Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Conteúdo 20 de março de 2024

Melhorando a Visibilidade da Cadeia de Suprimentos: Uma Abordagem Estratégica

Uma pesquisa do MIT de 2019 indicou que 75% dos respondentes consideram a transparência útil para reforçar a confiança do consumidor, mas poucas empresas investem em visibilidade da cadeia para proporcionar transparência, 81% não possuem visibilidade total da cadeia e 54% não tem visibilidade alguma.

A cadeia de suprimentos é um componente vital para o sucesso de qualquer empresa. A capacidade de gerenciar eficientemente a cadeia de suprimentos não apenas impulsiona a eficiência operacional, mas também influencia a satisfação do cliente e a vantagem competitiva. Nesse contexto, aprimorar a visibilidade da cadeia de suprimentos tornou-se uma prioridade estratégica para organizações que buscam otimizar seus processos e se adaptar a um ambiente empresarial dinâmico e globalizado.

Antes de debater como melhorar a visibilidade da cadeia de suprimentos, é crucial compreender os desafios enfrentados pelas empresas. Fatores como a crescente complexidade das redes de suprimentos, variabilidade da demanda, interrupções imprevistas e a globalização aumentaram a necessidade de uma visibilidade mais profunda e em tempo real.

As tecnologias emergentes desempenham um papel fundamental na melhoria da visibilidade da cadeia de suprimentos. A implementação de sistemas avançados de gestão, o uso de sensores IoT (Internet das Coisas) e a adoção de plataformas de análise de dados estão permitindo às empresas coletar, analisar e agir sobre informações críticas de maneira mais eficiente.

A adoção de sistemas SCM abrangentes proporciona às empresas uma visão unificada de suas operações. Esses sistemas permitem a coordenação de atividades-chave, como planejamento de demanda, gerenciamento de estoques e logística, resultando em maior visibilidade e eficiência.

A implementação de sensores IoT e tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) ajuda a rastrear e monitorar o movimento de produtos em tempo real. Isso não apenas melhora a visibilidade, mas também facilita a identificação e resolução rápida de problemas, como perdas de mercadorias ou atrasos na cadeia de suprimentos.

A análise avançada de dados e o aprendizado de máquina permitem que as empresas prevejam tendências, identifiquem padrões e tomem decisões informadas. Ao aplicar essas tecnologias a grandes conjuntos de dados da cadeia de suprimentos, as organizações podem antecipar desafios potenciais e otimizar seus processos.

Melhorar a visibilidade da cadeia de suprimentos não é apenas uma resposta aos desafios atuais, mas também traz uma série de benefícios tangíveis:

– Maior Eficiência Operacional: A visibilidade em tempo real permite decisões mais rápidas e precisas, resultando em maior eficiência operacional. A capacidade de responder proativamente a mudanças na demanda ou interrupções minimiza custos e melhora a produtividade.

– Satisfação do Cliente: Uma cadeia de suprimentos mais visível e ágil se traduz em melhor satisfação do cliente. Entregas mais rápidas, gerenciamento eficiente de estoques e a capacidade de fornecer informações atualizadas contribuem diretamente para a experiência do cliente.

– Resiliência a Interrupções: A visibilidade aprimorada permite que as empresas antecipem e mitiguem os impactos de possíveis interrupções. Seja uma crise global ou problemas locais, uma cadeia de suprimentos bem gerenciada pode se adaptar rapidamente, garantindo a continuidade das operações.

Existem 3 formas principais de transformar o rastreamento em uma vantagem estratégica:

– Seja Prescritivo e não Reativo: Os sistemas atuais fornecem uma visão reativa no retrovisor, mas o que realmente geram ganhos são alertas sobre obstáculos ou exceções de decisão que prejudicam as metas de serviço ou custo, recomendando proativamente uma possível solução.

– Identifique e Corrija Regras de Negócios Ineficazes: Processos e regras de negócios, geralmente legados, não abordam os problemas e necessidades atuais de conformidade. Dessa forma, eles não incentivam necessariamente o comportamento desejado ou dificultam a tomada de decisões, subotimizando o desempenho.

– Compreenda Todo o Ciclo de Vida da Visibilidade: Ao observar todo o ciclo de vida das transações e todos os elementos que podem afetar o serviço ou o custo com dados precisos e corretos para tomadas de decisões bem-informadas, eficazes e rápidas. Para isso, as ferramentas adotadas devem permitir flexibilidade e responsividade.

Sua carga é entregue e você paga aos seus transportadores. No entanto, a visibilidade real informa se você está pagando o que havia planejado. Ajuda a identificar problemas nos processos e a resolvê-los para que não voltem a ocorrer. Em última análise, permite a solução de problemas fora de seus processos para ver, corrigir e ajustar, colocando suas operações novamente em funcionamento. Isso é o Santo Graal. Consegue-se recalibrando nossa percepção do rastreamento de uma simples função de acompanhamento para uma gestão estratégica da logística e do ciclo de vida da visibilidade. Com as ferramentas adequadas e uma abordagem de mentalidade aberta e que prioriza os dados, é possível transformar um processo tradicionalmente reativo e de baixo valor em um imperativo estratégico proativo e de alto valor que eleva você acima da concorrência.

 

Conclusões

 

Num ambiente empresarial cada vez mais complexo e dinâmico, a melhoria da visibilidade da cadeia de suprimentos tornou-se uma necessidade estratégica. A adoção de tecnologias emergentes e abordagens inovadoras não apenas enfrenta os desafios atuais, mas também oferece às empresas a oportunidade de transformar suas operações e se posicionar para o sucesso a longo prazo. O investimento na visibilidade da cadeia de suprimentos não é apenas uma medida proativa, mas um elemento-chave para a resiliência e competitividade no mercado atual.

Elcio Grassia Elcio Grassia

Sócio Fundador e CEO da Nazar Systems, plataforma SaaS para digitalização da Cadeia de Abastecimento do Varejo Alimentar.

Vice Presidente da BSCA (Blockchain Supply Chain Association para o leste da América do Sul (Argentina, Brasil, Paraguay e Uruguay).

Sócio Consultor da Integrare Consulting, com foco em Logística e gestão da Cadeia de Abastecimento, tendo desenvolvido projetos para clientes como Ambev, Aqua Capital Partners, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Burguer King, Cacau Show, Carapreta Carnes Nobres, Comfrio, Consórcio Rio Energia,  FEMSA, FGV Projetos, Global Environment Fund, WalMart / Intelligrated, Mendes Junior, Novus, Radhakrishna Foodland, Secretaria de Logística do Estado de São Paulo, The Fifties e Vale, entre outros.

45 anos de experiência em Logística, Supply Chain, Operações, Gerência Geral e Desenvolvimento de Negócios em empresas como Havi Global Solutions, McDonald’s Brasil e América Latina, Martin-Brower Brasil e Nestle Brasil.

“Board Emeritus”, ex-Channel Partner e ex-membro do Global Research Committee da ASCM – Association for Supply Chain Management.

Volvo
BR-101
Mundial Express
Savoy
Globalbat
Retrak
postal