Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Especial 9 de junho de 2021

Especialmente em tempos de crise, ANUNCIAR EM REVISTAS SEGMENTADAS é fundamental para evitar a dispersão e otimizar os resultados

Neste momento específico da pandemia, a redução dos orçamentos é inevitável, por isso, trabalhar em mídias segmentadas potencializa os resultados e rentabiliza os orçamentos de marketing.

 

 

O leitor deve estar estranhando este tipo de matéria jornalística em uma revista voltada para a logística. Mas, caro leitor, o objetivo é mostrar a importância de anunciar nas mídias segmentadas, e também a relevância das agências de publicidade e de comunicação no planejamento das empresas anunciantes e que querem iniciar uma publicação, principalmente nestes tempos “bicudos”, onde novas ações são fundamentais para manter as empresas no mercado.

Mídias Segmentadas

Quando se fala sobre a importância de anunciar nas mídias segmentadas no atual momento econômico e marcado pela pandemia, Grace Cardoso, gerente de Mídia da Advance Comunicação, é enfática: “Não apenas, mas especialmente em tempos de crise, a segmentação é fundamental para evitar a dispersão e otimizar os resultados e o investimento em mídia. Para isso, é necessário conhecer bem o público que se quer atingir, bem como o comportamento de consumo deste e identificar em qual etapa do funil de vendas esse potencial consumidor se encontra.”  Já na visão de Marcelo Gatti, publicitário e designer de marcas da Ensaio Publicidade, anunciar em mídias segmentadas, neste momento de pandemia, pode ser uma excelente opção para empresas que precisam conquistar visibilidade em um universo de público específico, visto que seus anúncios atingem um grupo maior de decisores e influenciadores de um determinado segmento de público, como é o caso da Logweb no segmento logístico.

Samanta Tavares, diretora de Canais da Exit Comunicação e Negócios, vai mais além. Segundo ela, mesmo antes da pandemia, ter claro e definido o público-alvo da marca é de extrema importância para o sucesso não apenas da comunicação, mas da estratégia do negócio como um todo. “Falando sobre o momento específico da pandemia, a redução dos orçamentos é inevitável, por isso, trabalhar em mídias segmentadas potencializa os resultados e rentabiliza os orçamentos de marketing.”

O fato é que estar em evidência em qualquer momento é sempre importante para a divulgação de uma marca no mercado. “Em momentos como esse que estamos vivendo, investir em divulgação, além de um serviço informativo de imprensa, é fundamental para uma empresa se manter em evidência diante de um cenário tão complexo. Investir em mídias segmentadas que falem a mesma língua da empresa pode ajudar nos negócios e fixar a presença da marca em um momento em que muitas empresas não estão tão interessadas em divulgação, até mesmo por certo receio. Mas o pensamento deve ser totalmente inverso, mostrando que a empresa está viva e em plena atividade.”

Além disso – continua Larissa Abraços Fischer, sócia-fundadora e diretora de Comunicação da Fischer Comunicação –, anunciar em mídias segmentadas é fundamental para prestigiar e manter ativo o jornalismo focado, garantindo a perenidade dos veículos de comunicação especializados no setor de atuação da empresa.

Adolpho Resende Netto, vice-presidente da RC Comunicação, também destaca que manter o investimento publicitário diante de uma crise, seja ela do seu segmento ou mundial, como é o caso de uma pandemia, é fundamental. Como também é fundamental reavaliar o cenário e redistribuir a verba de forma adequada. “Contemplar mídias segmentadas numa situação de crise talvez seja uma saída estratégica para focar no público em questão, reduzindo ao máximo a dispersão da verba para outros públicos não objetivados diretamente.”

Planejamento

Neste contexto, também é fundamental destacar a importância das agências de publicidade e de comunicação no planejamento das empresas anunciantes e que querem iniciar uma publicação.

Para Grace, da Advance Comunicação, o mergulho no negócio do anunciante é primazia. Cada vez mais as agências têm atuado como parceiros estratégicos na solução de negócios e não, exclusivamente, de comunicação, fugindo do lugar-comum para colocar a marca em posição de destaque na mente do consumidor, criando vínculo forte entre a marca e o seu cliente.  “A agência precisa ser parceira não apenas nas estratégias de comunicação, mas no desenvolvimento da estratégia de negócio dos clientes. Precisa estar envolvida na estratégia comercial, entendendo o formato de atuação e capacidade das equipes, quais os objetivos do negócio em longo prazo para que possa desenvolver caminhos que ajudem o cliente a alcança-los mais rapidamente e de maneira rentável”, complementa Samanta, da Exit Comunicação e Negócios.

Pelo seu lado, Marcelo, da Ensaio Publicidade, ressalta que sempre que se opta pelo investimento em mídia, como estratégia de comunicação, deve-se ter em mente que não basta simplesmente ocupar o espaço contratado com qualquer conteúdo, é necessário produzir um anúncio que dialogue com o seu público-alvo e transmita uma mensagem clara, que esteja alinhada às necessidades e aos interesses do anunciante, pois muito mais importante do que dizer algo é a necessidade de ser compreendido. E nesse caso, o melhor a se fazer é contar com a experiência e o conhecimento de publicitários para a produção desses conteúdos.

Na visão de Larissa, da Fischer Comunicação, ter uma empresa auxiliando e criando todo um planejamento é algo fundamental para uma boa divulgação na mídia e na imprensa. “Contar com um profissional estratégico pensando no melhor tipo de mídia e trabalhando em parceria vai ajudar ainda mais a empresa na divulgação e, também, a conseguir mais resultados e negócios por meio das divulgações. Anunciar sem contar com um profissional pensando em uma boa estratégia pode se mostrar um tiro no escuro.”

Neste contexto, Emilia Bertolli, diretora de Operações da Intelligenzia, diz que é comum observarmos empresas que fazem ações isoladas e independentes – porém, o apoio de empresas especializadas permite a elaboração de um planejamento específico e o uso criativo das mídias existentes em ações para geração de novos leads e oportunidades comerciais. “Por exemplo, com um planejamento bem estruturado, é possível fazer ações de branded content com veículos – tanto em meio online como off-line – e gerar resultados mais tangíveis, inclusive.”

O que as agências podem oferecer

Já se referindo ao que as agências de publicidade podem oferecer aos interessados em anunciar neste momento, Grace, da Advance Comunicação, diz que, de um modo geral, “toda essa mudança repentina nos impulsionou a buscar soluções ainda mais rápidas e assertivas, com base em estudos fornecidos por grandes institutos de pesquisa, como a Kantar Ibope, que avaliou as transformações de consumo quase que em tempo real. Na Advance, por exemplo, o investimento em pesquisa e dados é elementar para se guiar na tomada de decisão”.

Marcelo, da Ensaio Publicidade, também revela que, no momento atual, os investimentos em publicidade e mídia, como tantos outros, passam por revisões e cortes, o que na prática significa um orçamento menor para se fazer publicidade e propaganda.  E, nesse caso, a ajuda de profissionais experientes e qualificados faz toda a diferença na hora de planejar a aplicação desses valores, evitando o desperdício de recursos preciosos.

“Durante uma crise, os anunciantes têm por critério cortar a verba de publicidade, como forma de redução de despesas, o que tem se mostrado um erro porque o ‘share’ também reduz muito. Então, esse é o momento de o anunciante, através de sua agência de comunicação que tem total expertise, planejar melhor suas ações de comunicação, os tipos de mídia (on e off) que serão utilizados, quando e onde serão veiculados e por quanto tempo, investindo de maneira inteligente a verba de comunicação, buscando otimizar o retorno para a marca”, diz Adolpho, da RC Comunicação.

Neste momento em particular, segundo Samara, da Exit Comunicação e Negócios, as agências podem oferecer atualização sobre plataformas e novos canais de comunicação, pesquisa e conhecimento sobre o comportamento do consumidor, desenvolvimento de estratégias focadas em resultado para o negócio, enfim, acompanhamento do mercado como um todo.

“As agências podem ajudar principalmente na parte estratégia para uma boa presença de marca, pois muitas empresas estão com receio de aparecer por medo do que está por vir. Mas podemos dizer que é o contrário, pois nesse momento complicado é importante mostrar de maneira positiva que a empresa está viva, está funcionando a todo vapor. Mesmo que uma divulgação em um primeiro momento não traga frutos rendendo negócios imediatos, certamente vai render presença de marca para empresa, o que pode ser extremamente positivo diante do que estamos vivendo e também quando a pandemia passar”, destaca, agora, Larissa, da Fischer Comunicação.

Para Emilia, da Intelligenzia, agências especializadas podem auxiliar as empresas na construção de conteúdo e anúncios focados na jornada do cliente potencial da organização – aumentando as chances de conversão de novos clientes e potencializando os investimentos feitos em mídia. Mais do que isso, é possível organizar campanhas que tragam números substanciais para a alta liderança, que terá uma visão clara dos investimentos realizados.

Como contratar?

Samanta, da Exit Comunicação e Negócios, sugere a contratação de uma agência que tenha foco em fazer o resultado do seu negócio crescer, e não apenas colocar a sua marca nos canais de mídia. “A mídia é, sim, importante, mas sem uma base sólida de estratégia de negócio construída, é apenas verba de marketing gasta sem possibilidade de mensuração de resultado.”  A diretora de Canais da Exit Comunicação e Negócios também lembra que os veículos possuem equipes comerciais excelentes que podem ajudar as empresas que não possuem agência com informações sobre especificação de peças e até mesmo com planejamentos de mídia para potencializar a estratégia de negócio (desde que esta já esteja definida). Ser parceiro do veículo e manter uma boa relação com o atendimento comercial é sem dúvida uma das melhores práticas.

De fato, segundo Larissa, da Fischer Comunicação, para qualquer divulgação, a primeira coisa é pesquisar bem a agência que irá fazer toda a estratégia, pois não tem como fazer uma boa divulgação sem ter um profissional qualificado ajudando nesse quesito.

“Um bom profissional de marketing conhece os caminhos para uma divulgação otimizada e eficaz nas mídias. Além disso, na hora de colocar a mão na massa, a empresa precisa passar o máximo de informações possíveis para o profissional que irá cuidar dessa divulgação, seja com imagens institucionais da empresa, do produto e também dos serviços que serão compartilhados. É importante escolher em conjunto uma comunicação que diga em poucas palavras o que é a empresa.”

Resumidamente, continua a sócia-fundadora e diretora de Comunicação da Fischer Comunicação, o primeiro passo é escolher uma boa agência de comunicação que irá oferecer um auxílio não só para a divulgação na mídia, mas pensando de maneira estratégica e humanizada. Hoje, humanizar a comunicação é o caminho para o sucesso, pois o outro lado sente quando estamos falando diretamente com ele.

Por sua vez, Emilia, da Intelligenzia, lembra que o aspecto mais importante quando se fala em digital é o conhecimento técnico. Estratégias de marketing digital, hoje, estão extremamente atreladas ao conhecimento técnico de algoritmos, APIs, e também conhecimento em como construir uma jornada de conteúdo consistente para o B2B. “No B2B, inclusive, é preciso que as agências estejam preparadas para construir conteúdo de meio e fundo de funil – que será o tipo de conteúdo que vai trazer mais engajamento e conversão de leads, com geração de novos negócios.”

O ideal é sempre contar com profissionais experientes que possam identificar e compreender as necessidades individuais de cada negócio e, a partir desse entendimento, criar as peças de comunicação que irão “conversar” com o mercado consumidor, em busca de estabelecer uma conexão consistente.

Ainda segundo Marcelo, da Ensaio Publicidade, o perigo de se produzir publicidade e peças de comunicação de forma amadora, sem o domínio das técnicas adequadas, sem o repertório e conhecimentos necessários, pode ser comparado aos riscos da automedicação.

No entanto, como em qualquer mercado, nem sempre todos os profissionais estão qualificados adequadamente para entregar o que prometem, portanto, antes de confiar o orçamento a um publicitário freelancer ou agência de publicidade, há alguns cuidados simples que podem e devem ser tomados antes da contratação, são eles:

  • Avaliar a reputação da agência no mercado em que atua, o histórico e comprometimento com os clientes ativos, sua capacidade de atendimento, os diferenciais do time e o alinhamento das expectativas de demandas, prazos e remunerações;
  • Confirmar se a agência ou profissional possui experiência em produzir para o tipo de mídia em que deseja ou irá anunciar, seja ela impressa ou digital;
  • Certificar-se que o planejamento e a criação de anúncios/campanhas estejam sob a supervisão de um profissional com formação acadêmica adequada ou de um profissional com notório conhecimento e histórico de bons serviços prestados em publicidade e propaganda;
  • Buscar por recomendações de veículos de mídia, pessoas ou empresas que possam indicar uma agência ou profissional freelancer, com o qual já tenham obtido bons resultados;
  • Escolher sempre o profissional pela qualidade do portifólio, potencial criativo e capacidade técnica, não se deixar levar por pechinchas;
  • Desconfiar de promessas milagrosas, publicidade não é uma ciência exata, ninguém pode garantir sucesso absoluto, sempre há variáveis incontroláveis quando se trabalha com públicos e mercados, que são dinâmicos por natureza;
  • Ficar atento ao nível de engajamento do profissional ou agência contratada, pois um atendimento frio e superficial normalmente resulta em um briefing raso, que por consequência se torna peças de publicidade sem originalidade e desconexas dos interesses e necessidades do anunciante.
Sds
Expo
Expo
Expo
Expo
Expo
Expo
Expo
Retrak
JLL
JLL
JLL
JLL
savoy
itapevi
JLL
JLL
postal