Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Logística Portuária 26 de maio de 2020

Mesmo em tempos de Covid-19, investimentos seguem em alta no setor portuário

Na última sexta-feira, dia 22 de maio, o setor portuário foi o destaque em um debate virtual que discutiu o atual momento e o futuro do segmento no Brasil em época de pandemia do novo coronavírus. E para esclarecer qual a realidade do segmento diante deste cenário e suas perspectivas daqui em diante, a Informa Markets, organizadora da Intermodal South America, convidou a diretora técnica da Agência Nacional de Transporte Aquaviários – ANTAQ, Gabriela Costa, para um bate-papo exclusivo no canal Papo em Movimento.

A ação faz parte do Papo em Movimento, iniciativa da Intermodal South America que vem trazendo uma série de entrevistas, lives e webinars com o objetivo de mostrar um panorama do mercado logístico no Brasil e colaborar para o seu desenvolvimento. Mais informações: www.intermodal.com.br/pt/papo-em-movimento.html

Cuidados com a não-paralisação do setor

Em conversa com o diretor do portfólio de infraestrutura da Informa Markets, Hermano Pinto Júnior, a diretora da entidade comentou, entre outros fatores, que, desde quando esta delicada situação teve início, a maior preocupação foi a de evitar grandes impactos no setor, como a paralisação do abastecimento da cadeia de suprimentos nacional. “Desde o início, tomamos todas as medidas necessárias para minimizar os efeitos da Covid-19 neste mercado, de forma séria e eficaz. Tanto é que não tivemos nenhum registro de paralisação considerável no segmento. Mas, de qualquer modo, seguimos avaliando continuamente novas maneiras de reduzir ainda mais eventuais impactos no setor, já que essa pandemia é um acontecimento sem precedentes”.

Por outro lado, Gabriela destacou que outra frente de atuação da ANTAQ neste momento, visando contribuir com o desenvolvimento do setor, é dar continuidade à agenda de investimentos do segmento. Para ela, por mais que este mercado esteja enfrentando dificuldades em meio a este cenário, assim como todos os outros, sua atratividade e o reconhecimento de sua importância para o desenvolvimento do País segue em alta.

“Mesmo em tempos de Covid-19, existe um grande movimento de investimentos no setor, que visam contribuir para um crescimento ainda maior deste mercado. Essa, inclusive, é uma de nossas frentes de atuação. Temos 14 licitações em andamento, como quatro áreas portuárias em Santos, voltadas para a movimentação de celulose, uma dedicada a granéis sólidos em Macapá, outras para granéis líquidos em Itaqui e em Paranaguá, entre outras. Todas fazem parte da agenda que está sendo conduzida pela ANTAQ com a Secretaria de Portos”, afirmou.

E os aportes não param por aí, há ainda os investimentos da iniciativa privada, como o recente anúncio do Ministério da Infraestrutura, que revelou a assinatura de oito contratos de exploração de Terminais de Uso Privado (TUP’s) em todo o País. “Um exemplo é o contrato assinado para a cidade de São Mateus, no Espírito Santo, que prevê aportes de R$ 3,2 bilhões em um terminal local. Isso demonstra sim o interesse da iniciativa privada no setor”, pontuou.

A diretora técnica da ANTAQ ressaltou ainda que, em paralelo, outro foco da agência é seguir trabalhando para reduzir, cada vez mais, todas as burocracias que envolvem o setor. “Também temos dedicado esforços para alcançar um alto grau de desburocratização, esperado tanto pelo segmento quanto pela sociedade”.

Link de acesso à live completa: www.instagram.com/p/CAgHaRxAG_z/

webinar
webinar
alperseguros
fronius
Retrak
savoy
postal