Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Condomínio logístico 22 de maio de 2023

Pesquisa da Colliers revela que o Brasil registou o maior volume de locações da história no 1º trimestre de 2023

A Colliers, líder global em serviços imobiliários e administração de investimentos, acaba de divulgar a pesquisa do 1º trimestre de 2023 sobre o mercado de condomínios logísticos no Brasil. Segundo o levantamento, os três primeiros meses de 2023 foram marcados por mais de 1 milhão de metros quadrados locados em todo território nacional. É a segunda vez que o mercado de condomínios logísticos de alto padrão consegue superar os 1,2 milhões de metros quadrados locados no mesmo trimestre. A última vez foi no 3º trimestre de 2022.

A pesquisa revela que a absorção bruta no início do ano foi de 1.241 mil metros quadrados e que São Paulo foi responsável por aproximadamente 65% do inventário locado, seguido por Minas Gerais (11%) e Espírito Santo (9%). Ao menos 7 locações foram acima de 30.000 m². Os segmentos de e-commerce, varejo e farmacêutico foram os que se destacaram no período.

Já as devoluções também apresentaram números expressivos, 656.000 m². As áreas devolvidas eram ocupadas, principalmente, por empresas varejistas. O saldo entre locações e devoluções foi positivo, 585.000 m². É a maior absorção líquida já registrada para o 1º trimestre, desde 2016.

O inventário entregue entre janeiro e março acrescentou 553.000 m² ao inventário existente. As novas entregas se concentraram nas regiões Barueri, Cajamar, Guarulhos e Extrema, todos os imóveis com pré-locação. Considerando os novos empreendimentos e as expansões, o mercado encerrou o período com 23.621 mil m² de inventário existente.

“Assim como observado em 2022, o ciclo de expansão segue acentuado em 2023. Mesmo com o forte volume de entregas, a taxa de vacância nacional permaneceu em níveis saudáveis, terminando o primeiro trimestre em 10,4%. Somente três estados possuem taxa de vacância superior a 15% enquanto 10 estados e o Distrito Federal possuem vacância abaixo de 5%”, comenta Ricardo Betancourt, Executive Chairman da Colliers.

O preço médio pedido dos condomínios logísticos no Brasil apresentou alta nos últimos meses, encerrando o primeiro trimestre em R$ 23,72/m²/mês. O estado da Bahia registrou o maior preço médio pedido no país, R$28,36/ m²/mês, seguido por Paraná e Distrito Federal, com R$27,40/m²/mês e R$ 26,00/m²/mês, respectivamente.

Projeção

A previsão de entrega para 2023 é de aproximadamente 2.373 mil m². A região Sudeste deve receber 67% deste inventário previsto, seguido pelo Nordeste, 23%, Sul e Centro-Oeste, ambos com menos de 10%. “Tendo em vista o volume de entregas prevista para 2023, sobretudo no Estado de São Paulo, estimamos que a taxa de vacância deve apresentar alta de 2 pontos percentuais, ficando próxima de 13%. Já o inventário nacional tende a crescer 12% até o final do ano. Apesar da expectativa de aumento na vacância, o mercado de condomínio logístico brasileiro deve continuar equilibrado, ou seja, dentro de um ambiente de negócios saudável entre inquilinos e proprietários”, finaliza Betancourt.

Enersys
Savoy
Retrak
postal