Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube
Conteúdo 12 de maio de 2020

A importância dos softwares de visibilidade para a alta performance logística

Por Ricardo Breis*

Nos últimos anos, dois temas têm sido recorrentes entre as empresas em expansão: a visibilidade logística end-to-end e a integração ou unificação de sistemas. Cada vez mais, as empresas que buscam crescimento percebem a importância de saber, em tempo real, onde está a mercadoria. A visibilidade, de forma online, já provou ser essencial a qualquer hora e de qualquer lugar.

Um exemplo é a pesquisa global sobre análise de mercado B2B feita pela Aberdeen Group com mais de 140 empresas da cadeia de suprimento. Os resultados revelaram que a visibilidade é um dos maiores pontos de atenção dos executivos da área de operações e logística e uma das maiores prioridades das companhias que buscam alcançar melhor desempenho e eficiência.

Quem já efetuou uma compra pela internet e não teve uma experiência positiva com a rastreabilidade do produto? Isso prova a importância desse diferencial competitivo que pode surpreender tanto de forma positiva quanto negativa.

Quando falamos em visibilidade logística, é comum associarmos a rastreabilidade apenas ao TMS (Transportation Management System), mas há alternativas que devem ser consideradas.

O problema é que ainda estamos longe do ideal. Dados revelados em reportagem publicada no site da revista Exame mostram que mais de 40% das empresas do setor de logística ainda usam planilhas como principal ferramenta de gestão e 23% das transportadoras não usam o TMS para gerenciar suas demandas de frete.

Fato que pode ser “explicado” pela baixa maturidade do processo operacional, adequação dos profissionais às tecnologias e cultura de compliance ou custo de investimento. Infelizmente, se essas empresas não evoluírem para sistemas mais inteligentes e eficazes de gestão e gerenciamento de transportes, muitas – ou todas – vão perder espaço para a concorrência.

Entre as alternativas para garantir uma gestão mais eficiente e melhor visibilidade estão os Sistemas Integrados de Logística (SIL). Essas soluções têm como principal pilar a bandeira da conectividade, fazendo a integração com diversos hardwares e rastreadores instalados nos veículos e também equipamentos mobile, trazendo em uma plataforma centralizada todas as etapas e status da cadeia de transporte de forma online, que, posteriormente, podem retroalimentar o ERP (sistema integrado de gestão empresarial) por meio de integração de sistemas.

Ainda que seja considerado simples, o sucesso no processo de implantação desses sistemas depende de sua sustentação em alguns pilares. Em primeiro lugar é preciso identificar todos os players da cadeia de transportes, desde a equipe interna até os parceiros, como as transportadoras, por exemplo.

Depois, é fundamental estabelecer o PGL (Plano de Gerenciamento Logístico), no qual as rotinas de trabalho são padronizadas: quais serão os controles usados; quais ações serão tomadas em desvio das informações controladas etc. Ter os papeis e responsabilidades bem definidos é essencial.

Em terceiro lugar, é necessário engajar o time e controlar prazos e etapas de implantação. Por fim, fazer a escolha do parceiro tecnológico que irá contribuir para a transformação digital é essencial para o aumento da visibilidade da cadeia de transportes, com foco na alta performance através de soluções tecnológicas.

Somente desta forma a operação terá a maturidade e a visibilidade ideal para permitir o gerenciamento e a análise de desempenho e dos resultados de toda a etapa do transporte, com redução de custos, melhoria da produtividade e aumento da competitividade!

*Ricardo Breis é Especialista em Soluções Logísticas da Opentech

Newsletter
Cadastre-se aqui

Top do Transporte
Top do Transporte
Fronius Patrocinador
Nimbi Patrocinador
Top do Transporte
Top do Transporte
SDO Equipamentos
Toyota
Retrak
Savoy
JLL
JLL