Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Conteúdo 31 de agosto de 2021

5 passos para planejar uma importação aérea

5 passos para planejar uma importação aérea

Agilidade e segurança na entrega são as duas principais características que chamam atenção para esse modal. Conheça os 5 passos para planejar uma importação aérea lucrativa e sem erros. O serviço também garante o rastreio e cobertura em regiões pouco acessíveis. O crescimento é tanto que aeroportos e aeronaves já trabalham com estruturas tão grandes e modernas em comparação aos maiores portos e navios, que atualmente são os mais utilizados no processo de importação.

Para ser bem-sucedida, a importação aérea precisa ter a logística estruturada em todos os detalhes. Um bom começo é contar com uma empresa especializada no serviço. Além disso, é importante conhecer e entender como cada etapa funciona. Confira abaixo os 5 passos para planejar uma importação aérea de sucesso.

Entenda o que é e se o serviço é ideal para você

Quando uma empresa decide pela importação aérea, entendemos que ela fez toda a análise logística para ter certeza que esse é o modal ideal para aquele serviço. De tamanha importância, esse não poderia estar de fora dos 5 passos para planejar uma importação aérea de sucesso. A importação aérea é uma opção de transporte de cargas por aeronaves, geralmente aplicada para cargas de maior valor agregado. Nos últimos anos, esse processo tem recebido destaque por oferecer vantagens como agilidade, capacidade de rastreio, maior segurança e cobertura. Para cargas sensíveis por exemplo, o serviço é fundamental. Em contrapartida, o custo normalmente é maior e há restrições para alguns produtos. Por isso, analise bem o que presente enviar, em quanto tempo e quanto quer investir.

5 passos para planejar uma importação aérea: saiba qual serviço escolher

Já analisou seu produto e decidiu que a importação aérea é a melhor forma de envio? O próximo passo é escolher entre os serviços de frete aéreo. Basicamente, o que influenciará na decisão é a urgência de entrega e as especificações da carga. O PAX (Passenger Aircraft) é o serviço mais comum. Através dele as importações são enviadas em voos comerciais, no compartimento de cargas da aeronave, e é necessário estarem enquadradas em uma série de requisitos impostos pelo IATA (International Air Transport Association). Quando as mercadorias são classificadas como perigosas ou ultrapassam a capacidade de peso e altura do PAX, é indicado o voo cargueiro, serviço conhecido por CAO (Cargo Aircraft Only). Para o prazo de entrega normalmente há duas opções, o “express”, que as encomendas são preferencialmente despachadas nos voos, mas contam com um valor maior. E o “standard”, que o custo é menor, mas não são prioridades nas entregas.

Siscomex Mantra e CCT Aéreo. O que muda com a novidade?

Há mais de 25 anos toda a carga aérea era registada no Siscomex Mantra. O Controle de Carga e Trânsito (CCT) é lançado para substituir o antigo sistema. A nova ferramenta virá com o objetivo de melhorar a segurança, diminuir a burocracia e tornar os processos mais eficazes. Acompanhando as possibilidades que a tecnologia oferece, o CCT deve gerar métricas para que a Receita Federal possa analisar onde estão os gargalos na liberação da carga. A prioridade com essa implantação é que a carga chegue e seja liberada com maior agilidade.

Peak Season entre os 5 passos para planejar uma importação aérea

Para quem planeja investir em uma importação aérea é muito importante conhecer o Peak Season. A expressão, que significa alta temporada, é usada para indicar quando a procura está mais alta do que a oferta. As consequências são aumento nos valores dos fretes e, muitas vezes, até falta de espaço nos transportes. Estar atento aos períodos que geralmente ocorrem essa subida evita dores de cabeça e um bom dinheiro. Normalmente, férias e datas comemorativas demonstram impactos relevantes. É o exemplo de dezembro, com o Natal e Ano Novo em boa parte do mundo. Férias no meio do ano na Europa, e feriados como Independência dos Estados Unidos em julho e o feriado Chinês em fevereiro. Para escapar dos problemas causados nessas temporadas, a melhor maneira é manter uma gestão eficiente e bem alinhada.

Conte com auxílio de uma empresa

Com apenas 5 passos para planejar uma importação aérea você deve ter percebido que o processo envolve bastante detalhes. Qualquer erro na operação pode resultar grandes prejuízos para a empresa. Portanto, se não se sentir 100% seguro e com conhecimento em cada processo, a orientação é sempre optar pelo auxílio de uma empresa especializada em transporte aéreo. Procure por profissionais experientes e processos bem alinhados para garantir o sucesso na execução da operação.

webinar
alperseguros
Jamef
Jamef
fronius
Kivnon
Geotab
Retrak
savoy
postal