do inglês Continuous Professional Development, como o próprio nome diz, é o processo contínuo de desenvolvimento, manutenção e documentação das suas habilidades profissionais.

Essas habilidades podem ser adquiridas formalmente, por meio de cursos ou treinamento, ou informalmente, no trabalho ou através da observação de outros colegas no trabalho, ou seja, o treinamento no local de trabalho, também conhecido como “on the job training”.

Algumas profissões usam o termo “desenvolvimento profissional continuado” de modo formal e exigem que uma certa quantidade de atividades de desenvolvimento seja realizada e documentada a cada ano como condição para manter sua associação, no caso das certificações como dos profissionais de projeto, os PMP – Project Management Professionals (certificados pelo PMI) e SCPro (Supply Chain Professionals) certificados pelo CSCMP, entre outros, ou uma licença para atuar, como é o caso dos pilotos de aeronaves.

Em outras áreas, o CPD pode ser usado de maneira mais informal. O compromisso de aprender e melhorar é, no entanto, geralmente esperado para qualquer profissional, para sua constante atualização.

Em termos gerais, uma profissão é uma carreira para a qual você precisa de uma qualificação profissional. Tradicionalmente, as profissões incluíam direito, medicina, odontologia, engenharia, contabilidade e similares.

A qualificação profissional é um requisito para atuar em algumas profissões, como medicina. Embora não seja absolutamente necessário possuir uma qualificação de logística para trabalhar no setor, por exemplo, qualquer pessoa que deseje fazer uma carreira nessa área é fortemente encorajada a obter qualificações para demonstrar seu conhecimento.

 

O desenvolvimento profissional contínuo

O processo de desenvolvimento profissional deve ser estruturado para ajudá-lo a identificar e agir de acordo com suas próprias necessidades de desenvolvimento.

Isto é, o desenvolvimento profissional é, como muitos outros tipos de aprendizagem, mais bem realizado se considerada uma série contínua de atividades, um ciclo, começando pela identificação de suas necessidades de desenvolvimento por meio do planejamento e execução da aprendizagem, para assim refletir sobre sua aprendizagem e, em seguida, aplicá-la e compartilhá-la com outras pessoas, multiplicação.

 

O Ciclo de Desenvolvimento

1. Identifique e planeje seu desenvolvimento;

2. Planeje as atividades de aprendizagem (formato e conteúdo);

3. Reflita sobre o seu aprendizado;

4. Aplique seu aprendizado;

5. Compartilhe seu aprendizado.

Espera-se que cada indivíduo identifique suas próprias necessidades, organize seu próprio ciclo de aprendizado, treinamento e se desenvolva por si mesmo. Parte de ser um profissional é assumir a responsabilidade por suas próprias habilidades e reconhecer quando elas precisam melhorar.

 

1. Identificando suas necessidades

Existem várias maneiras de identificar as necessidades de desenvolvimento.

Por exemplo, você pode realizar uma avaliação de suas habilidades através do feedback de colegas ou de seu gerente sobre uma função na qual você é mais “fraco”. Como alternativa, você pode ter interesse em uma área específica e deseja desenvolver seus conhecimentos.

Depois de identificar suas principais áreas de desenvolvimento, você precisa planejar suas atividades de desenvolvimento.

 2. Planejamento e execução de atividades de desenvolvimento

As atividades de desenvolvimento podem ser:

– Formais, como cursos de treinamento ou qualificações específicas. Muitas vezes, embora nem sempre, geralmente são fornecidos por uma entidade externa e podem ter um custo. Seu empregador pode ter um limite para o que eles estão dispostos a pagar, então você pode precisar considerar o autofinanciamento ou alternativas como cursos online que são mais baratos ou mesmo gratuitos.

– Aprendizagem informal, incluindo aprendizagem com seus colegas, pares, treinamento em vídeos ou leitura sobre o assunto.

Há um reconhecimento crescente de que o desenvolvimento profissional contínuo é essencial. Frequentemente, profissionais estão usando a internet para compartilhar conteúdo didático gratuitamente ou a um custo muito baixo. Você pode descobrir que uma abordagem criativa para buscar atividades de desenvolvimento vale a pena.

3. Refletindo sobre o seu aprendizado

Refletir sobre o que você aprendeu é uma parte vital do desenvolvimento profissional. O aprendizado não surge apenas de atividades que você designou como “desenvolvimento”, e você pode descobrir que está aprendendo pelo menos o mesmo com suas atividades do dia a dia.

É uma boa ideia manter um “registro de aprendizagem”. Crie o hábito de escrever nele pelo menos uma vez por semana. Para cada evento ou atividade que você achar útil, anote:

– A situação;

– O que você aprendeu;

– O que você fará de maneira diferente como resultado.

Este registro pode ser usado para avaliar seu progresso em relação aos seus objetivos de desenvolvimento.

Para qualquer atividade de desenvolvimento formal ou informal, você deve registrar: o que achou útil ou não sobre ela e o que aprendeu. Em cada caso, certifique-se de ter certeza de como isso mudará o que você fará no futuro (como você aplicará seu aprendizado).

4. Aplicando seu aprendizado

Participar de treinamentos ou assistir a vídeos é apenas o começo. Em seguida, você deve aplicar o que aprendeu no seu trabalho. Este pode ser um processo bastante complicado, especialmente no início. A teoria da aprendizagem por competência estabelece que passamos por quatro estágios quando aprendemos:

– Incompetência inconsciente – não saber o que não sabemos;

– Incompetência consciente – saber onde precisamos nos desenvolver e observar outras pessoas fazerem isso, mas ainda incapaz de fazê-lo nós mesmos com qualquer habilidade;

– Competência consciente – ser capaz de fazer algo razoavelmente bem, desde que nos concentremos; e

– Competência inconsciente – ser capaz de fazer algo quase que instintivamente, sem precisar focar nisso.

Depois de fazer algum treinamento ou outra atividade de desenvolvimento, você provavelmente estará em algum lugar entre a incompetência consciente e a competência consciente, dependendo de quanto foi capaz de praticar.

Portanto, você precisa gastar tempo aplicando o que aprendeu e praticando para passar para um estágio de competência inconsciente.

5. Compartilhando seu aprendizado com outras pessoas

Alguns acrescentam um quinto estágio ao ciclo de competência – ser capaz de ensinar aos outros. Certamente, ser capaz de articular e compartilhar seu aprendizado é uma parte importante para garantir que você o internalizou totalmente.

É uma boa ideia adquirir o hábito de discutir o que aprendeu com seus colegas regularmente. Compartilhar o aprendizado com cada um pode ser uma ferramenta de desenvolvimento muito boa e pode ajudá-lo a identificar novas áreas de desenvolvimento ou ideias para outras atividades de desenvolvimento, além de ajudar a reforçar o que você aprendeu em sua mente.

 

Registrando seu desenvolvimento

Uma parte importante do desenvolvimento profissional continuado é ser capaz de demonstrá-lo.

Portanto, você deve manter um portfólio com todas as suas atividades de desenvolvimento, com base em seu registro de aprendizado. O objetivo é ser capaz de mostrar como suas habilidades e conhecimentos se desenvolveram ao longo de um período.

Você deve, portanto:

– Anotar suas necessidades e objetivos de desenvolvimento e fazer uma avaliação regular (trimestral, semestral ou anual) de seu progresso em relação a eles;

– Registrar todos os cursos de treinamento frequentados, com certificados ou qualificações obtidos sempre que possível. Mantenha um registro da data, fornecedor, objetivos do treinamento e seus pensamentos sobre o que aprendeu com ele;

– Anotar os treinamentos assistidos por vídeos ou similares. Em cada caso, registre o provedor, os objetivos e seus pensamentos sobre o que aprendeu;

– Em sessões de coaching ou mentoring, anote a data, a pessoa com quem você estava, o que você discutiu e o que pretende fazer de forma diferente como resultado;

– Para leituras e outros desenvolvimentos informais que você fizer, anote o livro ou site, bem como o que você aprendeu e fará de forma diferente como resultado;

– Se você cometer erros específicos com os quais tenha aprendido, registre os detalhes do incidente, o que você aprendeu e o que fará de forma diferente como resultado.

E finalmente…

O desenvolvimento profissional é um processo contínuo, assim como um ciclo. É provável que você continue aprendendo ao longo de toda sua vida profissional.

Portanto, é uma boa ideia desenvolver um processo que funcione para você desde o início de sua carreira.

Edson Carillo Edson Carillo

Engº Mecânico, PMP e MBA na St. John’s University. 30 anos de experiência como CEO em consultorias em Supply Chain & Logística. Professor de MBA e Pós MBA da FGV. Co-autor de vários livros e especialista em TOC (Theory of Constraints) pelo Avraham Goldratt Institute. Especialista em automação de armazéns, estudos de malha logística e planos estratégicos para operações logísticas. Atualmente, é CEO na Connexxion Consulting (www.connexxion.com.br).

webinar
alperseguros
Jamef
Jamef
fronius
Kivnon
Geotab
Retrak
savoy
postal