Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube telegram
Conteúdo 20 de dezembro de 2023

Conheça as tendências e desafios do mercado de transporte marítimo para 2024

*Por Luiz Sória 

 

O transporte marítimo é o grande facilitador do comércio e da globalização, assim, sendo responsável por movimentar mais de 80% de todo o volume de cargas transportadas mundialmente. No Brasil, ele responde por 95% do volume exportado e gera centenas de milhares de empregos. 

 

Estamos diante de um mercado que, mesmo sendo um dos mais antigos, está em constante expansão e com a adoção de uma série de soluções tecnológicas, é previsível que os transportes marítimos encontrem um novo mar para navegar. Embora sua importância seja incontestável, o setor enfrenta uma série de desafios que impactam diretamente sua eficiência e competitividade.

 

Alguns dos principais portos de carga do Brasil, como Santos, Paranaguá, Itapoá, Navegantes, Rio Grande e Suape, desempenham papéis distintos na movimentação de mercadorias, desde grãos e minérios até produtos químicos e contêineres. No entanto, a infraestrutura portuária enfrenta limitações significativas. 

 

A capacidade limitada e a necessidade premente de modernização destacam-se como obstáculos importantes para o pleno desenvolvimento do potencial portuário do país.

 

A burocracia excessiva e a complexidade dos processos alfandegários e regulatórios também figuram como entraves à eficiência operacional dos portos. Esses problemas afetam diretamente a competitividade do setor, aumentando os custos logísticos e diminuindo a agilidade no transporte de cargas.

 

Entretanto, há esforços visíveis para enfrentar esses desafios. A modernização e expansão dos portos são prioridades, com investimentos contínuos em ampliação de cais e aquisição de equipamentos mais modernos. A introdução de tecnologias e a automação também desempenham um papel crucial na melhoria da eficiência operacional, reduzindo os tempos de espera e aumentando a produtividade.

 

Além disso, o setor está se adaptando a tendências emergentes. A digitalização e a implementação de tecnologias como blockchain estão sendo exploradas para aumentar a transparência e eficiência das operações portuárias. 

A sustentabilidade também se tornou uma prioridade, com iniciativas para reduzir o impacto ambiental  atividades portuárias, incluindo o uso de combustíveis mais limpos e práticas operacionais sustentáveis.

 

A busca por integração logística é outra tendência que se destaca. A convergência entre os diferentes modais de transporte, combinando o transporte marítimo com outras opções, é uma estratégia promissora para otimizar o fluxo de mercadorias, reduzir custos e melhorar a eficiência.

O setor de transporte marítimo está diante de um “divisor de águas” de transformação. Superar os desafios atuais exigirá uma abordagem que envolve não apenas investimentos em infraestrutura, mas também reformas regulatórias e a adoção inteligente de tecnologias inovadoras.

 

Em 2024, espera-se discussões mais intensas sobre o tema, com foco em estratégias para tornar os portos mais eficientes, sustentáveis e alinhados com as demandas do comércio internacional.

 

*Luiz Sória é CEO da Skymarine

BR-101
Mundial Express
Savoy
Globalbat
Retrak
postal