Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Segurança 23 de fevereiro de 2022

Log-In apresenta alto índice de segurança em suas operações rodoviárias

Opentech_Log-In-apresenta-alto-indice-de-seguranca-em-suas-operacoes-rodoviarias_FotoDivulgacao

A Log-In Logística Intermodal comemora os bons índices de segurança obtidos em suas operações rodoviárias, serviço complementar à cabotagem. Somente no ano passado, a empresa realizou mais de 85 mil viagens de caminhão, com zero roubo de cargas. Os sinistros nas estradas, incluindo colisões e tombamentos, somaram apenas sete ocorrências. Esse resultado é atribuído às diversas medidas preventivas de segurança implementadas pela companhia nos últimos três anos e reforça o baixo índice de sinistralidade na cabotagem em relação ao modal rodoviário de longa distância.

O bom desempenho nas operações terrestres da Log-In vai na contramão do aumento no número de acidentes ocorridos nas rodovias federais brasileiras, segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT). De acordo com dados do Painel CNT, houve um aumento de 1,6% em 2021 em relação a 2020, passando de 63.447 para 64.452 casos, na maioria, envolvendo transporte de cargas em caminhões. Esse número equivale a aproximadamente 80 acidentes a cada 100 km percorridos. O levantamento aponta ainda que 60,2% dos acidentes foram por colisão, ou seja, poderiam ter sido evitados, o que mostra imprudência do condutor ao volante.

Responsável pela gestão das operações terrestres da Log-In, o diretor de Atendimento e Inovação, Felipe Gurgel, aponta a prevenção como o melhor caminho. “Temos investido muito em segurança nos últimos anos e adotado critérios rigorosos para avaliar a atuação de nossos fornecedores, como, por exemplo, acompanhamento de jornada de trabalho dos motoristas subcontratados e controle de velocidade. A gestão da segurança de nossos parceiros rodoviários tem sido fundamental para atingirmos essa boa performance”, contou. O executivo acrescenta que caso os motoristas não cumpram os requisitos estabelecidos, estarão cometendo uma infração e retornarão às operações somente se comprovarem treinamento e mudança no perfil.

Programas de melhoria contínua

Para aprimorar cada vez mais as operações intermodais, a companhia criou no ano passado o Programa de Segurança Log-In, em parceria com a gerenciadora de risco Opentech, para maior controle de riscos de acidentes e melhor gestão de sua operação junto às transportadoras que não estejam atuando dentro das conformidades. Esse parceiro ajuda a garantir o máximo de rastreamento de carga agindo preventivamente em situações atípicas, como paradas indevidas ou desvios de rota, entre outras atribuições no programa.

Segundo o presidente da Opentech, Diego Gonçalves, é preciso investir alto em pessoas, tecnologia e digitalização para que as operações sejam uma referência em nível de serviço e redução da sinistralidade. “Atuamos para garantir a integridade dos produtos transportados, mitigando roubos, furtos e acidentes. Nosso monitoramento on-line vai desde a geração da demanda até a entrega no destino final, com uma equipe dedicada às operações por nível de criticidade, aumentando, assim, a segurança, agilidade e qualidade logística oferecida aos clientes da Log-In”, pontuou.

Outra ação adotada recentemente visando a melhoria contínua foi a criação de selos de qualidade para os transportadores parceiros. Atualmente, cerca de 95% das operações da Log-In são realizadas por empresas certificadas com selos ouro, prata e bronze. A iniciativa promove maior segurança nas operações terrestres e estimula boas práticas ambientais, fatores que contribuem diretamente para a integridade da carga dos clientes. Os fornecedores contam ainda com um fórum mensal de segurança para troca de experiências.

webinar
webinar
Retrak
savoy
Praxio
Farma
postal