Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Ferroviário 3 de maio de 2021

VLI trabalha na formação de profissionais para o setor ferroviário

VLI CRED Jaime Oide

Foto: Jaime Oide

O ingresso no setor ferroviário ocorre a partir do cargo de trainee operacional. E ainda não existem formações no mercado que garantam essa capacitação.

Diante disso, a VLI – companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos – trabalha há 10 anos em processos internos de formação e preparação de sua mão de obra. Um eletricista, por exemplo, ao entrar para a empresa, já tem o curso específico de sua área. E, internamente, é capacitado para ser eletricista de locomotiva.

Segundo a supervisora de Atração e Seleção da VLI, Kenya Consceição, a formação dos profissionais, principalmente das áreas operacionais, é feita pelas próprias empresas. “O ofício é ensinado dentro da própria empresa. Quando temos, por exemplo, um curso junto ao Senai de operador de manobra, oferecemos até mesmo instrutores para auxiliar na capacitação”, explica.

Um ferroviário no pátio aprende a manobrar um trem e o funcionamento da parte operacional, até fazer o curso de formação específica, com as horas exigidas, para guiar a locomotiva. “Para cada uma das etapas existe o cumprimento de uma carga horária. Então, é preciso investimento da empresa”, afirma Kenya.

Em 2019 foi desenvolvido um curso técnico voltado para manutenção de via permanente, também em parceria com o Senai. Como resultado, 44 empregados se formam esse ano.

Além da universidade corporativa, que recebe investimentos anuais, são firmadas parcerias com empresas para que os cursos sejam ministrados. “O foco é o desenvolvimento interno dos empregados”, pontua a supervisora.

postal
JLL
JLL
JLL
JLL
Sds
JLL
Retrak
savoy
JLL