Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Modal Marítimo 14 de dezembro de 2020

Movimentação de cargas no Porto de Imbituba cresce 12,4% em novembro

O Porto de Imbituba fechou novembro com 484,3 mil toneladas movimentadas no mês, alta de 12,4% em relação ao volume registrado no mesmo período de 2019 (430,7 mil). O bom desempenho foi alavancado pela variedade de produtos transportados: celulose, comidas em bags, contêineres, minério de ferro, ureia, malte e guindaste, além dos grandes volumes de coque de petróleo, que somaram 122 mil toneladas mensais, um crescimento de 25,7% frente ao mesmo mês de 2019. Destaque também para o aumento na quantidade embarcada de milho (+153%) e nos desembarques de sal (+107,4%), com mais navios atendidos.

O diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Luís Antonio Braga Martins, avalia que os resultados são reflexo do trabalho conjunto da comunidade portuária. “Diante deste ano cheio de incertezas, esses trabalhadores e empresas não pararam de acreditar na potencialidade do porto, atuando dia e noite para manter o atendimento, que se consagra na manutenção desse serviço essencial que é realizado pelos portos, na geração de renda e no próprio desenvolvimento de Santa Catarina”, complementa Braga.

Do total de toneladas transportadas via Imbituba em novembro, a importação (46,4%) ficou um pouco acima da exportação (41,6%). Já a cabotagem de contêineres, ou seja, navegação entre os portos do Brasil, representou 11,9% das cargas.

No acumulado do ano, a movimentação está praticamente empatada com o volume realizado no mesmo período (janeiro-novembro) de 2019, apenas 0,8% abaixo. No entanto, dezembro chega com a perspectiva positiva de novo recorde mensal e resultado anual que, se confirmado, será o melhor da história do porto, ultrapassando as 5,7 milhões de toneladas realizadas em 2019.

Até o momento, o Porto de Imbituba bateu dois recordes operacionais mensais este ano, em junho (602.370 toneladas) e setembro (602.737 toneladas), e quatro recordes de embarque/navio, o maior, com a marca de operação de 119,7 mil toneladas em uma única embarcação. Também teve aprovado o seu Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) e entregue sua pera ferroviária, além do alcance recente do Índice de Gestão das Autoridades Portuárias, que resultou na conquista do Prêmio Portos + Brasil, com a nota 8,5, segunda melhor entre os portos participantes; e do Certificado em Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, pelo 5º ano consecutivo.

“Avançamos no projeto de recuperação e reforço do Cais 3 e na utilização das áreas do porto. Seguimos atraindo novos negócios e trabalhando para alavancar o potencial de contribuição de Imbituba para a cadeia de suprimentos, qualificando a infraestrutura do porto e o atendimento aos usuários”, avalia o diretor de Infraestrutura e Logística da SCPAR Porto de Imbituba, Fábio Riera.

Newsletter
Cadastre-se aqui

JLL
Savoy
Sds
Retrak
4K